Em 1 Samuel 17 vemos o relato de uma das histórias bíblicas de maior sucesso em todo o mundo, de todos os tempos. O grande confronto entre Davi e Golias.

Percebemos que desde que foi ungido para ser o futuro rei de Israel, as coisas na vida de Davi mudaram drasticamente, e muito mais estava por vir.

Aqui Golias estava “tocando” o terror em todo o exército dos israelitas e no rei Saul. O desafio de Golias era simples – “não precisa ter guerra, mandem um guerreiro para lutar comigo, o que vencer, venceu a guerra”.

O vencedor da batalha representaria seu povo que subjugaria como escravo, o povo derrotado. Seria algo simples, não fosse a imponência do desafiante.

Golias tinha quase 3 metros de altura (v.4), e usava uma armadura praticamente intransponível, além de armas letais, como a espada, a lança e seu escudo.

Nenhum dos filhos de Israel se sentia encorajado para enfrentá-lo.

Davi Ouve o Desafio de Golias

Certo dia, Jessé enviou Davi ao acampamento de batalha, com o propósito de levar mantimentos para seus irmãos.

Chegando lá, saiu Golias para fazer o desafio, algo que ele repetia duas vezes por dias e já durava quarenta dias (v.16). Ou seja, Golias estava cheio de confiança, convencido que os israelitas eram covardes.

Quando Davi ouviu as palavras de Golias, decidiu que o enfrentaria, porque ele era um incircunciso filisteus, ou seja, ele não tinha aliança com Deus (v.23).

Percebendo o interesse de Davi, seus irmãos o desprezaram, julgaram e insultaram. Percebe-se claramente que eles não tinham afeição por seu irmão mais novo. Contudo, não foi o suficiente para desencorajar o destemido futuro rei.

Davi Conversa Com Saul

As palavras e o interesse de Davi chegaram ao conhecimento de Saul. Diante do rei, o jovem demonstrou muita segurança, e começou a tranquilizar a todos, dizendo que era capaz de vencer.

Saul não ficou muito convencido, e disse a Davi que Golias era um guerreiro experiente, que começou a lutar muito cedo. Por outro lado, ele era apenas um menino pastor de ovelhas.

Davi contou ao rei suas experiências enquanto apascentava as ovelhas. Ele disse que uma de sua ovelhas foi atacado por um leão, e ele lutou com o leão, o matou e salvou a ovelha.

Depois, veio o urso. Atacou a ovelha para matá-la, mas ele lutou contra o urso, o matou e salvou a ovelha.

É importante notar que a força e envergadura dos leões e ursos selvagens do Oriente, nos dias de Davi era algo ainda mais assustador e brutal que em nossos dias.

Aprendemos com isso, que Deus cria ricas e poderosas experiências preparatórias nos ambientes comuns da nossa vida: trabalho, escola, família, etc.

Quais os leões e os ursos que você já matou?

A Armadura de Saul

Davi estava completamente convencido de que assim como o Senhor havia lhe dado vitória sobre o leão e o urso, daria sobre Golias (v.32).

Vendo a fé do garoto e ouvindo seu testemunho, Saul ficou convencido de que ele estava certo do que queria, e o abençoou para ir a batalha, mas antes de partir para o confronto, Saul lhe deu sua armadura para vestir.

Porém, com ela, Davi mal conseguia se movimentar. Não estava acostumado aquele tipo de coisa. Quando derrotou o leão e o urso, ele estava apenas com uma roupa leve de pastor. Percebendo que seria atrapalhado, ele tirou a armadura.

As Armas de Davi

Davi pegou seu cajado de pastor, cinco seixos lisos e sua funda. Este foi seu equipamento para enfrentar o maior guerreiro que já havia se colocado diante do exército de Israel.

Quando o viu, Golias o desprezou, zombou e amaldiçoou.

Um dos grandes erros do ser humano, é seu orgulho e soberba. Golias não respeitou Davi, e isso lhe custou a vida. Não zombe ou despreze seu adversários, respeite-os, por mais insignificantes e incapazes que eles pareça ser.

Vendo a atitude de Golias, Davi declarou o grande segredo de sua vitória iminente: A presença de Deus na batalha. Enquanto Golias vinha com sua força humana, Davi ia contra Ele com a força de Deus. E por mais extraordinário que Golias fosse, não tinha como vencer o Senhor.

E foi o que aconteceu, quando a batalha começou, Davi partiu para cima de Golias, e girando a funda atirou-lhe uma pedra na cabeça, que de tão forte, ficou cravada na testa de Golias.

Quando o gigante caiu, Davi correu, pegou a espada de Golias e cortou-lhe a cabeça.

O Triunfo da Nação

Quando perceberam que Davi havia vencido e Golias estava morto, os filisteus começaram a fugir, e agora, cheios de coragem, os israelitas os perseguiram e o venceram.

Neste dia o Senhor deu sua primeira grande vitória a nação por intermédio de Davi. Muitas ainda estariam por vir.

O início de vida do futuro rei do povo de Deus, é especialmente belo. O Senhor o vocaciona enquanto ele está cuidando de ovelhas, depois o coloca na presença do rei, depois lhe dá uma grande vitória sobre Golias.

Vitória esta, que o projetou sobre toda a nação, atraindo o respeito e admiração de todos, inclusive de Saul.

Isso nos mostra que o Senhor Deus permitirá muitos desafios em nossas vidas, com o objetivo de nos promover e levar para o próximo nível.

Portanto não desanime, peça ao Senhor que lhe dê força e estratégia para enfrenta-los e vencer.

Leia também: A Batalha entre Davi e Golias (Estudo Completo!)

Esboço de 1 Samuel 17:

17.1 – 11: A imponência de Golias

17.12 – 30: A fragilidade de Davi

17.31 – 39: A coragem de Davi

17.40 – 47: A confiança de Davi no Senhor

17.48 – 58: Davi derrota Golias

1 Samuel 17.1 – 11: A imponência de Golias

1 Os filisteus juntaram suas forças para a guerra e se reuniram em Socó, de Judá. E acamparam em Efes-Damim, entre Socó e Azeca.

2 Saul e os israelitas reuniram-se e acamparam no vale de Elá, posicionando-se em linha de batalha para enfrentar os filisteus.

3 Os filisteus ocuparam uma colina e os israelitas outra, estando o vale entre eles.

4 Um guerreiro chamado Golias, que era de Gate, veio do acampamento filisteu. Tinha dois metros e noventa centímetros de altura.

5 Ele usava um capacete de bronze e vestia uma couraça de escamas de bronze que pesava sessenta quilos;

6 nas pernas usava caneleiras de bronze e tinha um dardo de bronze pendurado nas costas.

7 A haste de sua lança era parecida com uma lançadeira de tecelão, e sua ponta de ferro pesava sete quilos e duzentos gramas. Seu escudeiro ia à frente dele.

8 Golias parou e gritou às tropas de Israel: Por que vocês estão se posicionando para a batalha? Não sou eu um filisteu, e vocês os servos de Saul? Escolham um homem para lutar comigo.

9 Se ele puder lutar e vencer-me, nós seremos seus escravos; todavia, se eu o vencer e o puser fora de combate, vocês serão nossos escravos e nos servirão.

10 E acrescentou: “Eu desafio hoje as tropas de Israel! Mandem-me um homem para lutar sozinho comigo”.

11 Ao ouvirem as palavras do filisteu, Saul e todos os israelitas ficaram atônitos e apavorados.

1 Samuel 17.12 – 30: A fragilidade de Davi

12 Davi era filho de Jessé, o efrateu de Belém de Judá. Jessé tinha oito filhos e já era idoso na época de Saul.

13 Os três filhos mais velhos de Jessé tinham ido para a guerra com Saul: Eliabe, o mais velho, Abinadabe, o segundo, e Samá, o terceiro.

14 Davi era o caçula. Os três mais velhos seguiram Saul,

15 mas Davi ia ao acampamento de Saul e voltava para apascentar as ovelhas de seu pai, em Belém.

16 Durante quarenta dias o filisteu aproximou-se, de manhã e de tarde, e tomou posição.

17 Nessa ocasião Jessé disse a seu filho Davi: Pegue uma arroba de grãos tostados e dez pães e leve-os depressa a seus irmãos no acampamento.

18 Leve também estes dez queijos ao comandante da unidade deles. Veja como estão seus irmãos e traga-me alguma garantia de que estão bem.

19 Eles estão com Saul e com todos os homens de Israel no vale de Elá, lutando contra os filisteus.

20 Levantando-se de madrugada, Davi deixou o rebanho com outro pastor, pegou a carga e partiu, conforme Jessé lhe havia ordenado. Chegou ao acampamento na hora em que, com o grito de batalha, o exército estava saindo para suas posições de combate.

21 Israel e os filisteus estavam se posicionando em linha de batalha, frente a frente.

22 Davi deixou o que havia trazido com o responsável pelos suprimentos e correu para a linha de batalha para saber como estavam seus irmãos.

23 Enquanto conversava com eles, Golias, o guerreiro filisteu de Gate, avançou e lançou seu desafio habitual; e Davi o ouviu.

24 Quando os israelitas viram o homem, todos fugiram cheios de medo.

25 Os israelitas diziam entre si: “Vocês viram aquele homem? Ele veio desafiar Israel. O rei dará grandes riquezas a quem o vencer. Também lhe dará sua filha em casamento e isentará de impostos em Israel a família de seu pai”.

26 Davi perguntou aos soldados que estavam ao seu lado: “O que receberá o homem que matar esse filisteu e salvar a honra de Israel? Quem é esse filisteu incircunciso para desafiar os exércitos do Deus vivo?”

27 Repetiram a Davi o que haviam comentado e lhe disseram: “É isso que receberá o homem que matá-lo”.

28 Quando Eliabe, o irmão mais velho, ouviu Davi falando com os soldados, ficou muito irritado com ele e perguntou: “Por que você veio até aqui? Com quem deixou aquelas poucas ovelhas no deserto? Sei que você é presunçoso e que o seu coração é mau; você veio só para ver a batalha”.

29 E disse Davi: “O que fiz agora? Será que não posso nem mesmo conversar?”

30 Ele então se virou para outro e perguntou a mesma coisa, e os homens responderam-lhe como antes.

1 Samuel 17.31 – 39: A coragem de Davi

31 As palavras de Davi chegaram aos ouvidos de Saul, que o mandou chamar.

32 Davi disse a Saul: “Ninguém deve ficar com o coração abatido por causa desse filisteu; teu servo irá e lutará com ele”.

33 Respondeu Saul: “Você não tem condições de lutar contra esse filisteu; você é apenas um rapaz, e ele é um guerreiro desde a mocidade”.

34 Davi, entretanto, disse a Saul: Teu servo toma conta das ovelhas de seu pai. Quando aparece um leão ou um urso e leva uma ovelha do rebanho,

35 eu vou atrás dele, dou-lhe golpes e livro a ovelha de sua boca. Quando se vira contra mim, eu o pego pela juba e lhe dou golpes até matá-lo.

36 Teu servo pôde matar um leão e um urso; esse filisteu incircunciso será como um deles, pois desafiou os exércitos do Deus vivo.

37 O Senhor que me livrou das garras do leão e das garras do urso me livrará das mãos desse filisteu”. Diante disso Saul disse a Davi: “Vá, e que o Senhor esteja com você”.

38 Saul vestiu Davi com sua própria túnica, colocou-lhe uma armadura e lhe pôs um capacete de bronze na cabeça.

39 Davi prendeu sua espada sobre a túnica e tentou andar, pois não estava acostumado com aquilo. E disse a Saul: “Não consigo andar com isto, pois não estou acostumado”. Então tirou tudo aquilo

1 Samuel 17.40 – 47: A confiança de Davi no Senhor

40 e em seguida pegou seu cajado, escolheu no riacho cinco pedras lisas, colocou-as na bolsa, isto é, no seu alforje de pastor, e, com sua atiradeira na mão, aproximou-se do filisteu.

41 Enquanto isso, o filisteu, com seu escudeiro à frente, vinha se aproximando de Davi.

42 Olhou para Davi com desprezo, viu que era só um rapaz, ruivo e de boa aparência, e fez pouco caso dele.

43 Disse ele a Davi: “Por acaso sou um cão, para que você venha contra mim com pedaços de pau?” E o filisteu amaldiçoou Davi, invocando seus deuses,

44 e disse: “Venha aqui, e darei sua carne às aves do céu e aos animais do campo!”

45 Davi, porém, disse ao filisteu: Você vem contra mim com espada, com lança e com dardos, mas eu vou contra você em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem você desafiou.

46 Hoje mesmo o Senhor o entregará nas minhas mãos, eu o matarei e cortarei a sua cabeça. Hoje mesmo darei os cadáveres do exército filisteu às aves do céu e aos animais selvagens, e toda a terra saberá que há Deus em Israel.

47 Todos os que estão aqui saberão que não é por espada ou por lança que o Senhor concede vitória; pois a batalha é do Senhor, e ele entregará todos vocês em nossas mãos.

1 Samuel 17.48 – 58: Davi derrota Golias

48 Quando o filisteu começou a vir na direção de Davi, este correu para a linha de batalha para enfrentá-lo.

49 Tirando uma pedra de seu alforje, arremessou-a com a atiradeira e atingiu o filisteu na testa, de tal modo que ela ficou encravada, e ele caiu, dando com o rosto no chão.

50 Assim Davi venceu o filisteu com uma atiradeira e uma pedra; sem espada na mão, derrubou o filisteu e o matou.

51 Davi correu, pôs os pés sobre ele, e, desembainhando a espada do filisteu, acabou de matá-lo, cortando-lhe a cabeça com ela. Quando os filisteus viram que o seu guerreiro estava morto, recuaram e fugiram.

52 Então os homens de Israel e de Judá deram o grito de guerra e perseguiram os filisteus até a entrada de Gate, e até as portas de Ecrom. Cadáveres de filisteus ficaram espalhados ao longo da estrada de Saaraim até Gate e Ecrom.

53 Quando os israelitas voltaram da perseguição aos filisteus, levaram tudo o que havia no acampamento deles.

54 Davi pegou a cabeça do filisteu, levou-a para Jerusalém e guardou as armas do filisteu em sua própria tenda.

55 Quando Saul viu Davi avançando para enfrentar o filisteu, perguntou a Abner, o comandante do exército: “Abner, quem é o pai daquele rapaz?” Abner respondeu: “Juro por tua vida, ó rei, que eu não sei”.

56 E o rei ordenou-lhe: “Descubra quem é o pai dele”.

57 Logo que Davi voltou, depois de ter matado o filisteu, Abner levou-o perante Saul. Davi ainda segurava a cabeça de Golias.

58 E Saul lhe perguntou: “De quem você é filho, meu jovem?” Respondeu Davi: “Sou filho de teu servo Jessé, de Belém”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here