1 Reis 17 Estudo: O Ministério do Profeta Elias

Elias fora e estava sendo preparado pelo Senhor para demonstrar a todo o Israel que o Senhor, e não Baal, ainda é o único Deus verdadeiro (1 Reis 17:1). Até mesmo o nome de Elias, que significa “Yahweh é meu Deus”, transmitiu esse fato!

Elias morava em Gileade, a leste do rio Jordão, perto de uma comunidade chamada Tisbe. Talvez quando ele ouviu relatos das crescentes manobras de Jezabel para substituir a adoração do Senhor pela adoração de Baal, seu coração piedoso foi despertado.

Deus lhe deu uma missão

Armado com a promessa de Deus, ele caminhou para o oeste até Samaria. Chegando ao palácio, ele lançou seu ultimato ao rei Acabe. Ele afirmou que o SENHOR é o Deus de Israel, que Ele está vivo (cf. v. 12; 18: 10) e que ele, Elias, era o servo de Deus.

Elias podia declarar com segurança que não haveria orvalho nem chuva, porque Deus havia prometido retê-los da terra, se o Seu povo se voltasse dele para outros deuses (Lev. 26: 18-19; Dt 11: 16-17; 28: 23-24).

Deus aparentemente havia revelado ao profeta que Ele honraria essa promessa no dia de Elias. Isso teria atingido o coração do baalismo, pois os adoradores de Baal acreditavam que o deus deles era o deus da chuva!

A seca, provocada pelo verdadeiro Deus, mostrou que Ele, e não Baal, controla o tempo. Esta foi uma notável demonstração da superioridade de Deus e da total inadequação e falsidade da adoração de Baal. (1)

Esboço de 1 Reis 17:

17.1 – 7: A profecia de Elias

17.8 – 16: Elias e a viúva de Sarepta

17.17 – 24: A ressurreição do Filho da Viúva

 

1 Reis 17.1 – 7: A profecia de Elias

1 Ora, Elias, de Tisbe, em Gileade, disse a Acabe: “Juro pelo nome do Senhor, o Deus de Israel, a quem sirvo, que não cairá orvalho nem chuva nos anos seguintes, exceto mediante a minha palavra”.

2 Depois disso a palavra do Senhor veio a Elias:

3 Saia daqui, vá para o leste e esconda-se perto do riacho de Querite, a leste do Jordão.

4 Você beberá do riacho, e dei ordens aos corvos para o alimentarem lá.

5 E ele fez o que o Senhor lhe tinha dito. Foi para o riacho de Querite, a leste do Jordão, e ficou lá.

6 Os corvos lhe traziam pão e carne de manhã e de tarde, e ele bebia água do riacho.

7 Algum tempo depois, o riacho secou-se por falta de chuva.

1 Reis 17.8 – 16: Elias e a viúva de Sarepta

8 Então a palavra do Senhor veio a Elias:

9 “Vá imediatamente para a cidade de Sarepta de Sidom e fique por lá. Ordenei a uma viúva daquele lugar que lhe forneça comida”.

10 E ele foi. Quando chegou à porta da cidade, encontrou uma viúva que estava colhendo gravetos. Ele a chamou e perguntou: “Pode me trazer um pouco d’água numa jarra para eu beber?”

11 Enquanto ela ia buscar água, ele gritou: “Por favor, traga também um pedaço de pão”.

12 Mas ela respondeu: “Juro pelo nome do Senhor, o teu Deus, que não tenho nenhum pedaço de pão; só um punhado de farinha num jarro e um pouco de azeite numa botija. Estou colhendo uns dois gravetos para levar para casa e preparar uma refeição para mim e para o meu filho, para que a comamos e depois morramos.”

13 Elias, porém, lhe disse: Não tenha medo. Vá para casa e faça o que disse. Mas primeiro faça um pequeno bolo com o que você tem e traga para mim, e depois faça algo para você e para o seu filho.

14 Pois assim diz o Senhor, o Deus de Israel: “A farinha na vasilha não se acabará e o azeite na botija não se secará até o dia em que o Senhor fizer chover sobre a terra”.

15 Ela foi e fez conforme Elias lhe dissera. E aconteceu que a comida durou muito tempo, para Elias e para a mulher e sua família.

16 Pois a farinha na vasilha não se acabou e o azeite na botija não se secou, conforme a palavra do Senhor proferida por Elias.

1 Reis 17.17 – 24: A ressurreição do Filho da Viúva

17 Algum tempo depois o filho da mulher, dona da casa, ficou doente, foi piorando e finalmente parou de respirar.

18 E a mulher reclamou a Elias: “Que foi que eu te fiz, ó homem de Deus? Vieste para lembrar-me do meu pecado e matar o meu filho?”

19 “Dê-me o seu filho”, respondeu Elias. Ele o apanhou dos braços dela, levou-o para o quarto de cima onde estava hospedado, e o pôs na cama.

20 Então clamou ao Senhor: “Ó Senhor, meu Deus, trouxeste também desgraça sobre esta viúva, com quem estou hospedado, fazendo morrer o seu filho?”

21 Então ele se deitou sobre o menino três vezes e clamou ao Senhor: “Ó Senhor, meu Deus, faze voltar a vida a este menino!”

22 O Senhor ouviu o clamor de Elias, e a vida voltou ao menino, e ele viveu.

23 Então Elias levou o menino para baixo, entregou-o à mãe e disse: “Veja, seu filho está vivo!”

24 Então a mulher disse a Elias: “Agora sei que tu és um homem de Deus e que a palavra do Senhor, vinda da tua boca, é a verdade”.

 

Referências:

Constable, T. L. (1985). 1 Kings. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 522). Wheaton, IL: Victor Books.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here