Atos 22.1 – 22: Quando Paulo estava em relativa segurança, o comandante lhe permitiu falar com a multidão. Ele se dirigiu a ela em aramaico, e dessa forma conseguiu absoluto silêncio.

No seu discurso, Paulo falou sobre como se comportava antes, perseguindo a Igreja e a forma com Jesus Cristo lhe apareceu no caminho e quais as instruções que lhe deu.

O apóstolo conta como o encontro mudou sua vida e suas convicções. De agora em diante ele apresenta a Jesus como o Messias, porque de fato, ele é.

Atos 22.23 – 30: Quando Paulo estava falando sobre a morte de Estevão, os judeus não quiseram mais ouvi-lo. Fizeram um alvoroço, jogaram poeira para o ar e deixaram o ambiente bem bagunçado.

O comandante ordenou que Paulo fosse levado e açoitado, até que se descobrisse porque o povo o odiava tanto.

Foi nesse ponto que Paulo se apresentou como cidadão romano – característica que lhe dava diversos direitos políticos e sociais dentro do império, e questionou se era justo açoitar um cidadão romano sem que ele fosse condenado.

Ao saber que Paulo era cidadão romano, o comandante suspendeu o castigo e ficou bem alarmado.

Ordenou que Paulo fosse liberto e para saber o motivo da indignação dos judeus, deu ordens para que eles se reunissem no Sinédrio no dia seguinte. (Ver Atos 21 Estudo)

 

Esboço de Atos 22:

22.1 – 22: Paulo fala em sua defesa

22.23 – 30: Paulo se apresenta como cidadão romano

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here