marca_final-01

Daniel 3 Estudo: O Quarto Homem da Fornalha

Sadraque, Mesaque e Abede-Nego nos mostram em Daniel 3 qual deve ser nossa atitude diante da oposição à nossa fé. Manter nossa convicção e permanecer firmes no Senhor, quer Ele nos livre, quer não.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Em Daniel 3, vemos um dos episódios mais famosos da Bíblia: Sadraque, Mesaque e Abede-Nego na fornalha ardente. Tudo começou com mais uma atitude narcisista do rei Nabucodonosor.

Desta vez, impulsionado por suas conquistas e pela glória da Babilônia ele decide fazer uma estátua de ouro e ordena que todos a reverenciem.

Para os que pensassem em desobedecer, ele deixou um aviso: “Quem não se prostrar em terra e não adorá-la será imediatamente atirado numa fornalha em chamas”.

O que houve é que quando todos deveriam prostrar-se diante da estátua, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego permaneceram de pé.

É uma grande lição para nós. Muitos cristãos se prostram diante da pressão do mundo, muitas vezes por coisas tão pequenas. Um namoro, um sentimento, um desejo, um pensamento, enfim.

Os amigos de Daniel devem ser inspiração para nós. Mesmo com suas vidas em perigo eles não abandonaram sua fé. Se mantiveram de pé e honraram a Deus.

Isto desagradou e muito, ao rei que deu ordem para que a fornalha fosse sete vezes mais aquecida.

Sadraque, Mesaque e Abede-nego foram lançados dentro dela. Contudo, um quarto “homem” apareceu dentro dela, e era semelhante “um filho dos deuses”.

Glória a Deus!

O Senhor não nos desampara. Se confiarmos nele e dependermos inteiramente de Seu grande Amor, Ele nos mostra Suas maravilhas.

Sadraque, Mesaque e Abede-nego saíram completamente ilesos da fornalha. Nem cheiro de queimadura ou fumaça. Nem um fio de cabelo foi chamuscado.

Daniel 3 e a estátua de Nabucodonosor

Nenhuma informação é conhecida sobre o número da aglomeração que se reuniu no ajuntamento relacionado a imagem de Nabucodonosor (Daniel 3: 8–12).

Porém visto que incluía todos os oficiais do reino, provavelmente foi bastante gente.

Alguns conselheiros do tribunal foram rápidos em formar uma denúncia em oposição aos judeus.

Os acusadores eram visivelmente motivados por ressentimento, uma vez que se referiam aos judeus, como aqueles a quem Nabucodonosor havia colocado em posições importantes da Babilônia.

O ressentimento visivelmente surgiu da identificação do imperador da capacidade surpreendente desses homens (Daniel 1:20).

Os povos subjugados, como os cativos judeus, eram geralmente relegados a posições de submissão, não a lugares de autoridade. Dessa forma, as altas posições de “alguns judeus” foram invejadas.

Os conselheiros visivelmente procuraram conquistar o favor do imperador, denunciando os amigos de Daniel por não se curvarem à imagem.

Curiosamente, eles a Sadraque, Mesaque e Abednego, porém não a Daniel.

Pelo motivo de Daniel estar um cargo maior (Daniel 2:48), ele pode não ter sido coagido a ir ou pode ser que ele pudesse estar em outro lugar do reino cumprindo suas tarefas.

Ou pode ser que os astrólogos não ousassem incriminar Daniel, que se encontrava presente, porém como seus 3 amigos não se curvou.

Seja qual for a motivo para ele não ser citado, a entrega de Daniel a seu Deus e a sujeição à Lei com certeza o impedia de se curvar perante da imagem.

A determinação da fé

O quanto expressivo esse espetáculo foi para Nabucodonosor é entendido por sua resposta à denúncia dos astrólogos relacionada os judeus que não o reverenciaram (Daniel 3.9-12).

No momento em que soube que os 3 se recusaram a se curvar, ele ficou enfurecido de ira.

A alta admiração com que estes homens eram antigamente tidos por Nabucodonosor não os isentava da sujeição à sua força.

Nabucodonosor não emitiu uma sentença imediata sobre eles, porém perguntou-lhes se a denúncia feita era válida.

Ele deu-lhes outra chance de se curvarem perante da imagem. Ao realizar isto, estariam perdoados.

O monarca impressionou-os com a consideração de tal sujeição, avisando-os de que a punição pela desobediência era ser lançado na fornalha e seria executada de imediato.

Nabucodonosor se considerava acima de todos os deuses, assim sendo perguntou: “Que deus será capaz de resgatá-lo das minhas mãos?”

De novo, isto evidência que ele reivindicou força absoluta nos domínios diplomático e espiritual. Ele encontrava-se desafiando qualquer deus a quebrar sua força.

Deus e Nabucodonosor

O assunto por isso se tornou um embate entre Nabucodonosor e Yahweh, o Deus dos companheiros de Daniel (3.16–18).

Sadraque, Mesaque e Abede-Nego mostraram absoluta firmeza em Deus, declarando que seu Deus era maior que Nabucodonosor e foi capaz de livrá-los do veredito de Nabucodonosor em uma evidência de Sua autoridade superior.

Suas palavras, “o Deus a quem servimos”, mostram que eles reconheceram que a força de Deus era maior que a força reivindicada por Nabucodonosor.

Ainda que fossem escravos de Nabucodonosor, eles “serviam” a Yahweh. Seu Deus exigia fidelidade exclusiva e os proibiu de honrar qualquer outro deus.

Aquele que obedece a Deus não está presumindo em que momento confia que Deus o proteja e o guarde. Sujeitar-se a Deus era mais significativo que a vida para os amigos de Daniel, por isso, se Deus decidisse não livrá-los, eles também O obedeceriam.

Então, eles se recusaram a servir aos deuses de Nabucodonosor (ou idolatrar sua imagem, o que significa adorá-lo como deus), mesmo que isto significasse que a morte.

Lançados na fornalha

Independentemente da alta consideração com que Nabucodonosor tinha estes a eles, decidiu provar sua força ordenando a aplicação imediata de sua ordem (Daniel 3:19).

Isto serviria de exemplo para quaisquer mais que considerassem se rebelar em oposição a sua força de governo e “espiritual”.

Em uma manifestação de ira, o rei ordenou que a fornalha fosse aquecida sete vezes mais que o comum.

Um fogo baixo aumentaria sua tortura, estendendo a duração da condenação. Esperava-se que um fogo mais quente os matasse instantaneamente.

Nabucodonosor queria mostrar abertamente o preço de se rebelar contra sua força (3.20–23).

O rei ordenou a alguns de seus soldados mais fortes que amarrassem os três judeus e os jogassem na fornalha acesa.

As chamas saltando pela boca superior da fornalha mataram os homens que jogaram os jovens no fogo.

Nabucodonosor encontrava-se observando os procedimentos atentamente de uma distância segura. Ao mesmo tempo que olhava para dentro da fornalha, certamente pela boca inferior, o que viu o surpreendeu.

O Quarto Homem, quem é?

Os homens que haviam sido amarrados andavam pela fornalha, desamarrados. E em vez de observar três homens na fornalha, ele viu quatro, e disse que o quarto era como um filho dos deuses.

Esse foi certamente o Eterno pré-encarnado.

Ainda que Nabucodonosor não conhecesse o Filho de Deus, ele reconheceu que a Figura que apareceu com era celestial.

O rei aproximou-se da fornalha, tanto quanto pode, para que sua voz pudesse ser ouvida e ordenou que os três saíssem da fornalha e se aproximassem dele.

Ao comunicar essa ordem, ele os chamou de servos do Deus Altíssimo. Dessa maneira, Nabucodonosor reconheceu que o Deus que estes 3 serviram dedicadamente (Daniel 3:17) é de fato Deus.

Ainda que o imperador reconhecesse o Deus Yahweh, como superior a todos, ele não O reconheceu como seu Deus.

10 COMMENTS

  1. “Ao comunicar essa ordem, ele os chamou de servos do Deus Altíssimo. Dessa maneira, Nabucodonosor reconheceu que o Deus que estes 3 serviram dedicadamente (Daniel 3:17) é de fato Deus.” Reconheceu que eram servos do Deus altistíssimo, e o fato testemunhado dava-se total certeza que o Deus de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego é o maior de todos os deuses, mas mesmo assim não reconheceu como seu Deus.
    Reconhecer o poder do Deus pai, é indiscutível a natureza, o ar que respiramos, a formação dos seres vivos etc.. Todas as testemunhas celestiais sabem que não outro Deus porem uma terça parte dos anjos do céu foram expulsos por desobediência ao Todo Poderoso!
    Se em um lugar em que os mesmo adoravam face a face foram enganados.
    Pergunto é possível ser enganados nos dias de hoje?
    Como não ser enganados?
    Sabemos que não basta conhecer, Satanás o conheceu e se desviou, Nabucodonosor o viu, e nem assim se curvou!
    “Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás.” Salmo 51;17
    “Do Senhor vem a salvação dos justos; ele é a sua fortaleza na hora da adversidade.” Salmos 37:39
    “Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a
    porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo.” Apocalipse 3:20
    Tenha o Pai celestial como seu Deus ao senhor Jesus Cristo como o seu único Senhor!
    A paz de Deus!

  2. Meus irmãos e irmãs em Cristo Jesus temos que ser igual a eles desafiar os poplemas de frente não importa oque vc ta passando basta termos fé que o nosso único e suficiente salvador possa nos livrar da fornalha o nosso Deus ele é tremendo a minha e a sua fé vai fazer e sempre vai fazer nos sermos mais que vencedor basta vc e eu termo fé amem Glorias Deus…..

  3. Essa situação de certa forma é um exemplo de como os cristão devem agir quando o anticristo surgir: MANTER-SE FIEL A CRISTO, mesmo que isso custe a própria vida, pois morrer em Cristo é salvação!!!!!!

  4. Temos que ter fé, porque a palavra do senhor diz que é impossível agradar a Deus sem nossa fé, só basta nos colocar o senhor em primeiro lugar e crer que a melhor coisa que nos fizemos foi ter aceitado o Senhor como primeiro e ultimo salvador. ❤??

  5. Deus quer que sejamos obedientes as Santas palavras, é não nos prostarmos diante das diversas situações que nos afligem. Mas cremos e depositamos nossa fé sempre no Senhor. Somente Ele pode livrar-nos das mãos dos nossos inimigos. Glória a Deus

  6. que benção esse estudo , eu senti a presença de Deus muito forte , lendo esse esboço forte desse site … que Deus ti abençoe ! vamos ser Fiel “

  7. se tivermos fé e sermos obedientes, Deus derramará chuvas de bênçãos em nossas vidas. Assim como livrou eles, também nos livrará da fúria do inimigo. Amém

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jesus e a Bíblia © 2020. Todos os direitos reservados.