1 Reis 1 Estudo: Salomão é Ungido Rei

Os reis montaram mulas no antigo Oriente Próximo, simbolizando seu papel como servos do povo (1 Reis 1:33). As pessoas entenderiam que o cavalo de Salomão em uma mula implicava seu reinado. A mula especificada por Davi era de seu uso pessoal.

Talvez o povo tivesse reconhecido essa mula e concluiu que Davi dera a Salomão permissão para montá-la como seu sucessor designado.

Os oficiais deveriam levar Salomão até a fonte de Giom. Duas nascentes forneceram a maior parte da água para Jerusalém: a nascente En-Rogel, a sudeste de Jerusalém, não longe da muralha da cidade onde Adonias estava banqueteando seus convidados (cf. verso 9), e a nascente Giom cerca de 800 metros ao norte e diretamente a leste de Jerusalém também fora da muralha da cidade.

Nesse dia, duas procissões, uma dos rebeldes e outra dos homens do rei, iam para duas nascentes vizinhas.

Na primavera de Giom, Zadoque, o sacerdote, e Natã, o profeta, deviam ungir Salomão (1 Reis 1:34–35). Não havia profeta no acampamento de Adonias. A presença de Natã simbolizava a escolha divina de Salomão como rei de uma forma que a presença de Zadoque por si só não poderia.

Soprando a trombeta sinalizou a natureza oficial da unção. Todo rei de Israel foi ungido. A cerimônia simbolizava a vinda do Espírito de Deus ao Seu líder escolhido derramando óleo sobre sua cabeça.

O grito: “Viva o rei Salomão!”, expressou o desejo e a oração do povo, de que o reinado do novo rei seria longo e próspero. Os líderes foram instruídos a retornar ao monte Sião até a cidade de Davi e colocar Salomão no trono de Davi. Esta seria a prova final de sua eleição.

Salomão deveria começar seu governo naquele momento; o assento oficial no trono era para ser percebido não como simplesmente um ato simbólico. Davi explicou claramente que ele mesmo, pela autoridade de seu ofício real, nomeara Salomão como governante de Israel e Judá efetivo imediatamente.

Israel e Judá foram distinguidos (cf. 4:20,25) porque 1 Reis foi escrito depois que o reino foi dividido em 931 a.C. e / ou porque uma fenda já era evidente entre as partes norte e sul do reino (cf. 2 Sam. 19: 41-20: 2).

Como comandante militar e o homem responsável por executar essas ordens, Benaia respondeu ao seu comandante em chefe (1 Reis 1:36–37). Sua resposta, “Amém! Que o SENHOR assim declare”, significa: “Que o rei tenha dito, seja o que o SENHOR declarou.”

Benaia então pediu que Deus estivesse com Salomão e abençoasse seu reino ainda mais do que abençoara o reino de Davi. (1)

Esboço de 1 Reis 1:

1.1 – 4: A debilidade física de Davi

1.5 – 10: Adonias quer o lugar de Davi

1.11 – 31: O plano de Natã e Bate-Seba

1.32 – 40: Salomão é ungido rei

1.41 – 53: A bondade de Salomão com Adonias

 

1 Reis 1.1 – 4: A debilidade física de Davi

1 Quando o rei Davi envelheceu, estando já de idade bem avançada, cobriam-no de cobertores, mas ele não se aquecia.

2 Por isso os seus servos lhe propuseram: “Vamos procurar uma jovem virgem para servir e cuidar do rei. Ela se deitará ao seu lado, a fim de aquecer o rei”.

3 Então procuraram em todo o território de Israel uma jovem que fosse bonita e encontraram Abisague, uma sunamita, e a levaram ao rei.

4 A jovem, muito bonita, cuidava do rei e o servia, mas o rei não teve relações com ela.

1 Reis 1.5 – 10: Adonias quer o lugar de Davi

5 Ora, Adonias, cuja mãe se chamava Hagite, tomou a dianteira e disse: “Eu serei o rei”. Providenciou uma carruagem e cavalos, além de cinquenta homens para correrem à sua frente.

6 Seu pai nunca o havia contrariado; nunca lhe perguntava: “Por que você age assim?” Ado­nias também tinha boa aparência e havia nascido depois de Absalão.

7 Adonias fez acordo com Joabe, filho de Zeruia, e com o sacerdote Abiatar, e eles o seguiram e o apoiaram.

8 Mas o sacerdote Zadoque, Benaia, filho de Joiada, o profeta Natã, Simei, Reí e a guarda especial de Davi não deram apoio ­a Adonias.

9 Então Adonias sacrificou ovelhas, bois e novilhos gordos junto à pedra de Zoelete, próximo a En-Rogel. Convidou todos os seus irmãos, filhos do rei, e todos os homens de Judá que eram conselheiros do rei,

10 mas não convidou o profeta Natã nem Benaia nem a guarda especial nem o seu irmão Salomão.

1 Reis 1.11 – 31: O plano de Natã e Bate-Seba

11 Natã perguntou então a Bate-Seba, mãe de Salomão: Você ainda não sabe que Adonias, o filho de Hagite, tornou-se rei, sem que o nosso senhor Davi ficasse sabendo?

12 Agora, vou dar-lhe um conselho para salvar a sua vida e também a vida do seu filho Salomão.

13 Vá perguntar ao rei Davi: Ó rei, meu senhor, não juraste a esta tua serva, prometendo: “Pode estar certa de que o seu filho Salomão me sucederá como rei, e se assentará no meu trono”? Por que foi, então, que Adonias se tornou rei?

14 Enquan­to você ainda estiver conversando com o rei, eu entrarei e confirmarei as suas palavras.

15 Então Bate-Seba foi até o quarto do rei, já idoso, onde a sunamita Abisague cuidava dele.

16 Bate-Seba ajoelhou-se e prostrou-se com o rosto em terra, diante do rei. “O que você quer?”, o rei perguntou.

17 Ela respondeu: Meu senhor, tu mesmo juraste a esta tua serva, pelo Senhor, o teu Deus: “Seu filho Salomão me sucederá como rei e se assentará no meu trono”.

18 Mas agora Adonias se tornou rei, sem que o rei, meu senhor, o soubesse.

19 Ele sacrificou muitos bois, novilhos gordos e ovelhas, e convidou todos os filhos do rei, o sacerdote Abiatar, e Joabe, o comandante do exército, mas não convidou o teu servo Salomão.

20 Agora, ó rei, meu senhor, os olhos de todo o Israel estão sobre ti para saber de tua parte quem sucederá ao rei, meu senhor, no trono.

21 De outro modo, tão logo o rei, meu senhor, descanse com os seus antepassados, eu e o meu filho Salomão seremos tratados como traidores.

22 Ela ainda conversava com o rei, quando o profeta Natã chegou.

23 Assim que informaram o rei que o profeta Natã havia chegado, ele entrou e prostrou-se com o rosto em terra, diante do rei.

24 E Natã lhe perguntou: Ó rei, meu senhor, por acaso declaraste que Adonias te sucederia como rei e que ele se assentaria no teu trono?

25 Hoje ele foi matar muitos bois, novilhos gordos e ovelhas. Convidou todos os filhos do rei, os comandantes do exército e o sacerdote Abiatar. Agora eles estão comendo e bebendo com ele e celebrando: “Viva o rei Adonias!”

26 Mas ele não convidou a mim, que sou teu servo, nem ao sacerdote Zadoque, nem a Benaia, filho de Joiada, nem a teu servo Salomão.

27 Seria isto algo que o rei, meu senhor, fez sem deixar que os seus conselheiros soubessem quem sucederia ao rei, meu senhor, no trono?

28 Então o rei Davi ordenou: “Chamem Bate-Seba”. Ela entrou e ficou em pé diante dele.

29 O rei fez um juramento: Juro pelo nome do Senhor, o qual me livrou de todas as adversidades,

30 que, sem dúvida, hoje mesmo vou executar o que jurei pelo ­Senhor, o Deus de Israel. O meu filho Salomão me sucederá como rei e se assentará no meu trono em meu lugar.

31 Então Bate-Seba prostrou-se com o rosto em terra, e, ajoelhando-se diante do rei, disse: “Que o rei Davi, meu senhor, viva para sempre!”

1 Reis 1.32 – 40: Salomão é ungido rei

32 O rei Davi ordenou: “Chamem o sacerdote Zadoque, o profeta Natã e Benaia, filho de Joiada”. Quando eles chegaram à presença do rei,

33 ele os instruiu: Levem os conselheiros do seu senhor com vocês, ponham o meu filho Salomão sobre a minha mula e levem-no a Giom.

34 Ali o sacerdote Zadoque e o profeta Natã o ungirão rei sobre Israel. Nesse momento toquem a trombeta e gritem: Viva o rei Salomão!

35 Depois acompanhem-no, e ele virá assentar-se no meu trono e reinará em meu lugar. Eu o designei para governar Israel e Judá.

36 Benaia, filho de Joiada, respondeu ao rei: Assim se fará! Que o Senhor, o Deus do rei, meu senhor, o confirme.

37 Assim como o Senhor esteve com o rei, meu senhor, também esteja ele com Salomão para que ele tenha um reinado ainda mais glorioso que o reinado de meu senhor, o rei Davi!

38 Então o sacerdote Zadoque, o profeta Natã, Benaia, filho de Joiada, os queretitas e os peletitas fizeram Salomão montar a mula do rei Davi e o escoltaram até Giom.

39 O sacerdote Zadoque pegou na Tenda o chifre com óleo e ungiu Salomão. A seguir tocaram a trombeta e todo o povo gritou: “Viva o rei Salomão!”

40 E todo o povo o acompanhou, tocando flautas e celebrando, de tal forma que o chão tremia com o barulho.

1 Reis 1.41 – 53: A bondade de Salomão com Adonias

41 Adonias e todos os seus convidados souberam disso quando estavam terminando o banquete. Ao ouvir o toque da trombeta, Joabe perguntou: “O que significa essa gritaria, esse alvoroço na cidade?”

42 Falava ele ainda, quando chegou Jônatas, filho do sacerdote Abiatar. E Adonias lhe disse: “Entre, pois um homem digno como você deve estar trazendo boas notícias!”

43 “De modo algum”, respondeu Jônatas a Adonias. “Davi, o nosso rei e senhor, constituiu rei a Salomão.

44 O rei enviou com ele o sacerdote Zadoque, o profeta Natã, Benaia, filho de Joiada, os queretitas e os peletitas, e eles o fizeram montar a mula do rei.

45 Depois o sacerdote Zadoque e o profeta Natã o ungiram rei em Giom. De lá eles saíram celebrando, e a cidade está alvoroçada. É esse o barulho que vocês ouvem.

46 Além disso, Salomão já se assentou no trono real.

47 Até mesmo os oficiais do rei foram cumprimentar Davi, o nosso rei e senhor, dizendo: “Que o teu Deus torne o nome de Salomão mais famoso que o teu, e o seu reinado mais glorioso do que o teu!” E o rei curvou-se reverentemente em sua cama,

48 e disse: “Bendito seja o Senhor, o Deus de Israel, que permitiu que os meus olhos vissem hoje um sucessor em meu trono”.

49 Diante disso, todos os convidados de Adonias entraram em pânico e se dispersaram.

50 Mas Adonias, com medo de Salomão, foi agarrar-se às pontas do altar.

51 Então informaram a Salomão: “Adonias está com medo do rei Salomão e está agarrado às pontas do altar. Ele diz: “Que o rei Salomão jure que não matará este seu servo pela espada””.

52 Salomão respondeu: “Se ele se mostrar confiável, não cairá nem um só fio de cabelo da sua cabeça; mas se nele se descobrir alguma maldade, ele morrerá”.

53 Então o rei enviou alguns soldados, e eles o fizeram descer do altar. E Adonias veio e se curvou solenemente perante o rei Salomão, que lhe disse: “Vá para casa”.

 

Referências:

Constable, T. L. (1985). 1 Kings. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 489–490). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here