Deuteronômio - Bíblia de Estudo Online

Quando Israel tomou posse da Terra Prometida, eles deveriam celebrar dois rituais (Deuteronômio 26:1–4). Como a legislação já havia sido dada a respeito do dízimo a cada três anos (14:28-29), parece que esses dois rituais acompanham a oferta das primícias (26: 2–11) e o dízimo “no terceiro ano” (vv. 12-15) deveriam ser praticadas apenas uma vez, a primeira após a primeira colheita de Israel e a outra depois de três anos na terra.

Eles foram dados para celebrar a transição de Israel de uma existência nômade para uma comunidade agrícola estabelecida, possibilitada pelas bênçãos do Senhor.

O primeiro ritual consistia em levar as primícias (ou seja, o produto inicial da colheita; cf. Lv 23:9-14) ao sacerdote no santuário central. A declaração do ofertante, eu declaro hoje que eu vim à terra, foi um testemunho da fidelidade do Senhor em trazer a nação para a terra que Ele havia prometido.

Desta maneira, no começo de sua nova vida, cada um na nação inteira teve a oportunidade de se apresentar diante de Deus individualmente e confessar sua Nele. O sacerdote devia pegar a cesta (Deuteronômio 26: 4; cf. verso 2) das primícias, aparentemente falar algumas palavras, e então devolvê-la ao adorador. (1)

Esboço de Deuteronômio 26:

26.1 – 11: A oferta das primícias

26.12 – 15: A apropriação dos dízimos

26.16 – 19: Israel é lembrado do concerto 

 

Deuteronômio 26.1 – 11: A oferta das primícias

1 Quando vocês tiverem entrado na terra que o Senhor, o seu Deus, lhes dá por herança e dela tiverem tomado posse e lá estiverem estabelecidos,

2 apanhem alguns dos primeiros frutos de tudo o que produzirem na terra que o Senhor, o seu Deus, lhes dá e ponham tudo numa cesta. Depois vocês deverão ir ao local que o Senhor, o seu Deus, escolher para habitação do seu Nome

3 e dizer ao sacerdote que estiver exercendo o cargo naquela ocasião: “Declaro hoje ao Senhor, o seu Deus, que vim para a terra que o Senhor jurou aos nossos antepassados que nos daria”.

4 O sacerdote apanhará a cesta das suas mãos e a colocará em frente do altar do Senhor, o seu Deus.

5 Então vocês declararão perante o Senhor, o seu Deus: “O meu pai era um arameu errante. Ele desceu ao Egito com pouca gente e ali viveu e se tornou uma grande nação, poderosa e numerosa.

6 Mas os egípcios nos maltrataram e nos oprimiram, sujeitando-nos a trabalhos forçados.

7 Então clamamos ao Senhor, o Deus dos nossos antepassados, e o Senhor ouviu a nossa voz e viu o nosso sofrimento, a nossa fadiga e a opres­são que sofríamos.

8 Por isso o Senhor nos tirou do Egito com mão poderosa e braço forte, com feitos temíveis e com sinais e maravilhas.

9 Ele nos trou­xe a este lugar e nos deu esta terra, terra onde há leite e mel com fartura.

10 E agora trago os primeiros frutos do solo que tu, ó Senhor, me deste”. Ponham a cesta perante o Senhor, o seu Deus, e curvem-se perante ele.

11 Vocês e os levitas e os estrangeiros que estiverem no meio de vocês se alegrarão com todas as coisas boas que o Senhor, o seu Deus, dá a vocês e às suas famílias.

Deuteronômio 26.12 – 15: A apropriação dos dízimos

12 Quando tiverem separado o dízimo de tudo quanto produziram no terceiro ano, o ano do dízimo, entreguem-no ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que possam comer até saciar-se nas cidades de vocês.

13 Depois digam ao Senhor, o seu Deus: “Retirei da minha casa a porção sagrada e dei-a ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, de acordo com tudo o que ordenaste. Não me afastei dos teus mandamentos nem esqueci nenhum deles.

14 Não comi nada da porção sagrada enquanto estive de luto, nada retirei dela enquanto estive impuro, e dela não ofereci nada aos mortos. Obedeci ao Senhor, o meu Deus; fiz tudo o que me ordenaste.

15 Olha dos céus, da tua santa habitação, e abençoa Israel, o teu povo, e a terra que nos deste, conforme prometeste sob juramento aos nossos antepassados, terra onde há leite e mel com fartura”.

Deuteronômio 26.16 – 19: Israel é lembrado do concerto

16 O Senhor, o seu Deus, lhes ordena hoje que sigam esses decretos e ordenanças; obedeçam-lhes atentamente, de todo o seu coração e de toda a sua alma.

17 Hoje vocês declararam que o Senhor é o seu Deus e que vocês andarão nos seus caminhos, que guardarão os seus decretos, os seus mandamentos e as suas ordenanças, e que vocês lhe obedecerão.

18 E hoje o Senhor declarou que vocês são o seu povo, o seu tesouro pessoal, conforme ele prometeu, e que vocês terão que obedecer a todos os seus mandamentos.

19 Ele declarou que lhes dará uma posição de glória, fama e honra muito acima de todas as nações que ele fez, e que vocês serão um povo santo para o Senhor, o seu Deus, conforme ele prometeu.

Referências:

Deere, J. S. (1985). Deuteronomy. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 307–308). Wheaton, IL: Victor Books.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here