2 Reis 11 Estudo: A Morte de Atalia

O primeiro momento em que Atalia soube do plano de Joiada foi quando ouviu o barulho da comemoração (2 Reis 11:13-14). Ela foi do seu palácio ao templo para descobrir o que estava acontecendo. Para seu espanto, ela viu o pequeno Joás (o rei) com a coroa real na cabeça ao lado do pilar no portão leste do pátio interno do templo, o lugar que o rei habitualmente ocupava quando se dirigia ao povo na área do templo (ver 2 Cr 23:13).

Uma plataforma elevada foi fornecida para o rei ficar em pé quando visitava o templo em ocasiões festivas (cf. 2 Reis 23: 3; 2 Crônicas 6:13). Este é o lugar onde Joás ficou. A rainha imediatamente entendeu o que estava acontecendo, rasgou seus mantos significando sua grande aflição (cf. 2 Reis 2:12; 5: 7; 6:30), e gritou, traição! Traição!

O que Joiada tinha feito, não foi traição porque Joás era um legítimo herdeiro do trono. Atalia não era uma herdeira legítima, já que ela não era descendente de sangue de Davi. Ela era a culpada de traição.

Por essa razão, o sacerdote Joiada ordenou aos comandantes que a prendessem, a levassem para fora da área do templo sob guarda e matassem qualquer um que tentasse ajudá-la.

Não era apropriado executar alguém na área do templo, pois era um local de adoração (cf. 2 Crôn. 24:20-22). Atalia foi morta com a espada no lugar onde os cavalos entravam no palácio (o Portão dos Cavalos; cf. 2 Crônicas 23:15, não o Portão dos Cavalos na cidade).

Assim terminou a vida de uma das mulheres mais iníquas da Escritura, uma verdadeira filha de Jezabel. (1)

Esboço de 2 Reis 11:

11.1 – 3: Atalia tenta matar Joás

11.4 – 12: Seis anos depois Joás é coroado rei

11.13 – 16: A morte de Atalia

11.17 – 21: Enfim, paz!

 

2 Reis 11.1 – 3: Atalia tenta matar Joás

1 Quando Atalia, mãe de Acazias, soube que seu filho estava morto, mandou matar toda a família real.

2 “Mas Jeoseba, filha do rei Jeorão e irmã de Acazias, pegou Joás, um dos filhos do rei que iam ser assassinados, e o colocou num quarto, junto com a sua ama, para escondê-lo de Atalia; assim ele não foi morto.”

3 Seis anos ele ficou escondido com ela no templo do Senhor, enquanto Atalia governava o país.

2 Reis 11.4 – 12: Seis anos depois Joás é coroado rei

4 No sétimo ano, o sacerdote Joiada mandou chamar à sua presença no templo do Senhor os líderes dos batalhões de cem dos cários e dos guardas. E fez um acordo com eles no templo do Senhor, com juramento. Depois lhes mostrou o filho do rei

5 e lhes ordenou: “Vocês vão fazer o seguinte: Quando entrarem de serviço no sábado, uma companhia ficará de guarda no palácio real,

6 outra, na porta de Sur e a terceira, na porta que fica atrás das outras companhias. Elas montarão guarda no templo por turnos.

7 As outras duas companhias, que normalmente não estão de serviço no sábado, ficarão de guarda no templo, para proteger o rei.

8 Posicionem-se ao redor do rei, de armas na mão. Matem todo o que se aproximar de suas fileiras. Acompanhem o rei aonde quer que ele for”.

9 Os líderes dos batalhões de cem fizeram como o sacerdote Joiada havia ordenado. Cada um levou seus soldados, tanto os que estavam entrando em serviço no sábado como os que estavam saindo, ao sacerdote Joiada.

10 Então ele deu aos líderes dos batalhões de cem as lanças e os escudos que haviam pertencido ao rei Davi e que estavam no templo do Senhor.

11 Os guardas, todos armados, posicionaram-se em volta do rei, junto do altar e em torno do templo, desde o lado sul até o lado norte do templo.

12 Depois Joiada trouxe para fora Joás, o filho do rei, colocou nele a coroa e lhe entregou uma cópia da aliança. Então o proclamaram rei, ungindo-o, e o povo aplaudia e gritava: “Viva o rei!”

2 Reis 11.13 – 16: A morte de Atalia

13 Quando Atalia ouviu o barulho dos guardas e do povo, foi ao templo do Senhor, onde estava o povo,

14 e onde ela viu o rei, em pé junto à coluna, conforme o costume. Os oficiais e os tocadores de corneta estavam ao lado do rei, e todo o povo se alegrava ao som das cornetas. Então Atalia rasgou suas vestes e gritou: “Traição! Traição!”

15 O sacerdote Joiada ordenou aos líderes dos batalhões de cem que estavam no comando das tropas: “Levem-na para fora por entre as fileiras, e matem à espada quem a seguir”. Pois o sacerdote dissera: “Ela não será morta no templo do Senhor”.

16 Então eles a prenderam ­e a levaram ao lugar onde os cavalos entram no terreno do palácio, e lá a mataram.

2 Reis 11.17 – 21: Enfim, paz!

17 “E Joiada fez uma aliança entre o Senhor, o rei e o povo, para que fossem o povo do Senhor; também fez um acordo entre o rei e o povo.”

18 Depois todo o povo foi ao templo de Baal e o derrubou. Despedaçaram os altares e os ídolos e mataram Matã, sacerdote de Baal, em frente dos altares. A seguir o sacerdote Joiada colocou guardas no templo do Senhor.

19 Levou consigo os líderes dos batalhões de cem cários, os guardas e todo o povo e, juntos, conduziram o rei do templo ao palácio, passando pela porta da guarda. O rei então ocupou seu lugar no trono real,

20 e todo o povo se alegrou. E a cidade acalmou-se depois que Atalia foi morta à espada no palácio.

21 Joás tinha sete anos de idade quando começou a reinar.

 

Referências:

Constable, T. L. (1985). 2 Kings. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 560–561). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here