1 Samuel 31 Estudo: A Grande Derrota de Saul

Assim como Samuel havia profetizado (28:19), os filisteus derrotaram rápida e facilmente Israel nas amplas planícies do vale de Jezreel, onde eles, com seus carros (2 Samuel 1:6), tinham uma esmagadora vantagem tática (1 Samuel 31:1–6).

Saul, com três de seus quatro filhos – todos menos Is-Bosete (ver 2 Sam. 2:8) – saíram do monte Gilboa. O rei foi surpreendido, no entanto, e mortalmente ferido depois que seus filhos foram mortos.

Temendo ser encontrado pelos filisteus e torturado até a morte (1 Samuel 31:4), ele pediu ao seu escudeiro para matá-lo, uma ordem que seu assistente se recusou a obedecer.

Saul então, em violação de um tabu israelita, cometeu suicídio (v. 5), um ato raramente praticado entre os israelitas no Antigo Testamento (cf. Abimeleque [Juízes 9:54], Sansão [Juízes 16:30], Aitofel [2 Sam. 17:23] e Zimri [1 Reis 16:18]).

Sua morte por sua própria mão culminou com uma vida que havia sido conduzida na independência de Deus. (1)

Esboço de 1 Samuel 31:

31.1 – 7: A grande derrota de Saul

31.8 – 13: O corpo de Saul é pendurado

 

1 Samuel 31.1 – 7: A grande derrota de Saul

1 E aconteceu que, em combate com os filisteus, os israelitas foram postos em fuga e muitos caíram mortos no monte Gilboa.

2 Os filisteus perseguiram Saul e seus filhos, e mataram Jônatas, Abinadabe e Malquisua, filhos de Saul.

3 O combate foi ficando cada vez mais violento em torno de Saul, até que os flecheiros o alcançaram e o feriram gravemente.

4 Então Saul ordenou ao seu escudeiro: “Tire sua espada e mate-me com ela, senão sofrerei a vergonha de cair nas mãos desses incircuncisos”. Mas seu escudeiro estava apavorado e não quis fazê-lo. Saul, então, pegou sua própria espada e jogou-se sobre ela.

5 Quando o escudeiro viu que Saul estava morto, jogou-se também sobre sua espada e morreu com ele.

6 Assim foi que Saul, seus três filhos, seu escudeiro e todos os seus soldados morreram naquele dia.

7 Quando os israelitas que habitavam do outro lado do vale e a leste do Jordão viram que o exército tinha fugido e que Saul e seus filhos estavam mortos, fugiram, abandonando suas cidades. Depois os filisteus foram ocupá-las.

1 Samuel 31.8 – 13: O corpo de Saul é pendurado

8 No dia seguinte, quando os filisteus foram saquear os mortos, encontraram Saul e seus três filhos caídos no monte Gilboa.

9 Cortaram a cabeça de Saul, pegaram suas armas, e enviaram mensageiros por toda a terra dos filisteus para proclamarem a notícia nos templos de seus ídolos e entre o seu povo.

10 Expuseram as armas de Saul no templo de Astarote e penduraram seu corpo no muro de Bete-Seã.

11 Quando os habitantes de Jabes-Gileade ficaram sabendo o que os filisteus tinham feito com Saul,

12 os mais corajosos dentre eles foram durante a noite a Bete-Seã. Baixaram os corpos de Saul e de seus filhos do muro de Bete-Seã e os levaram para Jabes, onde os queimaram.

13 Depois enterraram seus ossos debaixo de uma tamargueira em Jabes, e jejuaram durante sete dias.

 

Referências:

Merrill, E. H. (1985). 1 Samuel. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 455). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here