2 Samuel 8 Estudo: A Vitórias de Davi

Deus havia prometido, como parte de Sua aliança com Davi, que Ele daria descanso a Israel de todos os seus inimigos (7:11). Ele agora começou a fazer exatamente isso (2 Samuel 8:1–2).

Primeiro, os filisteus, inimigos de Israel por mais de 125 anos, foram atacados e derrotados em Metegue-Amá, uma cidade desconhecida. Em seguida, Davi atacou os moabitas, matando dois de cada três prisioneiros.

Os sobreviventes, ele colocou em cativeiro para Israel, o que implica que Moabe se tornou um estado vassalo para Davi como o grande rei. A razão para esse tratamento severo é desconcertante, uma vez que Davi tinha raízes ancestrais em Moabe e os relacionamentos até então pareciam ter sido amigáveis ​​(1 Samuel 22: 3-4).

Os arameus tornaram-se o objetivo de Davi. Consistindo de uma federação livre de cidades-estado, os arameus se destacaram na mesma época em que a monarquia de Israel se ergueu sob Saul e Davi (2 Samuel 8:3-8).

Davi primeiro fez um ataque contra Hadadezer (ou Hadarezer), rei de Zobá, uma área ao norte de Damasco. Hadadezer tinha ido em campanha ao rio Eufrates para recuperar algum território e, na sua ausência, Davi atacou.

Sua vitória sobre estes arameus lhe rendeu prisioneiros (7.000 condutores de carros e 20.000 soldados de infantaria), 1.000 carruagens e 100 cavalos de carruagem, estes últimos usados ​​pela primeira vez para colocar em campo um carro de guerra em Israel. 

Antes que Davi pudesse retornar, ele e seus homens foram atacados pelas tropas aramaicas de Damasco. Novamente Davi prevaleceu, e depois de matar 22.000 inimigos, ele estabeleceu uma força de ocupação em Damasco, tornando assim Damasco outro Estado-servo para Israel, obrigado a pagar tributo.

Finalmente ele retornou a Jerusalém triunfalmente, trazendo escudos de ouro e muito bronze como troféus de conquista. (1)

Esboço de 2 Samuel 8:

8.1 – 8: A vitórias de Davi

8.9 – 14: Davi conquista Edom

8.15 – 18: A corte de Davi

 

2 Samuel 8.1 – 8: A vitórias de Davi

1 Depois disso Davi derrotou os filisteus, subjugou-os, e tirou do controle deles Metegue-Amá.

2 Davi derrotou também os moabitas. Ele os fez deitar-se no chão e mandou que os medissem com ­uma corda; os moabitas que ficavam dentro das duas primeiras medidas da corda eram mortos, mas os que ficavam dentro da terceira eram poupados. Assim, os moabitas ficaram sujeitos a Davi, pagando-lhe impostos.

3 Além disso, Davi derrotou Hadadezer, filho de Reobe, rei de Zobá, quando Hadadezer tentava recuperar o controle na região do rio Eufrates.

4 Davi se apossou de mil dos seus carros de guerra, sete mil cavaleiros e vinte mil soldados de infantaria. Ainda levou cem cavalos de carros de guerra, e aleijou todos os outros.

5 Quando os arameus de Damasco vieram ajudar Hadadezer, rei de Zobá, Davi matou vinte e dois mil deles.

6 Em seguida estabeleceu guarnições militares no reino dos arameus de Damasco, sujeitando-os a lhe pagarem impostos. E o Senhor dava vitórias a Davi em todos os lugares aonde ia.

7 Davi também levou para Jerusalém os escudos de ouro usados pelos oficiais de Hadadezer.

8 De Tebá e Berotai, cidades que pertenciam a Hadadezer, o rei Davi levou grande quantidade de bronze.

2 Samuel 8.9 – 14: Davi conquista Edom

9 Quando Toú, rei de Hamate, soube que Davi tinha derrotado todo o exército de Hadadezer,

10 enviou seu filho Jorão ao rei Davi para saudá-lo e parabenizá-lo por sua vitória na batalha contra Hadadezer, que tinha estado em guerra contra Toú. E, com Jorão, mandou todo tipo de utensílios de prata, de ouro e de bronze.

11 O rei Davi consagrou esses utensílios ao Senhor, como fizera com a prata e com o ouro tomados de todas as nações que havia subjugado:

12 Edom e Moabe, os amonitas e os filisteus, e Amaleque. Também consagrou os bens tomados de Hadadezer, filho de Reobe, rei de Zobá.

13 Davi ficou ainda mais famoso ao retornar da batalha em que matou dezoito mil edomitas no vale do Sal.

14 Ele estabeleceu guarnições militares por todo o território de Edom, sujeitando todos os edomitas. O Senhor dava vitórias a Davi em todos os lugares aonde ia.

2 Samuel 8.15 – 18: A corte de Davi

15 Davi reinou sobre todo o Israel, administrando o direito e a justiça a todo o seu povo.

16 Joabe, filho de Zeruia, era comandante do exército; Josafá, filho de Ailude, era o arquivista real;

17 Zadoque, filho de Aitube, e Aimeleque, filho de Abiatar, eram sacerdotes; Seraías era secretário;

18 Benaia, filho de Joiada, comandava os queretitas e os peletitas; e os filhos de Davi eram sacerdotes.

 

Referências:

Merrill, E. H. (1985). 2 Samuel. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 465). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here