Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

Esdras 3 Estudo: Tempo de Recomeçar

Em Esdras 3, o escritor nos mostra a forma progressiva do estabelecimento dos cativos em Israel, e suas prioridades. Embora, houvesse grande necessidade de infraestrutura, segurança e conforto, eles se reuniram “como um só homem”, ou seja, em um único propósito para começar a construir o altar do Senhor Deus.

A intenção era voltar a oferecer os sacrifícios regulares que o Senhor Deus exigia na Lei. Eles estavam dedicados ao propósito que nem mesmo a escassez pode pará-los.

Eu aprendo na Bíblia, que o Senhor financia aquilo que Ele aprova. A obra de Deus não para quando o projeto vem dele. Prospera em meio ao deserto e a escassez.

Sem a necessidade de apelação, promessas falsas, trocas espirituais. Nada disso. O Deus da obra inclinou o coração do estrangeiro Ciro, para financiar a reconstrução.

Com empenho e provisão, o povo demonstrava a Deus que o cativeiro havia alcançado seu propósito. Eles estavam arrependidos.

De agora em diante a prioridade deles era o Reino de Deus. Logo eles recomeçaram os sacrifícios diários e lançaram os alicerces do Templo.

No dia da reinauguração do Templo, os sacerdotes se vestiram de maneira adequada. Os levitas pegaram seus instrumentos e os filhos de Asafe, que compôs para Salomão, cantaram: ““Ele é bom; seu amor a Israel dura para sempre”. Aquele foi com certeza um dia incrível. Um marco na história de Israel e para o povo de Deus.

Quando lemos os livros de Isaías, Jeremias e Lamentações, ficamos com um aperto no coração ao ver o comportamento ímpio e a consequente destruição de Judá, Israel, Jerusalém e do Templo.

Contudo, mesmo em meio àquela calamidade o Senhor Deus prometeu restaurá-los e torná-los pessoas melhores. Em Esdras 3 esta promessa se cumpre.

Quando os alicerces oficias do Templo são lançados, há um misto de alegria e tristeza por parte do povo. Os mais jovens se alegram e exultam, para eles um novo tempo está chegando.

Por parte dos mais velhos, há uma grande tristeza. Eles que viram o lançamento do Templo de Salomão, choraram ao ver este novo e humilde Templo. Estava aparentemente claro, para eles, que a glória de Israel havia desaparecido. No entanto, eles estavam vivendo os dias dos pequenos recomeços, conforme a profecia de Zacarias 4.10.

Precisamos saber discernir os tempos. Sempre teremos a oportunidade de lamentar ou celebrar. A depender do ponto de vista, olharemos para frente ou para trás.

A Palavra de Deus nos mostra, que quando estamos recomeçando o mais importante é olhar para frente. Aquele povo estava há 70 anos longe de casa, do Templo e da Lei. Por menor e mais singelo que fosse esse recomeço, ele era glorioso.

Há muitas e preciosas lições espirituais em Esdras 3, quanto mais você cava mais elas aparecem.

Esboço de Esdras 3:

Esdras 3.1 – 5: Holocaustos regulares

Esdras 3.6 – 9: Os alicerces do Templo

Esdras 3.10 – 13: Alegria e tristeza

 

Como Um Só Homem

“Quando chegou o sétimo mês e os israelitas já estavam em suas cidades, o povo se reuniu como um só homem em Jerusalém”. (Esdras 3:1)

Uma assembleia geral dos israelitas que voltaram para Jerusalém, no sétimo mês. Podemos supor que vieram da Babilônia na primavera. A viagem deve ter demorado pelo menos quatro meses, porque esse foi o tempo que Esdras e sua comitiva levaram para chegar até Jerusalém (Esdras 7.9).

O sétimo mês, portanto, logo veio, no qual muitas das festas do Senhor deveriam ser celebradas. Eles se reuniram de comum acordo, em vez de pelo comando de autoridade, em Jerusalém.

Embora tivessem recentemente chegado às cidades, e estivessem com as mãos ocupadas ali, para providenciar as coisas necessárias para si mesmos e suas famílias, o que poderia tê-los desculpado de participar do altar de Deus por um certo período.

No entanto, tamanho era o seu zelo pela religião, agora que tinham recentemente voltado da sua correção pela sua descrença, que deixaram de lado todos os seus negócios, e participaram do altar de Deus.

E (o que é estranho) nesse zelo piedoso, vieram todos como um só homem. Infelizmente, muitos adiam, de forma tola, a sua comunhão com Deus até que estejam estabelecidos no mundo.

Que os assuntos deste mundo sejam postergados, dando prioridade para os assuntos da religião, e assim ela prosperará tanto mais. O cuidado que seus líderes tiveram em ter um altar pronto para desempenhar seu serviço nele. (Henry, Matthew, Comentário de Josué a Ester)

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Elza Helena Pereira. disse:

    Parabéns Diego pelos estudos,que Deus possa te inspirar cada dia mais.Amei o estudo de Esdras 3.Tenho recebido estudos maravilhosos que tem me edificado muito.Deus te abençoe.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});