Esdras - Bíblia de Estudo Online

Em Esdras 7, conhecemos mais de perto a história, procedimento e importância da vida de Esdras, o escriba – no contexto de reconstrução de Israel. Aqui, provavelmente os sacerdotes Zorobabel e Jesua, dois personagens importantíssimos nessa época, estavam com idade avançada, e haviam cumprido seu ministério.

Além disso, Os profetas Ageu e Zacarias não são mencionados, é possível que eles também tivessem concluído a carreira do ministério. Contudo, Deus que é o Senhor da história, está neste momento levando Esdras a Jerusalém, e lá Neemias já foi despertado para a boa obra.

Com isso, aprendemos que em todo tempo, Deus levanta servos e servas para dar continuidade ao crescimento do seu Reino. Por duas vezes neste capítulo, vemos que a obra de Deus prospera nas mãos de Esdras, porque “a mão do Senhor, o seu Deus, estava sobre ele”.

Ele era um dos descendentes de Arão. Isso lhe dava o direito legítimo de sacerdócio e serviço no Templo. A postura de Esdras era de alguém profundamente dedicado e santo. Desde cedo ele decidiu “dedicar-se a estudar a Lei do Senhor e a praticá-la, e a ensinar os seus decretos e mandamentos aos israelitas”.

Posso dizer que, quando li este versículo na minha adolescência fui profundamente influenciado por ele. Quando percebi que a dedicação de Esdras em aprender, viver e ensinar a Lei do Senhor, havia agradado a Deus, quis o mesmo para minha vida.

Ou seja, este homem de Deus continua sendo instrumento poderoso para que o Reino de Deus cresça e prospere.

Como fruto de sua intimidade com Deus, o novo rei, Artexerxes, sucessor de Dario, o medo. Manteve a ordem para reconstrução do Templo. Reforçou a ordem para sustento da obra e manteve o apoio dado por seu sucessor.

Dessa forma, a obra de reconstrução em Jerusalém continuava com a aprovação de Deus. Ao ler a carta, Esdras demonstra sua gratidão, louva a Deus e reúne pessoas para o ajudar.

Esboço de Esdras 7:

7.1 – 8: Esdras, o escriba

7.9,10: A dedicação de Esdras

7.11 – 26: O decreto de Artaxerxes

7.27,28: A gratidão de Esdras

 

Esdras 7.1 – 8: Esdras, o escriba

1 Depois dessas coisas, durante o reinado de Artaxerxes, rei da Pérsia, vivia um homem chamado Esdras. Era filho de Seraías, filho de Azarias, filho de Hilquias,

2 filho de Salum, filho de Zadoque, filho de Aitube,

3 filho de Amarias, filho de Azarias, filho de Meraiote,

4 filho de Zeraías, filho de Uzi, filho de Buqui,

5 filho de Abisua, filho de Finéias, filho de Eleazar, filho do sumo sacerdote Arão.

6 Este Esdras veio da Babilônia. Era um escriba que conhecia muito a Lei de Moisés dada pelo Senhor, o Deus de Israel. O rei lhe concedera tudo o que ele tinha pedido, pois a mão do Senhor, o seu Deus, estava sobre ele.

7 Alguns dos israelitas, inclusive sacerdotes, levitas, cantores, porteiros e servidores do templo, também foram para Jerusalém no sétimo ano do reinado de Artaxerxes.

8 chegou a Jerusalém no quinto mês do sétimo ano desse reinado.

Esdras 7.9,10: A dedicação de Esdras

9 No primeiro dia do primeiro mês ele saiu da Babilônia e chegou a Jerusalém no primeiro dia do quinto mês, porque a boa mão de seu Deus estava sobre ele.

10 Pois Esdras tinha decidido dedicar-se a estudar a Lei do Senhor e a praticá-la, e a ensinar os seus decretos e mandamentos aos israelitas.

Esdras 7.11 – 26: O decreto de Artaxerxes

11 Esta é uma cópia da carta que o rei Artaxerxes entregou ao sacerdote e escriba Esdras, conhecedor dos mandamentos e decretos do Senhor para Israel:

12 Artaxerxes, rei dos reis, Ao sacerdote Esdras, escriba da Lei do Deus dos céus: Paz e prosperidade!

13 Estou decretando que qualquer israelita em meu reino, inclusive dentre os sacerdotes e levitas, que desejar ir a Jerusalém com você, poderá fazê-lo.

14 Você está sendo enviado pelo rei e por seus sete conselheiros para fazer uma investigação em Judá e em Jerusalém com respeito à Lei do seu Deus, que está nas suas mãos.

15 Além disso, você levará a prata e o ouro que o rei e seus conselheiros voluntariamente ofereceram ao Deus de Israel, cuja habitação está em Jerusalém,

16 além de toda a prata e todo o ouro que você receber da província da Babilônia, como também as ofertas voluntárias do povo e dos sacerdotes para o templo do Deus deles em Jerusalém.

17 Com esse dinheiro compre novilhos, carneiros, cordeiros e o que for necessário para as suas ofertas de cereal e de bebida, e sacrifique-os no altar do templo do seu Deus em Jerusalém.

18 Você e seus irmãos poderão fazer o que acharem melhor com o restante da prata e do ouro, de acordo com a vontade do seu Deus.

19 Entregue ao Deus de Jerusalém todos os utensílios que foram confiados a você para o culto no templo de seu Deus.

20 E todas as demais despesas necessárias com relação ao templo de seu Deus serão pagas pelo tesouro real.

21 Agora eu, o rei Artaxerxes, ordeno a todos os tesoureiros do território situado a oeste do Eufrates que forneçam tudo o que lhes solicitar o sacerdote Esdras, escriba da Lei do Deus dos céus,

22 até três toneladas e meia de prata, cem tonéis de trigo, dez barris de vinho, dez barris de azeite de oliva, e sal à vontade.

23 Tudo o que o Deus dos céus tenha prescrito, que se faça com presteza para o templo do Deus dos céus, para que a sua ira não venha contra o império do rei e dos seus descendentes.

24 Saibam também que vocês não têm autoridade para exigir impostos, tributos ou taxas de nenhum sacerdote, levita, cantor, porteiro, servidor do templo e de nenhum dos que trabalham nesse templo de Deus.

25 E você, Esdras, com a sabedoria que o seu Deus lhe deu, nomeie magistrados e juízes para ministrarem a justiça a todo o povo do território situado a oeste do Eufrates, a todos os que conhecem as leis do seu Deus. E aos que não as conhecem você deverá ensiná-las.

26 Aquele que não obedecer à lei do Deus de vocês e à lei do rei seja punido com a morte, ou com o exílio, ou com o confisco de bens, ou com a prisão.

Esdras 7.27,28: A gratidão de Esdras

27 Bendito seja o Senhor, o Deus de nossos antepassados, que pôs no coração do rei o propósito de honrar desta maneira o templo do Senhor em Jerusalém,

28 e que, por sua bondade, favoreceu-me perante o rei, seus conselheiros e todos os seus altos oficiais. Como a mão do Senhor, o meu Deus, esteve sobre mim, tomei coragem e reuni alguns líderes de Israel para me acompanharem.

1 COMENTÁRIO

  1. a paz do Senhor jesus meu irmao gostei quando Deus levantou esdras para tirar as mistura do meio de seu povo mais ater os tempo de hoje o pvovo nao aprendeu se livrar da mistura

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here