Esdras - Bíblia de Estudo Online

Em Esdras 2, o escritor registra o nome e o número das famílias que retornaram a Judá e Jerusalém, após o decreto de Ciro. Sem dúvida alguma, retornar era uma grande demonstração de fé e confiança em Deus. O motivo?

Só havia ruínas, onde um dia foi visto a glória e a majestade do reino do povo de Deus. Como forma de honrá-los o Espirito Santo colocou no coração de Esdras, a direção de documentar os seus nomes.

Há uma grande lição aqui: o nome daqueles que confiam em Jesus Cristo e abandonam o procedimento do pecado, tem um memorial gravado no livro da vida.

Nossa confiança e perseverança não se perdem com o tempo, o Senhor Deus está atento as nossas obras.

É muito interessante notar, que embora estivessem em uma situação de dificuldade e escassez, o povo levanta uma oferta de “acordo com as suas possibilidades”, para a reconstrução do Templo (Ver Estudo Bíblico Sobre Dízimos e Ofertas). Portanto, Esdras 2 é muito rico em demonstração de fé e vigor espiritual.

Esboço de Esdras 2:

2.1,2: Lista dos cativos que retornaram

2.3 – 35: Nome e quantidade das famílias

2.36 – 62: Sacerdotes e servidores do Templo

2.64 – 67: Total dos que voltaram

2.68 – 70: Oferta para reconstrução do Templo

 

Esdras 2.1,2: Lista dos cativos que retornaram

  1. Deus tem e sempre terá, servos e servas fiéis que vivem dispostos a cumprir Sua vontade, não importa o contexto em que estejam;
  2. Eles eram prisioneiros, mas agora, estavam livres para partir;
  3. Haverá momentos de restrições em nossas vidas, mas a liberdade do Senhor estará sempre a nossa disposição, para voltar e reconstruir o que foi destruído;
  4. A Palavra final de nossa vida, está nos lábios de Deus.

Esdras 2.3 – 35: Nome e quantidade das famílias

  1. Deus sempre preservará famílias de servos e servas fiéis ao Seu nome;
  2. Estes quando são chamados obedecem, não tem suas vidas por preciosas;
  3. Tanto pais, quanto filhos voltaram para sua terra natal;
  4. Precisamos consagrar nossas famílias, para que todos os membros dela, sejam consagrados ao Senhor e estejam dispostos a fazer sua vontade.

Esdras 2.36 – 62: Sacerdotes e servidores do Templo

  1. Foram numerados também os que estavam aptos para o sacerdócio;
  2. Em todo tempo haverão homens e mulheres vocacionados pelo Senhor para servir ao Seu Nome;
  3. Estes, quer sejam conhecidos ou não, são levantados pelo Senhor para ministrar em Sua presença e comunicar Sua vontade;
  4. Se você é vocacionado, se mantenha firme no Senhor, porque no tempo determinado Ele lhe colocará em evidência;
  5. Em tempos de reconstrução é comum que o falso e o verdadeiro estejam lado a lado;
  6. Aqui, eles tomaram o cuidado de registrar apenas os sacerdotes que possuíam comprovação de linhagem sacerdotal, ou seja, os que de fato eram filhos de sacerdotes;
  7. Em tempos de recomeço não se acostume com o medíocre, seja fiel ao Senhor e espere pelo melhor de Deus para sua vida.

Esdras 2.64 – 67: Total dos que voltaram

  1. Um bom números de judeus retornaram do cativeiro;
  2. A perspectiva aqui era de felicidade, pois estavam livres finalmente;
  3. Deve haver em nós de maneira contínua, a expectativa de que cedo ou tarde, Deus criará situações para alinhar nossa vida ao propósito Soberano de Sua vontade para nossas vidas;
  4. Contudo, é necessário que nos movamos na direção do Seu Espírito Santo.

Esdras 2.68 – 70: Oferta para reconstrução do Templo

  1. As famílias ofertaram voluntariamente para a reconstrução do Templo;
  2. Mesmo em momentos de crise, devemos ser liberais para com a Casa do Nosso Deus;
  3. O Reino deve ser nossa prioridade e isso deve ser relevado de maneira prática, através do nosso empenho em financiá-la;
  4. Cada um ofertou de acordo com o que podia;
  5. Não houve apelo exagerado, promessas fundamentadas no que cada uma daria, enfim, eles ofertaram porque amavam a Deus, não porque
  6. esperavam algo em troca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here