Em 1 Tessalonicenses 5, Paulo fala a respeito da volta do Senhor Jesus Cristo, o dia do Senhor. Ele virá de repente. Não há como saber quando será. Por isso alerta Paulo, devemos estar atentos.

Não podemos viver como insensatos, ou como se o Senhor Jesus tivesse esquecido de voltar. Como filhos da luz devemos viver de acordo com a expectativa desse retorno.

Por fim, ele recomenda que a igreja deve amar sinceramente aqueles que a dirigem. Homens e mulheres que dão a sua vida pela saúde e bem-estar da igreja devem ser continuamente amados e respeitados.

Paulo dá diversas e edificantes recomendações e ora para que o próprio Deus santifique a cada cristão conforme a sua vontade.

Esboço de 1 Tessalonicenses 5:

1 Tessalonicenses 5.1 – 5: O dia do Senhor, a volta de Jesus

1 Tessalonicenses 5.6 – 11: Os cristãos devem estar atentos

1 Tessalonicenses 5.12 – 22: Amor aos ministros e Recomendações

1 Tessalonicenses 5.23 – 28: Oração e bênção

 

Qual Dia da Vinda de Cristo?

“Irmãos, quanto aos tempos e épocas, não precisamos escrever-lhes, pois vocês mesmos sabem perfeitamente que o dia do Senhor virá como ladrão à noite”. ( Tessalonicenses 5:1,2)

O apóstolo deixa claro aos Tessalonicenses que era desnecessário perguntar acerca do tempo específico da vinda de Cristo: acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva.

Cristo certamente virá, e há um tempo específico decretado para a sua vinda; mas não havia a necessidade de o apóstolo escrever a este respeito, e, portanto, ele não recebeu revelação acerca disso.

Nem eles nem nós deveríamos perguntar acerca desse segredo, que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder (veja Atos 1.7). Daquele Dia e hora ninguém sabe (veja Mateus 24.36).

O próprio Cristo não revelou a hora quando esteve na terra; não fazia parte da sua comissão como o grande profeta da Igreja: Ele também não o revelou aos seus apóstolos; não havia necessidade disso.

Há tempos e estações para fazermos nosso trabalho: o nosso dever e interesse é conhecer e observar; mas não sabemos os tempos e estações quando devemos prestar contas, nem é necessário que o saibamos.

Existem muitas coisas que a nossa vã curiosidade deseja saber em que não há necessidade para tal, e o nosso conhecimento a respeito delas não nos faria bem algum.

Ele relata que a vinda de Cristo será súbita e uma grande surpresa para a maioria das pessoas.

E isso eles sabiam perfeitamente, ou deveriam saber, porque nosso Senhor assim havia dito: o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis (Mateus 24.44).

É Preciso Estar Atento

“Quando disserem: “Paz e segurança”, então, de repente, a destruição virá sobre eles, como dores à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão”. (1 Tessalonicenses 5.3)

Lemos também em Marcos 13.35,36: Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o senhor da casa; para que, vindo de improviso, não vos ache dormindo.

E, sem dúvida, o apóstolo tinha anunciado a eles acerca da vinda de Cristo, bem como da sua vinda súbita, que é o significado da sua vinda como o ladrão de noite (veja Apocalipese 15.15).

Como o ladrão geralmente vem no tempo tranquilo da noite, quando ele é menos esperado, assim será o Dia do Senhor; tão súbita e surpreendente será a sua aparição.

A compreensão disso será mais útil do que saber o tempo exato, porque isso deveria nos despertar para levantar e vigiar, para estarmos prontos quando Ele chegar.

Ele deixa claro quão terrível a vinda de Cristo será para os incrédulos. O Dia do Senhor significará a destruição deles. O Deus justo trará ruína para os seus inimigos e os inimigos do seu povo. E essa destruição será total e final, de modo que ela será súbita.

Ela os surpreenderá, e cairá sobre eles, no meio da sua segurança e animação carnal, quando dizem em seu coração: Há paz e segurança, quando sonham de felicidade e se deleitam com diversões vãs das suas fantasias e paixões, e não pensam nisso.

Como as dores de parto sobrevirão àquela que está grávida, no tempo devido, mas talvez a vinda não seja esperada naquele momento, muito menos temida.

Uma Dor Inevitável

“Mas vocês, irmãos, não estão nas trevas, para que esse dia os surpreenda como ladrão. Vocês todos são filhos da luz, filhos do dia. Não somos da noite nem das trevas”. (1 Tessalonicenses 5.4,5)

Ela também será uma destruição inevitável: de modo nenhum escaparão; eles de modo nenhum escaparão. Não haverá meios possíveis para evitar o terror nem o castigo daquele dia.

Não haverá lugar onde se escondam os que praticam a iniquidade (veja Jó 34.22), nem abrigo da tempestade, nem sombra do calor abrasador que consumirá os ímpios.

Ele descreve quão confortador esse dia será para os justos. A posição e o privilégio deles. Eles não estão em trevas; eles são filhos da luz etc.

Essa era a condição bem-aventurada dos Tessalonicenses, como é o caso de todos os cristãos verdadeiros.

Eles não estavam em um estado de pecado e ignorância como o mundo pagão. Eles, noutro tempo, eram trevas, mas, agora, foram feitos luz no Senhor (veja Efésios 5.8).

Eles foram favorecidos com a divina revelação das coisas que são invisíveis e eternas, especialmente em relação à vinda de Cristo, e às consequências disso.

Eles eram filhos do dia, porque a estrela d’alva tinha aparecido sobre eles; sim, o Sol da justiça tinha aparecido sobre eles com cura sob suas asas.

Eles não estavam mais debaixo das trevas do paganismo, nem debaixo das sombras da lei, mas debaixo do evangelho, que traz vida e incorrupção à luz (2 Timóteo 1.10).

O Grande Benefício

O grande benefício deles: que aquele Dia não os surpreenda como um ladrão (v. 4). Pelo menos seria culpa deles próprios se fossem surpreendidos por aquele Dia.

Eles receberam um aviso claro e ajuda suficiente para precaver-se contra aquele Dia e podem aguardar com conforto e confiança diante do Filho do homem.

Isso seria um tempo de refrigério pela presença do Senhor, que aparecerá sem pecado, aos que o esperam para a salvação, e virá a eles como amigo durante o dia, não como ladrão à noite. (Henry, Matthew, Comentário de Atos a Apocalipse)

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here