Apocalipse 2 Estudo: Carta à Éfeso, Esmirna, Pérgamo e Tiatira

Em Apocalipse 2, vemos a continuação do capítulo 1, que em vários aspectos, é uma introdução às sete cartas enviadas às igrejas na província da Ásia. Jesus se dirige a João em Patmos e o instrui duas vezes a escrever cartas às sete igrejas no continente (1.11, 19).

Ele se revela como aquele que é o Primeiro e o Último, como o vivo, que sofreu a morte, mas está vivo e como aquele que tem a autoridade suprema sobre a Morte e o Hades.

Além disso, cada uma das cartas contém uma linha introdutória que é tirada da descrição de Jesus registrada por João. Cada uma das sete igrejas apresenta um aspecto diferente da aparência, do poder e da autoridade de Jesus:

Apocalipse 2 - As igrejas - Jesus e a BíbliaEssas cartas também revelam um paralelismo singular: algumas são mais longas; outras, mais curtas, mas cada uma consiste de sete partes:

  1. O endereçamento a cada uma das sete igrejas na Ásia Menor.
  2. Um aspecto da aparição de Jesus a João em Patmos.
  3. Uma avaliação da saúde espiritual da igreja que é mencionada.
  4. Palavras de elogio ou repreensão.
  5. Palavras de exortação.
  6. Promessas ao vencedor.
  7. O mandamento de ouvir o que o Espírito diz às igrejas.

As primeiras três cartas (às igrejas de Éfeso, Esmirna e Pérgamo) concluem com promessas. As últimas quatro (às igrejas de Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodiceia) concluem com o mandamento de escutarem atentamente o que o Espírito tem a dizer para as igrejas.

Jesus elogia e repreende quatro congregações: Éfeso, Pérgamo, Tiatira e Sardes. Ele elogia duas: Esmirna e Filadélfia. E repreende uma: Laodiceia. Essas sete igrejas representam a igreja universal; as sete cartas foram escritas para todos os lugares em que o povo de Deus se reúne para adoração, comunhão e evangelização.

Portanto, o número sete não deve ser interpretado num sentido absoluto, mas antes como símbolo que representa a completude. Por outro lado, por ter passado algum tempo em Éfeso, João veio a conhecer bem as igrejas da região. Todas elas podiam ser alcançadas a pé de dois a quatro dias, pois Éfeso estava localizada num circuito oval formado por essas sete igrejas.

Todas as sete igrejas enfrentavam perigos comuns. Elas tinham que suportar a oposição de forças externas e atos de traição de movimentos de dentro da igreja.

Elas eram caluniadas pelos judeus (2.9); até mesmo a fiel testemunha de Jesus, Antipas, foi morta na cidade em que vive Satanás (2.13). A profetisa Jezabel queria que os seguidores de Cristo participassem de sua idolatria, imoralidade e complacência (2.20–25). Os falsos apóstolos, ou seja, os nicolaítas, introduziram doutrinas enganosas (2.2, 6, 15). As tentações de fazer concessões eram reais, e ceder a elas teria tido consequências mortais para a fé dos crentes. Havia o perigo de se tornar negligente na conduta cristã e de se deixar seduzir pelas riquezas terrenas (3.1, 17).

Mas Jesus instruiu os leitores e ouvintes dessas cartas a serem fiéis até o fim e a se apegarem ao que tinham. Se o fizessem, teriam o privilégio de assentar-se com ele em seu trono (3.21).

Esboço de Apocalipse 2:

Apocalipse 2.1 – 7: Carta à Éfeso

Apocalipse 2.8 – 11: Carta à Esmirna

Apocalipse 2.12 – 17: Carta à Pérgamo

Apocalipse 2.18 – 29: Carta à Tiatira

 

Apocalipse 2.1 – 7: Carta à Éfeso

1 Ao anjo da igreja em Éfeso escreva: Estas são as palavras daquele que tem as sete estrelas em sua mão direita e anda entre os sete candelabros de ouro.

2 Conheço as suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança. Sei que você não pode tolerar homens maus, que pôs à prova os que dizem ser apóstolos mas não são, e descobriu que eles eram impostores.

3 Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do meu nome, e não tem desfalecido.

4 Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor.

5 Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do lugar dele.

6 Mas há uma coisa a seu favor: você odeia as práticas dos nicolaítas, como eu também as odeio.

7 Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao vencedor darei o direito de comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus.

Apocalipse 2.8 – 11: Carta à Esmirna

8 Ao anjo da igreja em Esmirna escreva: Estas são as palavras daquele que é o Primeiro e o Último, que morreu e tornou a viver.

9 Conheço as suas aflições e a sua pobreza; mas você é rico! Conheço a blasfêmia dos que se dizem judeus mas não são, sendo antes sinagoga de Satanás.

10 Não tenha medo do que você está prestes a sofrer. O Diabo lançará alguns de vocês na prisão para prová-los, e vocês sofrerão perseguição durante dez dias. Seja fiel até a morte, e eu lhe darei a coroa da vida.

11 Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. O vencedor de modo algum sofrerá a segunda morte.

Apocalipse 2.12 – 17: Carta à Pérgamo

12 Ao anjo da igreja em Pérgamo escreva: Estas são as palavras daquele que tem a espada afiada de dois gumes.

13 Sei onde você vive — onde está o trono de Satanás. Contudo, você permanece fiel ao meu nome e não renunciou à sua fé em mim, nem mesmo quando Antipas, minha fiel testemunha, foi morto nessa cidade, onde Satanás habita.

14 No entanto, tenho contra você algumas coisas: você tem aí pessoas que se apegam aos ensinos de Balaão, que ensinou Balaque a armar ciladas contra os israelitas, induzindo-os a comer alimentos sacrificados a ídolos e a praticar imoralidade sexual.

15 De igual modo você tem também os que se apegam aos ensinos dos nicolaítas.

16 Portanto, arrependa-se! Se não, virei em breve até você e lutarei contra eles com a espada da minha boca.

17 Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao vencedor darei do maná escondido. Também lhe darei uma pedra branca com um novo nome nela inscrito, conhecido apenas por aquele que o recebe.

Apocalipse 2.18 – 29: Carta à Tiatira

18 Ao anjo da igreja em Tiatira escreva: Estas são as palavras do Filho de Deus, cujos olhos são como chama de fogo e os pés como bronze reluzente.

19 Conheço as suas obras, o seu amor, a sua fé, o seu serviço e a sua perseverança, e sei que você está fazendo mais agora do que no princípio.

20 No entanto, contra você tenho isto: você tolera Jezabel, aquela mulher que se diz profetisa. Com os seus ensinos, ela induz os meus servos à imoralidade sexual e a comerem alimentos sacrificados aos ídolos.

21 Dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua imoralidade sexual, mas ela não quer se arrepender.

22 Por isso, vou fazê-la adoecer e trarei grande sofrimento aos que cometem adultério com ela, a não ser que se arrependam das obras que ela pratica.

23 Matarei os filhos dessa mulher. Então, todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda mentes e corações, e retribuirei a cada um de vocês de acordo com as suas obras.

24 Aos demais que estão em Tiatira, a vocês que não seguem a doutrina dela e não aprenderam, como eles dizem, os profundos segredos de Satanás, digo: Não porei outra carga sobre vocês;

25 tão-somente apeguem-se com firmeza ao que vocês têm, até que eu venha.

26 Àquele que vencer e fizer a minha vontade até o fim darei autoridade sobre as nações.

27 “Ele as governará com cetro de ferroe as despedaçará como a um vaso de barro.”

28 Eu lhe darei a mesma autoridade que recebi de meu Pai. Também lhe darei a estrela da manhã.

29 Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.

Referências

  1. Kistemaker, S. (2014). Apocalipse. (J. Hack, M. Hediger, & M. Lane, Trads.) (2a edição, p. 146–149). São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here