Em Cânticos 1, depois do título do livro (v. 1), temos a figura de Cristo e a sua igreja, Cristo e um crente, expressando a sua estima mútua. A esposa, a igreja, fala com o esposo (v.v. 2-4), com as filhas de Jerusalém (v.v. 5,6) e então com o esposo (v. 7).

Cristo, o esposo, fala, em resposta às queixas e pedidos de sua esposa (v.v. 8-11). A igreja expressa o grande valor que Cristo tem para ela, e o prazer que ela tem na comunhão com Ele (v.v. 12-14). IV Cristo elogia a beleza da igreja (v. 15).

A igreja retribui o elogio (v.v. 16,17). Onde houver um fogo de amor verdadeiro por Cristo no coração, isto será útil para fazer com que se incendeie. (Henry, Matthew, Comentário dos Livros Poéticos)

Esboço de Cânticos 1:

Cânticos 1.1 – 6: O amor do Amado pela noiva

Cânticos 1.7 – 11:  O amor da Noiva pelo Amado

Cânticos 1.12 – 17: A conversa entre o Amado e a Noiva 

 

Cânticos 1.1 – 6: O amor do Amado pela noiva

1 de Salomão.

2 Ah, se ele me beijasse, se a sua boca me cobrisse de beijos… Sim, as suas carícias são mais agradáveis que o vinho.

3 A fragrância dos seus perfumes é suave; o seu nome é como perfume derramado. Não é à toa que as jovens o amam!

4 Leve-me com você! Vamos depressa! Leve-me o rei para os seus aposentos! Estamos alegres e felizes por sua causa; celebraremos o seu amor mais do que o vinho. Com toda a razão você é amado!

5 Estou escura, mas sou bela, ó mulheres de Jerusalém; escura como as tendas de Quedar, bela como as cortinas de Salomão.

6 Não fiquem me olhando assim porque estou escura; foi o sol que me queimou a pele. Os filhos de minha mãe zangaram-se comigo e fizeram-me tomar conta das vinhas; da minha própria vinha, porém, não pude cuidar.

Cânticos 1.7 – 11:  O amor da Noiva pelo Amado

7 Conte-me, você, a quem amo, onde faz pastar o seu rebanho e onde faz as suas ovelhas descansarem ao meio-dia? Se eu não o souber, serei como uma mulher coberta com véu junto aos rebanhos dos seus amigos.

8 Se você, a mais linda das mulheres, se você não o sabe, siga a trilha das ovelhas e faça as suas cabritas pastarem junto às tendas dos pastores.

9 Comparo você, minha querida, a uma égua das carruagens do faraó.

10 Como são belas as suas faces entre os brincos, e o seu pescoço com os colares de joias!

11 Faremos para você brincos de ouro com incrustações de prata.

Cânticos 1.12 – 17: A conversa entre o Amado e a Noiva

12 Enquanto o rei estava em seus aposentos, o meu nardo espalhou sua fragrância.

13 O meu amado é para mim como uma pequenina bolsa de mirra que passa a noite entre os meus seios.

14 O meu amado é para mim um ramalhete de flores de hena das vinhas de En-Gedi.

15 Como você é linda, minha querida! Ah, como é linda! Seus olhos são pombas.

16 Como você é belo, meu amado! Ah, como é encantador! Verdejante é o nosso leito.

17 De cedro são as vigas da nossa casa, e de cipreste os caibros do nosso telhado.

Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » QUERO SER UM INSCRITO!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here