2 Samuel 10 Estudo: Suspeita Errada

Outro aspecto da sucessão de Davi foram seus relacionamentos internacionais. Davi havia trazido muitas das nações vizinhas a Israel (8:12). Incluído nessas nações estava Amon, um reino diretamente a leste do rio Jordão (2 Samuel 10:1–5).

Desde os primeiros anos de Saul, Amon havia sido governado por Naás. De fato, foi ele quem atacou Jabes Gileade no início do mandato de Saul e foi derrotado por Saul (1 Sam. 1: 1-11).

Por fim, Naás morreu e foi sucedido por seu filho Hanum. Como Naás havia mostrado a Davi alguma bondade, o rei de Israel enviou um enviado a Amon para expressar sua solidariedade a Hanum em relação a seu pai.

Isso, sem dúvida, gerava em Davi a esperança de ser visto como um aliado em seu flanco oriental. Mas os conselheiros de Hanum, talvez lembrando a vitória de Saul sobre Amon 50 anos antes, o aconselharam a não aceitar as condolências de Davi, mas sim a considerar os israelitas como espiões.

Os mensageiros de Davi não só voltaram para trás, mas suas barbas estavam meio raspadas e suas vestes cortadas em um comprimento imodesto que, para aqueles semitas sensíveis, era uma vergonha insuportável (cf. Is 15: 2; 20: 4). (1)

Esboço de 2 Samuel 10:

10.1 – 5: Suspeita errada

10.6 – 14: Davi ataca os amonitas

10.15 – 19: Derrotados de novo

 

2 Samuel 10.1 – 5: Suspeita errada

1 Algum tempo depois o rei dos amonitas morreu, e seu filho Hanum foi o seu sucessor.

2 Davi pensou: “Serei bondoso com Hanum, filho de Naás, como seu pai foi bondoso comigo”. Então Davi enviou uma delegação para transmitir a Hanum seu pesar pela morte do pai dele. Mas, quando os mensageiros de Davi chegaram à terra dos amonitas,

3 os líderes amonitas disseram a Hanum, seu senhor: “Achas que Davi está honrando teu pai ao enviar mensageiros para expressar condolências? Não é nada disso! Davi os enviou como espiões para examinarem a cidade, a fim de destruí-la”.

4 Então Hanum prendeu os mensageiros de Davi, rapou metade da barba de cada um, cortou metade de suas roupas até as nádegas, e os mandou embora.

5 Quando Davi soube disso, enviou mensageiros ao encontro deles, pois haviam sido profundamente humilhados, e lhes mandou dizer: “Fiquem em Jericó até que a barba cresça, e então voltem para casa”.

2 Samuel 10.6 – 14: Davi ataca os amonitas

6 Vendo que tinham atraído sobre si o ódio de Davi, os amonitas contrataram vinte mil soldados de infantaria dos arameus de Bete-Reobe e de Zobá, mil homens do rei de Maaca e doze mil dos homens de Tobe.

7 Ao saber disso, Davi ordenou a Joabe que marchasse com todo o exército.

8 Os amonitas saíram e se puseram em posição de combate à entrada da cidade, e os arameus de Zobá e de Reobe e os homens de Tobe e de Maaca posicionaram-se em campo aberto.

9 Vendo Joabe que estava cercado pelas linhas de combate, escolheu alguns dos melhores soldados de Israel e os posicionou contra os arameus.

10 Pôs o restante dos homens sob o comando de seu irmão Abisai e os posicionou contra os amonitas.

11 E Jo­abe disse a Abisai: Se os arameus forem fortes demais para mim, venha me ajudar; mas, se os amonitas forem fortes demais para você, eu irei ajudá-lo.

12 Seja forte e lutemos com bravura pelo nosso povo e pelas cidades do nosso Deus. E que o Senhor faça o que for de sua vontade.

13 Então Joabe e seus soldados avançaram contra os arameus, que fugiram dele.

14 Quan­do os amo­nitas viram que os arameus estavam fugindo de Joabe, também fugiram de seu irmão Abisai e entraram na cidade. Assim, Joabe parou a batalha contra os amonitas e voltou para Jerusalém.

2 Samuel 10.15 – 19: Derrotados de novo

15 Vendo-se derrotados por Israel, os arameus tornaram a agrupar-se.

16 Hadadezer mandou trazer os arameus que viviam do outro lado do Eufrates. Estes chegaram a Helã, tendo à frente Soboque, comandante do exército de Hadadezer.

17 Informado disso, Davi reuniu todo o Israel, atravessou o Jordão e chegou a Helã. Os arameus estavam em posição de com­bate para enfrentá-lo,

18 mas acabaram fugindo de diante de Israel. E Davi matou setecentos condutores de carros de guerra e quarenta mil soldados de infantaria dos arameus. Soboque, o comandante do exército, também foi ferido e morreu ali mesmo.

19 Quando todos os reis vassalos de Hadadezer viram que tinham sido derrotados por Israel, fizeram a paz com os israelitas e sujeitaram-se a eles. E os arameus ficaram com medo de voltar a ajudar os amonitas.

 

Referências:

Merrill, E. H. (1985). 2 Samuel. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 466). Wheaton, IL: Victor Books.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here