Eclesiastes 10 Estudo: Deveres dos Príncipes e Súditos

Salomão estabeleceu o valor da sabedoria afirmando que uma pessoa sábia tem a qualidade de coração e mente que irá protegê-lo do perigo (Eclesiastes 10:2–4). Isto é declarado nas palavras inclinações à direita, que são literalmente “está à sua direita” (como na KJV); como é sabido, a mão direita era o lugar de proteção (cf. Sl 16:8; 110:5; 121:5).

Por outro lado, um tolo carece de tal sentido que é evidenciado por seu comportamento tolo. Usando uma figura comum para comportamento moral – andando no caminho (ver 1 Sam. 8:3; 2 Rs 21:21) – Salomão disse que, mesmo enquanto caminha pela estrada, o tolo mostra a todos o quão estúpido ele é.

Salomão então deu um exemplo de como a sabedoria pode proteger quem a possui. Com um jogo de palavras deliberado no duplo sentido do verbo hebraico nûaḥ, significando “deixar ou abandonar” ou “dar descanso”, Salomão advertiu que o caminho mais sábio, quando confrontado com a ira de um rei é não deixar (tannaḥ) o posto de alguém (isto é, não renunciar ao seu ofício; cf. Ec. 8:3).

Porque a calma e a tranquilidade pode evitar grandes erros (lit. “Pecados”, na verdade, é a raiva causada por tais pecados, uma metonímia de causa para efeito) a descansar (yannîaḥ; cf. Prov. 16:14 para uma ideia semelhante). (1)

Esboço de Eclesiastes 10:

10.1 – 3: Vantagens da Sabedoria

10.4 – 11: Deveres dos príncipes e súditos

10.12 – 15: O desprezo da loucura

10.16 – 20: Rei prudente e súditos diligentes 

Eclesiastes 10.1 – 3: Vantagens da Sabedoria

1 Assim como a mosca morta produz mau cheiro e estraga o perfume, também um pouco de insensatez pesa mais que a sabedoria e a honra.

2 O coração do sábio se inclina para o bem, mas o coração do tolo, para o mal.

3 Mesmo quando anda pelo caminho, o tolo age sem o mínimo bom senso e mostra a todos que não passa de tolo.

Eclesiastes 10.4 – 11: Deveres dos príncipes e súditos

4 Se a ira de uma autoridade se levantar contra você, não abandone o seu posto; a tranqüilidade evita grandes erros.

5 Há outro mal que vi debaixo do sol, um erro cometido pelos que governam:

6 tolos são postos em cargos elevados, enquanto ricos ocupam cargos inferiores.

7 Tenho visto servos andando a cavalo, e príncipes andando a pé, como servos.

8 Quem cava um poço cairá nele; quem derruba um muro será picado por uma cobra.

9 Quem arranca pedras, com elas se ferirá; quem racha lenha se arrisca.

10 Se o machado está cego e sua lâmina não foi afiada, é preciso golpear com mais força; agir com sabedoria assegura o sucesso.

11 Se a cobra morder antes de ser encantada, para que servirá o encantador?

Eclesiastes 10.12 – 15: O desprezo da loucura

12 As palavras do sábio lhe trazem benefícios, mas os lábios do insensato o destroem.

13 No início as suas palavras são mera tolice, mas no final são loucura perversa.

14 Embora o tolo fale sem parar, ninguém sabe o que está para vir; quem poderá dizer a outrem o que lhe acontecerá depois?

15 O trabalho do tolo o deixa tão exausto que ele nem consegue achar o caminho de casa.

Eclesiastes 10.16 – 20: Rei prudente e súditos diligentes

16 Pobre da terra cujo rei é jovem demais e cujos líderes fazem banquetes logo de manhã.

17 Feliz é a terra cujo rei é de origem nobre, e cujos líderes comem no devido tempo para recuperar as forças, e não para embriagar-se.

18 Por causa da preguiça, o telhado se enverga; por causa das mãos indolentes, a casa tem goteiras.

19 O banquete é feito para divertir, e o vinho torna a vida alegre, mas isso tudo se paga com dinheiro.

20 Nem em pensamento insulte o rei! Nem mesmo em seu quarto amaldiçoe o rico! Porque uma ave do céu poderá levar as suas palavras, e seres alados poderão divulgar o que você disser.

 

Referências:

Glenn, D. R. (1985). Ecclesiastes. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 1000–1001). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here