marca_final-01

1 Reis 19 Estudo: Deus Fala com Elias e o Anima

Em 1 Reis 19 vemos que Elias desceu o monte Carmelo cheio de confiança após derrotar os falsos profetas e chegou a Jezreel cheio de esperança. Mas uma mensagem da rainha ímpia e de coração perverso, jurando vingança rápida por seus profetas massacrados, fez desanimar toda a esperança de um futuro melhor para o povo de Deus.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Em 1 Reis 19, vemos que a atitude de Elias deixou Jezabel bastante irritada, e ela jurou o profeta de morte, dizendo que faria com ele o que foi feito aos profetas de Baal.

Na atitude de Jezabel vemos o nível de sua maldade. A nação havia acabado de testemunhar um grande feito de Deus, quando o fogo consumiu o holocausto e após a oração de Elias, as chuvas voltaram a regar Israel.

Mesmo assim, a sua atitude se manteve contrária ao Servo de Deus e a sua justiça.

É provável, no entanto, que Jezabel não tocasse em Elias naquele momento por causa do respeito que o povo tinha por ele, mas de toda forma ela o ameaçou.

Palavras destrutivas

De alguma forma, as palavras destrutivas da rainha alcançaram o coração do profeta Elias, e ele com medo e desanimado, deixou Israel e foi se esconder em Judá.

Ele fugiu do reino do norte para a parte mais ao sul dos territórios de Judá; um lugar que não podia ser considerado seguro, mesmo assim ele foi.

Despedindo seu servo, resolveu se escondeu perto da montanha do Sinai e ali ansiava desejou a morte (1 Reis 19.4)

Essa súbita e extraordinária depressão mental surgiu após uma grande confiança inspirada pelos milagres operados no Carmelo e pela disposição que o povo ali demonstrava.

Isso nos mostra que por mais que Deus use a nossa vida para operar seus milagres e projetos, a glória é toda dele, pois se não fosse sua graça, não suportaríamos a pressão.

Contudo, o Senhor foi ao seu encontro. Seguiu os passos do profeta e lhe deu: comida, bebida, conforto, segurança e encorajamento (v.6-8).

Elias na Caverna em Horebe

Sentindo-se revigorado e obediente a Palavra do Senhor, Elias seguiu viagem, mas o desânimo logo o cercou novamente e ele entrou em uma caverna em Horebe e parou.

Berseba é uma vasta extensão de colinas de areia, coberta com arbustos, cujos galhos altos e espalhados, com suas folhas brancas, proporcionam um tom muito alegre e refrescante ao ambiente.

Em sua graça, Deus não perdeu de vista Seu servo fugitivo, mas cuidou dele e, milagrosamente ministrando às suas necessidades e capacitando-o para o término da viagem.

Na solidão do Sinai, Deus apareceu para instruí-lo. “O que você faz aqui, Elias?” foi uma pergunta profunda e intrigante dirigida a alguém que havia sido chamado para uma missão tão árdua e urgente como a sua.

Vendo-o, o Senhor lhe perguntou por quê havia parado. Elias respondeu que mesmo sendo zeloso ao Senhor, estava sozinho em sua obediência a Ele.

É preciso continuar

Porém, Deus lhe dá instruções para continuar seu ministério, pois ainda havia muito pelo que lutar. Sete mil servos fieis a Deus ainda não havia se prostrado diante da apostasia de Acabe e Jezabel. Pessoas que amavam ao Senhor.

Há quem critique Elias, por sua atitude. Particularmente, acredito que todos passamos por momentos assim, vejo que o próprio Deus se encarrega de cuidar de nós.

Na vida de Elias, eu percebo que Deus, e não nós é quem merece todo o mérito por tudo o que fazemos e realizamos em Seu Nome, pois a força que temos, vem dEle.

Para convencê-lo de que uma nação idólatra não ficará impune, Ele o comissiona a ungir três pessoas que foram destinadas na Providência a vingar a controvérsia de Deus com o povo de Israel.

Unção é usada como sinônimo de nomeação (Juízes 9:8) e é aplicada a todos os nomeados, embora somente Jeú tenha derramado o óleo consagrado sobre sua cabeça.

Todos os três estavam destinados a ser instrumentos eminentes na conquista da destruição dos idólatras, embora de maneiras diferentes.

Mas das três comissões, Elias pessoalmente executou apenas uma; a saber, o chamado de Eliseu para ser seu assistente e sucessor (1 Reis 19:19), e por ele os outros dois foram cumpridos (2 Reis 8:7–13; 9: 1-10).

Tendo assim satisfeito o zelo ardente do profeta desanimado, mas sincero e piedoso, o Senhor passou a corrigir a impressão errônea sob a qual Elias estivera trabalhando, de ser o único crente da verdadeira religião na terra; pois Deus, que vê em segredo e sabia tudo o que era Seu, sabia que havia sete mil pessoas que não haviam prestado homenagem (literalmente, “beijou a mão”) a Baal.

Elias Encontra Eliseu – 1 Reis 19.9 – 18

Revigorado e restaurado, Elias obedece a voz do Senhor e encontra Eliseu, aquele que assumirá o posto de profeta, em seu lugar.

A atitude de Eliseu é uma das mais belas que vejo em um vocacionado. Quando é chamado por Elias, para segui-lo.

Ele deixou a junta de bois com a qual trabalhava e o pediu para beijar seu pai e sua mãe, algo que Elias consentiu.

Em seguida, Eliseu matou a junta de bois, fez um grande banquete, e seguiu o profeta.

Muitos de nós quando chamados complicamos muito as coisas, colocamos tantos empecilhos, fazemos tantas provas, enfim. Queremos ter certeza que de fato, é Deus que nos chama. Mas Eliseu não.

Ele rapidamente se desprendeu de tudo o que podia segurá-lo e seu sua vocação. Além disso, ele mata os animais, com os quais trabalhava, o que na minha visão é uma garantia de que nunca mais voltaria para a “velha vida”.

O que vejo nesse homem de Deus, é uma convicção maravilhosa em Deus e no chamado.

4 COMENTÁRIOS

  1. Pastor que o Senhor Jesus Cristo ilumine sempre sua vida, amo suas explanações, que o Senhor cada vez mais lhe use na terra ? estamos aqui para receber ??

  2. Amo em ver esse estudo me abre a visão poxa o senhor não sabe o quanto me alegrarei com esse estudos ??? choro de alegria pós e uma ajuda do céu muito obrigado pela força que Deus possa te abençoar grandemente

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jesus e a Bíblia © 2020. Todos os direitos reservados.

});