Bíblia de Estudo Online

1 Coríntios 2 Estudo: Poder de Deus e a Mente de Cristo

Em 1 Coríntios 2, Paulo nos diz que a raiz da sua pregação não está na sabedoria humana ou na eloquência, mas sim no poder de Deus.

Isso com o propósito de que a fé dos corintos não fosse baseada no conhecimento humano. Paulo deseja que os crentes tenham um relacionamento espiritual com Deus, e não mera religiosidade.

A partir disso ele apresenta a distinção entre a sabedoria de Deus e o que Ele preparou para aqueles que o amam.

Paulo deixa clara a importância do Espírito Santo nesse relacionamento. É ele que nos faz compreender a vontade de Deus e nos ajuda a compreender os pensamentos de Deus (Ver 1 Coríntios 1 Estudo).

1 Coríntios 2.1 – 5: A pregação de Paulo e o poder de Deus

1 Eu mesmo, irmãos, quando estive entre vocês, não fui com discurso eloquente, nem com muita sabedoria para lhes proclamar o mistério de Deus.

2 Pois decidi nada saber entre vocês, a não ser Jesus Cristo, e este, crucificado.

3 E foi com fraqueza, temor e com muito tremor que estive entre vocês.

4 Minha mensagem e minha pregação não consistiram de palavras persuasivas de sabedoria, mas consistiram de demonstração do poder do Espírito,

5 para que a fé que vocês têm não se baseasse na sabedoria humana, mas no poder de Deus.

1 Coríntios 2.6 – 8: A sabedoria de Deus

6 Entretanto, falamos de sabedoria entre os que já têm maturidade, mas não da sabedoria desta era ou dos poderosos desta era, que estão sendo reduzidos a nada.

7 Ao contrário, falamos da sabedoria de Deus, do mistério que estava oculto, o qual Deus preordenou, antes do princípio das eras, para a nossa glória.

8 Nenhum dos poderosos desta era o entendeu, pois, se o tivessem entendido, não teriam crucificado o Senhor da glória.

1 Coríntios 2.9 – 11: O que Deus preparou para os que o amam

9 Todavia, como está escrito: “Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam”;

10 mas Deus o revelou a nós por meio do Espírito. O Espírito sonda todas as coisas, até mesmo as coisas mais profundas de Deus.

11 Pois, quem conhece os pensamentos do homem, a não ser o espírito do homem que nele está? Da mesma forma, ninguém conhece os pensamentos de Deus, a não ser o Espírito de Deus.

1 Coríntios 2.12 – 16: O discernimento do Espírito e a mente de Cristo

12 Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente.

13 Delas também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito, interpretando verdades espirituais para os que são espirituais.

14 Quem não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente.

15 Mas quem é espiritual discerne todas as coisas, e ele mesmo por ninguém é discernido; pois

16 “quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-lo?” Nós, porém, temos a mente de Cristo.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.