Atos - Bíblia de Estudo Online

O capítulo de Atos 9 marca a conversão de Saulo, o maior e mais respeitado perseguidor da Igreja de Jesus Cristo. Com muita fúria e determinação, ele perseguia os servos de Jesus com muito prazer, porque acreditava que estava fazendo um bem a Deus, com isso. Mas isto foi, até o dia em que a Soberana vontade de Deus interviu.

Vemos que sua conversão é marcada por milagres e atuações do Espírito Santo. Sua chegada em Jerusalém causa temor na Igreja que lá se encontra, mas a atitude de Barnabé muda tudo.

Vemos também as atuações do Espírito através de Pedro, operando milagres na vida de Enéias e Dorcas. Ou seja, Atos 9 é um vislumbre de o quanto o poder de Deus é extraordinário.

Leia o comentário até o final e confira!

Esboço de Atos 9:

9.1 – 9: Jesus Cristo aparece a Saulo

9.10 – 16: O Senhor fala com Ananias

9.17 – 19: Saulo volta a enxergar

9.20 – 25: Saulo começa a pregar

9.26 – 30: Saulo vai a Jerusalém

9.31 – 35: Pedro e Enéias

9.36 – 43: A ressurreição de Dorcas

Atos 9.1 – 9: Jesus Cristo aparece a Saulo

A ira de Saulo contra os cristãos estava completamente acessa. Ao subir em seu cavalo, sua determinação, entre as ruas e estradas de seu tempo, era a de encontrar o maior número de cristãos possíveis para prendê-los ou matá-los.

Aqui, ele estava indo para Damasco, seu objetivo continuava inabalável, prender ou matar cristão. Apoiado pelos judeus, tinha os documentos e autorizações terrenas necessárias para tais atrocidades.

Mas nesse dia, tudo mudou!

Já estando próximo a Damasco, foi surpreendido por uma luz vinda do céu, que de tão intensa o derrubou. De repente, ouviu uma voz que questionava: “Saulo, Saulo, por que você me persegue?” (v.v 4).

Confuso, Saulo perguntou quem era? A voz lhe respondeu: “Eu sou Jesus, a quem você persegue. (v.v 5)

As instruções que o Senhor lhe deu, foi para seguir viagem e em Damasco, alguém iria ajudá-lo e orientar com as informações necessárias. Levantando-se, Saulo percebeu que estava cego, e os homens que estavam com ele, o guiaram até a cidade. 

Por três dias ele não enxergou nada, e permaneceu em jejum.

Atos 9.10 – 16: O Senhor fala com Ananias

Enquanto isso, em Damasco o Senhor Deus ia ao encontro de Ananias, seu servo. Em visão o Senhor o chamou e ordenou que fosse à casa de Judas, indicando o endereço de maneira detalhada, onde deveria procurar Saulo de Tarso, que estava orando – completou o Senhor.

A riqueza de detalhes da revelação é impressionante pela precisão de cada um dos detalhes. Vemos que temos um Deus Soberano que conhece de perto nossa vida e é poderoso para nos instruir pelo caminho que devemos seguir.

Por outro lado, temos Ananias. Servo fiel, sensível e dedicado ouviu a voz do Senhor e lhe foi obediente, mesmo reconhecendo a estranheza da ordem.

As queixas de Ananias acerca da vida de Saulo eram procedentes, contudo, temos um Deus Soberano e que intervém na história. Ele mesmo chamou Saulo e de agora em diante, aquele que fez sofrer, sofreria por causa do Evangelho.

Atos 9.17 – 19: Saulo volta a enxergar

Sem demora, Ananias seguiu a direção do Espírito e seguindo para a casa de Judas, no endereço indicado pelo Senhor, encontrou Saulo. Chamando-o de irmão, impôs as mãos sobre ele, descrevendo o evento ocorrido no caminho para Damasco e dizendo que havia sido enviado pelo Espírito do Senhor.

No mesmo instante Saulo voltou a enxergar e foi conduzido para o batismo nas águas.

Após isso, entregou o jejum, comeu, recuperou as energias e permaneceu em Damasco, com os discípulos por vários dias.

Atos 9.20 – 25: Saulo começa a pregar

Rapidamente ele colocou seus dons à disposição do Senhor Jesus. Começou a pregar nas sinagogas que Jesus era o Filho de Deus, o que deixou seus ouvintes abismados. Entre eles se perguntavam se ele era mesmo Saulo, que perseguia os seguidores de Cristo e os matava.

Ignorando a perplexidade dos judeus, Saulo se dedicava à doutrina de Cristo e continuava a pregar ainda mais, acerca de Jesus.

Contudo, depois de vários dias os judeus tramaram um plano para matá-lo. Em sabendo disso, antes que pudessem fazê-lo, Saulo fugiu de Damasco.

Este episódio nos mostra que a conversão real produz frutos imediatos, além de uma ousadia sem precedentes. Saulo, agora movido pelo Espírito Santo, não se demorou a testemunhar entre o judeus, que Jesus Cristo é o Senhor.

Atos 9.26 – 30: Saulo vai a Jerusalém

Tendo fugido de Damasco, Saulo seguiu para Jerusalém. Sua intenção era encontrar os discípulos de Jesus que já serviam ali. No entanto, a fama de Saulo continuava indo adiante dele, e os crentes o evitavam, por ter medo dele.

Foi quando um homem de Deus, chamado Barnabé, acolheu a Saulo o levou aos apóstolos e o introduziu à comunhão da Igreja. Após isso, ele passou a ser amado e não mais temido entre os irmãos e começou a pregar ousadamente o Nome de Jesus.

Este episódio deve nos ensinar bastante, pois, não fosse a disposição de Barnabé para acolher e introduzir Saulo à comunhão da Igreja, poderíamos ter perdido o maior evangelista de todos os tempos.

Muitos podem dizer que isso não aconteceria, dada a Soberania de Deus, mas o fato é que, inúmeros convertidos estão se perdendo no mundo com seus dons e talentos por faltar em suas vidas alguém que os acolha, assim como fez Barnabé.

Atos 9.31 – 35: Pedro e Enéias

Com a poderosa atuação do Espírito Santo, a Igreja crescia e prosperava na Judeia, Galileia e Samaria. A dedicação dos apóstolos fazia toda a diferença, Pedro por exemplo viajava por todas as cidades visitando os irmãos, encorajando-os e anunciando o Evangelho de Jesus.

Em uma dessas viagens, passando em uma cidade por nome Lida, ele encontrou Enéias, que há oito anos estava de cama. Vendo-o, Pedro ordenou, em Nome de Jesus, que ele se levantasse, e imediatamente, ele levantou.

Todos os que viram o seu milagre, se converteram a Jesus.

Atos 9.36 – 43: A ressurreição de Dorcas

Próximo a Lida, em Jope, uma discípula amada mais conhecida como Dorcas, adoeceu e morreu. Ao saber que Pedro esta por perto, os crentes que estavam ali mandaram chamá-lo.

Já informado, Simão Pedro seguiu para Lida, e lá chegando ouviu o testemunho que davam a cerca de Dorcas e o quanto ela era relevante para a congregação.

Pedro pediu para ficar a sós com o cadáver, se ajoelhou e orou. Após isso, voltou-se para o cadáver e chamando a pelo nome, ordenou que ela se levantasse. O que aconteceu imediatamente. Em seguida, a apresentou viva aos irmãos. 

O fato percorreu toda a cidade, e muitos creram no Senhor.

Ou seja, tanto na vida de Enéias quanto na vida de Dorcas, o poder de Deus se revelou para glorificar o Nome de Jesus e atrair pessoas para a Igreja. Percebemos com isso, a importância de uma liderança sadia e dedicada a glorificar o Nome do Senhor, ao invés de seguir, seus próprios interesses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here