Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

2 Pedro 1 Estudo: A Suficiência de Jesus Cristo

Em 2 Pedro 1, o apóstolo Pedro saúda a igreja desejando que a bênção de Deus permaneça sobre seu povo e dizendo que tudo o que precisamos vem de Jesus Cristo.

Para evitar tropeços na fé, é necessário que cresçamos. Isso será por meio da virtude, conhecimento, domínio próprio, perseverança, piedade, fraternidade e amor.

Pedro cita o seu testemunho presencial do ministério do Senhor Jesus, para que os cristãos saibam que o seu testemunho é extremamente valioso e verdadeiro. E a autoridade das Escrituras é completamente divina, sua origem não é humana, ela veio da parte de Deus.

Esboço de 2 Pedro 1:

2 Pedro 1.1 – 4: Tudo o que precisamos está em Jesus Cristo

2 Pedro 1.5 – 12: Crescendo na fé

2 Pedro 1.13 – 18: O testemunho de Pedro

2 Pedro 1.19 – 21: A autoridade da profecia da Escritura

 

Elementos de Crescimento

Por isso mesmo, empenhem-se para acrescentar à sua fé a virtude; à virtude o conhecimento; ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor. Porque, se essas qualidades existirem e estiverem crescendo em suas vidas, elas impedirão que vocês, no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo, sejam inoperantes e improdutivos. (2 Pedro 1:5-8)

Aqui não há como não observar como o caminho do crente é marcado passo a passo. Ele precisa obter a virtude, com o que alguns entendem justiça; e depois quando a ciência, a temperança e a paciência são acrescentadas a ela, podemos supor que o apóstolo esteja colocando-as após destacar as quatro virtudes cardeais, ou os quatro elementos que são necessários para constituir cada virtude ou ação virtuosa.

Mas considerando que “fiel é a palavra…”, e que isto seja afirmado “…para que os que crêem em Deus procurem aplicar-se às boas obras” (Tito 3.8), por virtude aqui podemos entender força ou coragem, sem as quais o crente não pode se posicionar a favor das boas obras, ao se tornar abundante nelas.

Os justos precisam ser ousados como um leão (Provérbios 28.1); um cristão covarde, que tem medo de professar as doutrinas ou de praticar os deveres do evangelho, deve esperar que Cristo se envergonhe dele em outro tempo.

“Não fraquejem no dia mau, mas mostrem-se valentes na sua firmeza contra toda a oposição, e na resistência a todos os inimigos, o mundo, a carne, o diabo e a própria morte”.

Temos necessidade da virtude enquanto vivemos, e será de excelente utilidade quando morrermos.

Conhecimento de Deus

O crente precisa acrescentar a ciência, ou o conhecimento, à virtude, e a prudência, à sua coragem; há um conhecimento do nome de Deus que precisa ir adiante da nossa fé (SaImos 9.10), e não podemos provar a vontade de Deus como boa e aceitável e perfeita até que a conheçamos.

Mas há as circunstâncias apropriadas para o dever, que precisam ser conhecidas e observadas; precisamos usar os meios designados e observar o tempo oportuno.

A prudência cristã considera as pessoas com quem estamos lidando e o lugar e companhia em que estamos. Cada crente precisa se empenhar na busca do conhecimento e da sabedoria que são proveitosos para orientar quanto ao método e ordem adequados em que todos os deveres cristãos devem ser realizados e quanto à forma e maneira de realizá-los.  (Henry, Matthew, Comentário de Atos a Apocalipse)

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. CARLA CRISTINA MIRANDA XAVIER disse:

    Paz! Desde a primeira vez que li está passagem foi como se O Próprio Deus a estivesse revelado a mim. E me norteado, como uma bússola, a direção da Salvação. Acredito que este era Seu propósito ao inspirar Pedro a escrevê-la. Bendito seja Deus pelo Seu Amor !!!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});