Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

Deuteronômio 27 Estudo: A Exibição da Lei

Ao chegar em Deuteronômio 27, tendo apresentado, com muita abrangência e detalhadamente, ao povo o seu dever, tanto com relação a Deus como com relação de uns com os outros.

Em geral e em situações particulares – tendo mostrado a eles claramente o que é bom, e o que a lei espera deles – e tendo, no final do capítulo anterior, colocado o povo sob a obrigação do mandamento e também do concerto, Moisés vem, neste capítulo, prescrever meios externos.

Para auxiliar as suas memórias, para que não se esquecessem da lei como se fosse algo estranho. Eles deviam escrever sobre pedras todas as palavras desta lei, v.v. 1-10.

Para a motivação de seus afetos, para que não fossem indiferentes à lei, como uma coisa sem importância. Quando entrassem em Canaã, as bênçãos e as maldições que eram as sanções da lei deveriam ser solenemente proferidas, de modo audível a todo Israel, que deveria dizer Amém a elas, v.v. 11-26.

E, se tal solenidade como esta, não lhes provocasse uma profunda impressão, e não os influenciasse com as grandes coisas da lei de Deus, nada o faria. (Henry, Matthew, Comentário do Pentateuco)

Esboço de Deuteronômio 27:

Deuteronômio 27.1 – 10: A exibição da lei

Deuteronômio 27.11 – 26: Maldições proferidas do monte Ebal 

 

Deuteronômio 27.1 – 10: A exibição da lei

1 Moisés, acompanhado das autoridades de Israel, ordenou ao povo: Obedeçam a toda esta lei que hoje lhes dou.

2 Quando vocês atravessarem o Jordão, e entrarem na terra que o Senhor, o seu Deus, lhes dá, levantem algumas pedras grandes e pintem-nas com cal.

3 Escrevam nelas todas as palavras desta lei, assim que tiverem atravessado para entrar na terra que o Senhor, o seu Deus, lhes dá, terra onde há leite e mel com fartura, como o Senhor, o Deus dos seus antepassados, lhes prometeu.

4 E, quando tiverem atravessado o Jordão, levantem essas pedras no monte Ebal, como hoje lhes ordeno, e pintem-nas com cal.

5 Construam ali um altar ao Senhor, o seu Deus, um altar de pedras. Não utilizem ferramenta de ferro nas pedras.

6 Façam o altar do Senhor, o seu Deus, com pedras brutas, e sobre ele ofereçam holocaustos ao Senhor, o seu Deus.

7 Ofereçam também sacrifícios de comunhão, e comam e alegrem-se na presença do Senhor, o seu Deus.

8 E nessas pedras que levantarem, vocês escreverão com bastante clareza todas as palavras desta lei.

9 Então Moisés, tendo ao seu lado os sacerdotes levitas, disse a todo o Israel: Faça silêncio e escute, ó Israel! Agora você se tornou o povo do Senhor, o seu Deus.

10 Obedeça ao Senhor, o seu Deus, e siga os seus mandamentos e decretos que hoje lhe dou.

Deuteronômio 27.11 – 26: Maldições proferidas do monte Ebal

11 No mesmo dia Moisés ordenou ao povo:

12 Quando vocês tiverem atravessado o Jordão, as tribos que estarão no monte Gerizim para abençoar o povo serão: Simeão, Levi, Judá, Issacar, José e Benjamim.

13 E as tribos que estarão no monte Ebal para declararem maldições serão: Rúben, Gade, Aser, Zebulom, Dã e Naftali.

14 E os levitas recitarão a todo o povo de Israel em alta voz:

15 “Maldito quem esculpir uma imagem ou fizer um ídolo fundido, obra de artesãos, detestável ao Senhor, e levantá-lo secretamente”. Todo o povo dirá: “Amém!”

16 “Maldito quem desonrar o seu pai ou a sua mãe”. Todo o povo dirá: “Amém!”

17 “Maldito quem mudar o marco de divisa da propriedade do seu próximo”. Todo o povo dirá: “Amém!”

18 “Maldito quem fizer o cego errar o caminho”. Todo o povo dirá: “Amém!”

19 “Maldito quem negar justiça ao estrangeiro, ao órfão ou à viúva”. Todo o povo dirá: “Amém!”

20 “Maldito quem se deitar com a mulher do seu pai, desonrando a cama do seu pai”. Todo o povo dirá: “Amém!”

21 “Maldito quem tiver relações sexuais com algum animal”. Todo o povo dirá: “Amém!”

22 “Maldito quem se deitar com a sua irmã, filha do seu pai ou da sua mãe”. Todo o povo dirá: “Amém!”

23 “Maldito quem se deitar com a sua sogra”. Todo o povo dirá: “Amém!”

24 “Maldito quem matar secretamente o seu próximo”. Todo o povo dirá: “Amém!”

25 “Maldito quem aceitar pagamento para matar um inocente”. Todo o povo dirá: “Amém!”

26 “Maldito quem não puser em prática as palavras desta lei”. Todo o povo dirá: “Amém!”

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});

O jesuseabiblia.com tem uma nova Política de Privacidade e Cookies Saiba mais.