Esdras - Bíblia de Estudo Online

Em Esdras 3, o escritor nos mostra a forma progressiva do estabelecimento dos cativos em Israel, e suas prioridades. Embora, houvesse grande necessidade de infraestrutura, segurança e conforto, eles se reuniram “como um só homem”, ou seja, em um único propósito para começar a construir o altar do Senhor Deus.

A intenção era voltar a oferecer os sacrifícios regulares que o Senhor Deus exigia na Lei. Eles estavam dedicados ao propósito que nem mesmo a escassez pode pará-los.

Eu aprendo na Bíblia, que o Senhor financia aquilo que Ele aprova. A obra de Deus não para quando o projeto vem dele. Prospera em meio ao deserto e a escassez.

Sem a necessidade de apelação, promessas falsas, trocas espirituais. Nada disso. O Deus da obra inclinou o coração do estrangeiro Ciro, para financiar a reconstrução.

Com empenho e provisão, o povo demonstrava a Deus que o cativeiro havia alcançado seu propósito. Eles estavam arrependidos.

De agora em diante a prioridade deles era o Reino de Deus. Logo eles recomeçaram os sacrifícios diários e lançaram os alicerces do Templo.

No dia da reinauguração do Templo, os sacerdotes se vestiram de maneira adequada. Os levitas pegaram seus instrumentos e os filhos de Asafe, que compôs para Salomão, cantaram: ““Ele é bom; seu amor a Israel dura para sempre”. Aquele foi com certeza um dia incrível. Um marco na história de Israel e para o povo de Deus.

Quando lemos os livros de Isaías, Jeremias e Lamentações, ficamos com um aperto no coração ao ver o comportamento ímpio e a consequente destruição de Judá, Israel, Jerusalém e do Templo.

Contudo, mesmo em meio àquela calamidade o Senhor Deus prometeu restaurá-los e torná-los pessoas melhores. Em Esdras 3 esta promessa se cumpre.

Quando os alicerces oficias do Templo são lançados, há um misto de alegria e tristeza por parte do povo. Os mais jovens se alegram e exultam, para eles um novo tempo está chegando.

Por parte dos mais velhos, há uma grande tristeza. Eles que viram o lançamento do Templo de Salomão, choraram ao ver este novo e humilde Templo. Estava aparentemente claro, para eles, que a glória de Israel havia desaparecido. No entanto, eles estavam vivendo os dias dos pequenos recomeços, conforme a profecia de Zacarias 4.10.

Precisamos saber discernir os tempos. Sempre teremos a oportunidade de lamentar ou celebrar. A depender do ponto de vista, olharemos para frente ou para trás.

A Palavra de Deus nos mostra, que quando estamos recomeçando o mais importante é olhar para frente. Aquele povo estava há 70 anos longe de casa, do Templo e da Lei. Por menor e mais singelo que fosse esse recomeço, ele era glorioso.

Há muitas e preciosas lições espirituais em Esdras 3, quanto mais você cava mais elas aparecem.

Esboço de Esdras 3:

3.1 – 5: Holocaustos regulares

3.6 – 9: Os alicerces do Templo

3.10 – 13: Alegria e tristeza

 

Esdras 3.1 – 5: Holocaustos regulares

1 Quando chegou o sétimo mês e os israelitas já estavam em suas cidades, o povo se reuniu como um só homem em Jerusalém.

2 Então Jesua, filho de Jozadaque, e seus colegas, os sacerdotes, e Zorobabel, filho de Sealtiel, e seus companheiros começaram a construir o altar do Deus de Israel para nele sacrificarem holocaustos, conforme o que está escrito na Lei de Moisés, homem de Deus.

3 Apesar do receio que tinham dos povos ao redor, construíram o altar sobre a sua base e nele sacrificaram holocaustos ao Senhor, tanto os sacrifícios da manhã como os da tarde.

4 Depois, de acordo com o que está escrito, celebraram a festa das cabanas com o número determinado de holocaustos prescritos para cada dia.

5 A seguir apresentaram os holocaustos regulares, os sacrifícios da lua nova e os sacrifícios requeridos para todas as festas sagradas determinadas pelo Senhor, bem como os que foram trazidos como ofertas voluntárias ao Senhor.

Esdras 3.6 – 9: Os alicerces do Templo

6 A partir do primeiro dia do sétimo mês começaram a oferecer holocaustos ao Senhor, embora ainda não tivessem sido lançados os alicerces do templo do Senhor.

7 Então eles deram dinheiro aos pedreiros e aos carpinteiros, e deram comida, bebida e azeite ao povo de Sidom e de Tiro, para que, pelo mar, trouxessem do Líbano para Jope toras de cedro. Isso tinha sido autorizado por Ciro, rei da Pérsia.

8 No segundo mês do segundo ano depois de chegarem ao templo de Deus em Jerusalém, Zorobabel, filho de Sealtiel, Jesua, filho de Jozadaque, e o restante dos seus irmãos — os sacerdotes, os levitas e todos os que tinham voltado do cativeiro para Jerusalém — começaram o trabalho, designando levitas de vinte anos para cima para supervisionarem a construção do templo do Senhor.

9 Jesua, seus filhos e seus irmãos, e Cadmiel e seus filhos, descendentes de Hodavias, e os filhos de Henadade e seus filhos e seus irmãos, todos eles levitas, uniram-se para supervisionar os que trabalhavam no templo de Deus.

Esdras 3.10 – 13: Alegria e tristeza

10 Quando os construtores lançaram os alicerces do templo do Senhor, os sacerdotes, com suas vestes e suas trombetas, e os levitas, filhos de Asafe, com címbalos, tomaram seus lugares para louvar o Senhor, conforme prescrito por Davi, rei de Israel.

11 Com louvor e ações de graças, cantaram responsivamente ao Senhor: “Ele é bom; seu amor a Israel dura para sempre”. E todo o povo louvou o Senhor em alta voz, pois haviam sido lançados os alicerces do templo do Senhor.

12 Mas muitos dos sacerdotes, dos levitas e dos chefes das famílias mais velhos, que tinham visto o antigo templo, choraram em alta voz quando viram o lançamento dos alicerces desse templo; muitos, porém, gritavam de alegria.

13 Não era possível distinguir entre o som dos gritos de alegria e o som do choro, pois o povo fazia enorme barulho. E o som foi ouvido a grande distância.

7 COMENTÁRIOS

  1. A paz do senhor .
    Gostaria que os irmãos em Cristo Jesus me dessem um esclarecimento dentro da Bíblia .pois dei entrada no divórcio com meu esposo mas não averbamos esse divórcio .E nós reconciliados.
    Por estarmos morando em outro estado não resolvi a papelada.
    Isso impede que nos voltemos a ceiar novamente?

  2. Paz do Senhor Jesus!
    Um excelente estudo, e muito edificante, precisamos de pastor assim, com tamanha sabedoria. Q Deus continue abençoando o seu ministério sem medidas.

  3. Parabéns Diego pelos estudos,que Deus possa te inspirar cada dia mais.Amei o estudo de Esdras 3.Tenho recebido estudos maravilhosos que tem me edificado muito.Deus te abençoe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here