A epístola de 2 João foi escrita para prevenir “a senhora eleita” contra os falsos obreiros (mestres, evangelistas e profetas) que perambulavam pelas igrejas.

Os tais abandonaram os ensinos do evangelho e propagavam os seus falsos ensinos. A destinatária não devia recebê-los, conversar com eles, nem auxiliá-los.

Fazer isso, significaria ajudá-los a disseminar os seus erros e participar da sua culpa. A carta repudia o mesmo falso ensino denunciado em 1 João.

2 João: Visão Geral

A carta de 2 João realça uma advertência, que também se acha em 1 João, sobre o perigo de falsos mestres que negam a encarnação de Jesus Cristo e que se afastam da mensagem do evangelho.

João se alegra por ver que “a senhora eleita” e seus filhos “andam na verdade”. O verdadeiro amor cristão deve também incluir o discernimento entre a verdade e o erro, e também dar apoio aos falsos mestres.

Receber amavelmente os falsos mestres é participar dos seus erros. A carta é breve, pois João planeja uma visita para breve, e assim falar-lhe “de boca a boca”.

2 João: Capítulo

Capítulo 1: Amor ao Próximo e o Ensino de Jesus

 

Grande Inclusão

Encontramos aqui uma epístola canônica endereçada não somente a uma única pessoa, mas também a alguém do sexo feminino. E por que não para alguém desse sexo?

Na redenção, privilégio e dignidade do evangelho, “…não há macho nem fêmea; ambos são um em Cristo Jesus” (veja Gálatas 3.28). Nosso Senhor deixou sua refeição de lado para conversar com a mulher de Samaria, para mostrar-lhe a fonte da vida.

E, quando estava próximo da sua morte na cruz, ele confiou com seus lábios moribundos sua bendita mãe aos cuidados do seu amado discípulo, e, dessa forma, o instruiu a respeitar discípulos do sexo feminino no futuro.

Nosso Senhor escolheu aparecer primeiro a uma mulher logo após a sua saída do sepulcro e transmitir por meio dela as novas da sua ressurreição a esse apóstolo amado bem como aos outros apóstolos.

Também encontramos mais tarde uma zelosa Priscila envolvida no meio cristão, mais especificamente em alguns serviços perigosos para o apóstolo Paulo, tanto que ela frequentemente é mencionada antes do seu marido.

Não só o apóstolo Paulo, mas também todas as igrejas gentílicas estavam dispostas a enviar seus reconhecimentos agradecidos a ela e ao seu marido.

Não é de admirar então que uma heroína na fé cristã, honrada pela providência divina e separada pela graça divina, também devesse ser dignificada por meio de uma epístola apostólica.  (Henry, Matthew, Comentário de Atos a Apocalipse)

6 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia, a paz de Cristo!
    Em alguns estudos que encontrei, essa senhora eleita pode ser tanto uma mulher piedosa, quanto a própria igreja ou uma igreja específica. No entanto, gostei da sua ênfase na questão do discípulo do sexo feminino, pois existem tantos equívocos quanto ao papel da mulher na Igreja de Cristo.
    Obrigada por compartilhar!

  2. Bom dia …por acaso “cai” em seu webiste e gostei muito. Sua maneira de expor os topicos é muito simples o que torna claro e objetivos seus comentarios. Parabens e continue. Obrigado
    Ricardo Silva – Sao Paulo SP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here