2 Samuel 11 Estudo: O Grande Erro de Davi Com Bate-Seba

Embora os arameus não mais viessem em seu auxílio, os amonitas mantinham obstinadamente sua postura hostil em relação a Israel. No contexto dos problemas contínuos de Davi com esses inimigos inveterados, ocorreu o ponto de virada de seu reinado (2 Samuel 11:1).

Na primavera, depois que as últimas chuvas terminaram e era costume retomar a atividade militar, Davi ordenou que Joabe lançasse uma invasão de Rabá, a capital de Amon. Embora os reis geralmente levassem seus exércitos pessoalmente, Davi, por razões não relacionadas, permaneceu em Jerusalém.

Certa noite, inquieto em sua cama, o rei levantou-se, foi a um telhado do palácio e de lá passou a observar Bate-Seba, a esposa de seu vizinho Urias. Ela estava tomando banho ao ar livre.

Não se pode criticar Davi por talvez ter procurado as brisas mais frias do fim da tarde, mas Bate-Seba, sabendo da proximidade de seu pátio ao palácio, provavelmente abrigava projetos ulteriores em direção ao rei (2 Samuel 11:2–3).

No entanto, a submissão de Davi aos seus encantos é indesculpável, pois os passos deliberados que ele seguiu para levá-la ao palácio exigiram tempo mais do que suficiente para ele resistir à tentação inicial e impulsiva (cf. Tiago 1:14-15).

Tendo descoberto sua identidade, ele a enviou imediatamente e, assegurada de sua pureza ritual (cf. Levítico 12:2-5; 15:19-28), teve relações sexuais com ela.

O banho em si pode ter sido para o propósito de purificação ritual e, portanto, não só anunciaria os encantos de Bate-Seba, mas serviria como um aviso para o rei de que ela estava disponível para ele.

No devido tempo, ela descobriu que estava grávida do rei e, sem dúvida, em grande angústia, informou-o de sua condição. (1)

Esboço de 2 Samuel 11:

11.1 – 5: O grande erro de Davi com Bate-Seba

11.6 – 13: A trama de Davi

11.14 – 27: Davi arquiteta a morte de Urias

 

2 Samuel 11.1 – 5: O grande erro de Davi com Bate-Seba

1 Na primavera, época em que os reis saíam para a guerra, Davi enviou para a batalha Joabe com seus oficiais e todo o exército de Israel; e eles derrotaram os amonitas e cercaram Rabá. Mas Davi permaneceu em Jerusalém.

2 Uma tarde Davi levantou-se da cama e foi passear pelo terraço do palácio. Do terraço viu uma mulher muito bonita tomando banho,

3 e mandou alguém procurar saber quem era. Disseram-lhe: “É Bate-Seba, filha de Eliã e mulher de Urias, o hitita”.

4 Davi mandou que a trouxessem, e se deitou com ela, que havia acabado de se purificar da impureza da sua menstruação. Depois, voltou para casa.

5 A mulher engravidou e mandou um recado a Davi, dizendo que estava grávida.

2 Samuel 11.6 – 13: A trama de Davi

6 Em face disso, Davi mandou esta mensagem a Joabe: “Envie-me Urias, o hitita”. E Joabe o enviou.

7 Quando Urias chegou, Davi perguntou-lhe como estavam Joabe e os soldados e como estava indo a guerra;

8 e lhe disse: “Vá descansar um pouco em sua casa”. Urias saiu do palácio e logo lhe foi mandado um presente da parte do rei.

9 Mas Urias dormiu na entrada do palácio, onde dormiam os guardas de seu senhor, e não foi para casa.

10 Quando informaram a Davi que Urias não tinha ido para casa, ele lhe perguntou: “Depois da viagem que você fez, por que não foi para casa?”

11 Urias respondeu: “A arca e os homens de Israel e de Judá repousam em tendas; o meu senhor Joabe e os seus soldados estão acampados ao ar livre. Como poderia eu ir para casa para comer, beber e deitar-me com minha mulher? Juro por teu nome e por tua vida que não farei uma coisa dessas!”

12 Então Davi lhe disse: “Fique aqui mais um dia; amanhã eu o mandarei de volta”. Urias ficou em Jerusalém, mas no dia seguinte

13 Davi o convidou para comer e beber, e o embriagou. À tarde, porém, Urias saiu para dormir em sua esteira onde os guardas de seu senhor dormiam, e não foi para casa.

2 Samuel 11.14 – 27: Davi arquiteta a morte de Urias

14 De manhã, Davi enviou uma carta a Joabe por meio de Urias.

15 Nela escreveu: “Ponha Urias na linha de frente e deixe-o onde o combate estiver mais violento, para que seja ferido e morra”.

16 Como Joabe tinha cercado a cidade, colocou Urias no lugar onde sabia que os inimigos eram mais fortes.

17 Quando os homens da cidade saíram e lutaram contra Joabe, alguns dos oficiais da guarda de Davi morreram, e morreu também Urias, o hitita.

18 Joabe enviou a Davi um relatório completo da batalha,

19 dando a seguinte instrução ao men­sageiro: Ao­ acabar de apresentar ao rei este relatório,

20 pode ser que o rei fique muito indignado e lhe pergunte: “Por que vocês se aproximaram tanto da cidade para combater? Não sabiam que eles atirariam flechas da muralha?

21 Em Tebes, quem matou Abimeleque, filho de Jerubesete? Não foi uma mulher que da muralha atirou-lhe uma pedra de moinho, e ele morreu? Por que vocês se aproximaram tanto da muralha?” Se ele perguntar isso, diga-lhe: E mor­reu também o teu servo Urias, o hitita.

22 O mensageiro partiu e, ao chegar, contou a Davi tudo o que Joabe lhe havia man­dado falar,

23 dizendo: Eles nos sobrepujaram e saíram contra nós em campo aberto, mas nós os fizemos retroceder para a porta da cidade.

24 Então os flecheiros atiraram do alto da muralha contra os teus servos, e mataram alguns deles. E morreu também o teu servo Urias, o hitita.

25 Davi mandou o mensageiro dizer a Joabe: “Não fique preocupado com isso, pois a espada não escolhe a quem devorar. Reforce o ataque à cidade até destruí-la”. E ainda insistiu com o mensageiro que encorajasse Joabe.

26 Quando a mulher de Urias soube que o seu marido havia morrido, chorou por ele.

27 Passado o luto, Davi mandou que a trouxessem para o palácio; ela se tornou sua mulher e teve um filho dele. Mas o que Davi fez desagradou ao Senhor.

 

Referências:

Merrill, E. H. (1985). 2 Samuel. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 467). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here