Em 1 Pedro 2, o apóstolo nos apresenta a Deus, como pedra viva. Esta é a principal pedra da construção do Reino de Deus. Sendo assim, nós os que cremos somos transformados em pedras vivas e participamos desta edificação.

A pedra angular, Jesus Cristo rejeitada pelos homens é motivo de tropeço para os que não crêem, mas para os que crêem ele é uma pedra preciosa.

Isto ocorre, porque nós somos geração eleita de Deus. Antes, nós não éramos povo, mas agora Deus nos separou como filhos. E isso deve nos conduzir a santificação. Pedro aponta isso como o motivo pelo qual devemos nos sujeitar as autoridades constituídas.

Esboço de 1 Pedro 2:

1 Pedro 2.1 – 5: Pedras Vivas

1 Pedro 2.6 – 8: A pedra angular

1 Pedro 2.9 – 12: Geração Eleita

1 Pedro 2.13 – 20: Sujeição as autoridades

1 Pedro 2.21 – 25: O Exemplo de Jesus Cristo

 

Abandone a Malícia

Livrem-se, pois, de toda maldade e de todo engano, hipocrisia, inveja e toda espécie de maledicência. Como crianças recém-nascidas, desejem de coração o leite espiritual puro, para que por meio dele cresçam para a salvação, agora que provaram que o Senhor é bom. (1 Pedro 2.1 – 3)

O seu conselho é para deixar de lado ou abandonar o que é mau, como alguém faz com uma roupa velha e podre. “Joguem-na fora com indignação, nunca a coloquem de novo”.

Os pecados a serem abandonados, ou lançados de lado, são: Malícia, que pode ser entendida de forma mais ampla como representando todo o tipo de maldade, como em Tiago 1.22 e 1 Coríntios 5.8.

Mas, em um sentido mais restrito, a malícia é a raiva que está estabelecida no coração dos tolos, raiva enraizada e enorme, represada até que leve o homem a planejar o mal, a fazer o mal ou a se alegrar com qualquer mal que sobrevenha a outra pessoa.

Engano ou Logro

Este que compreende a bajulação, a falsidade e a ilusão, que é uma imposição astuta de algo à ignorância ou fraqueza de outra pessoa, para o prejuízo desta.

Fingimentos

Por estar no plural, a palavra compreende todo o tipo de hipocrisias. Nas questões da religião, a hipocrisia é a falsificação da piedade.

Na vida civil, a hipocrisia é falsificação de amizade, que é muito usada por aqueles que fazem suntuosos elogios, em que eles não acreditam, fazem promessas que eles nunca pretendem cumprir, ou simulam amizades quando a maldade está no seu coração.

Invejas

Tudo que puder ser chamado inveja, que é o afligir-se por todo o bem ou bem-estar de outra pessoa, de suas habilidades, prosperidade, fama ou esforços bem-sucedidos. E todas as murmurações, que é a calúnia, o falar contra os outros, ou difamá-los (veja 2 Coríntios 12.20; Romanos 1.30).

Aperfeiçoados

Daí aprenda que os melhores cristãos têm necessidade de ser advertidos e precavidos contra os piores pecados, como a malícia, a hipocrisia e a inveja. Eles são santificados apenas em parte, e ainda estão propensos às tentações.

Nossos melhores serviços a Deus não agradam a Ele nem trazem proveito a nós mesmos, se não formos conscienciosos nos nossos deveres para com os homens.

Os pecados mencionados aqui são transgressões da segunda tábua. Esses precisam ser deixados de lado, ou então não podemos receber a palavra de Deus como devemos.

Mesmo que o texto diga: toda malícia, todas as murmurações, aprenda: Que um pecado não deixado de lado, vai atrapalhar nosso benefício espiritual e nosso bem-estar eterno.

A malícia, a inveja, a raiva, o fingimento e a murmuração geralmente andam juntos. A murmuração é um sinal de que a malícia e o engano estão no coração; e todos eles se unem para impedir o nosso progresso por meio da palavra de Deus(Henry, Matthew, Comentário de Atos a Apocalipse)

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here