marca_final-01

Ester 2 Estudo: Ester é Coroada Rainha

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Em Ester 2, observamos que o plano de Deus para nomeação de Ester como rainha, continua. Aqui o rei Xerxes é aconselhado a iniciar uma seleção com as melhores virgens do reino, para que dentre elas, uma seja a nova rainha.

A partir daí, surge Ester, que na verdade se chama Hadassa. Prima de Mardoqueu e órfã, de pai e mãe. Viveu sob os cuidados do primo durante a maior parte da vida, e era como filha para ele.

Percebemos que a educação e influência de Mardoqueu na vida de Ester são determinantes para sua nomeação como rainha. Tudo quanto ele lhe dizia, ela observava e seguia.

O procedimento de Ester era excelente. Quando chegou diante do responsável pela seleção da nova rainha, Hegai, ele prontamente gostou mais dela e a favoreceu.

Havia uma graça nela que só pode ser explicada pela presença de Deus. Todos os meses, após o tempo determinado o rei conhecia uma nova jovem. Quando viu Ester, ele ficou extremamente encantado.

“O rei gostou mais de Ester do que de qualquer outra mulher; ela foi favorecida por ele e ganhou sua aprovação mais do que qualquer das outras virgens. Então ele lhe colocou uma coroa real e tornou-a rainha em lugar de Vasti”.

Há algo nessa história que me chama muito a atenção. Ester sempre deu ouvidos as autoridades instituídas sobre ela. E mesmo depois de se tornar rainha, continuou submissa as orientações de Mardoqueu.

Com isso, percebemos que ela era uma mulher naturalmente sábia e submissa. O procedimento de Ester deve ser imitado por todas as mulheres, pois desta maneira elas serão agradáveis diante de Deus e dos homens.

Por fim, Mardoqueu descobre um plano de insurgentes para matar o rei, e denuncia a rainha. Esta por sua vez, avisa ao rei que ao investigar descobre a verdade e os traidores são mortos.

Este fato se torna posteriormente, determinante, para salvação de Mardoqueu e de todos os judeus.

Esboço de Ester 2:

2.1 – 4: A eleição de uma nova rainha

2.5 – 7: A origem de Ester

2.8 – 15: O procedimento de Ester

2.16 – 20: Ester é coroada rainha

2.21 – 23: Mardoqueu e a conspiração contra o rei

 

Ester 2.1 – 4: A eleição de uma nova rainha

  1. A abertura de um concurso supervisionado por Hegai;
  2. O critério principal era a beleza;
  3. A vencedora seria a rainha;

Ester 2.5 – 7: A origem de Ester

  1. Surge a iminente e importante figura de Mardoqueu, um judeu descendente da tribo de Benjamim;
  2. Ele cuidou de sua prima chamada, Hadassa, desde que seus pais morreram;
  3. Hadassa, era chamada de Ester na Pérsia, e dona de uma beleza singular.

Ester 2.8 – 15: O procedimento de Ester

  1. O concurso começou e algo incomum começou a acontecer;
  2. Ao ver Ester, Hegai se agradou dela mais do que das outras. E determinou tratamento de beleza, comida e lugar especial no palácio;
  3. Coincidência? Não!
  4. Deus é soberano na história, e Ele interfere em detalhes sutis para que Seu propósito seja cumprido;
  5. Ester não sabia, mas ela fazia parte de um plano muito maior;
  6. Preste atenção aos contextos e mudanças sutis de sua vida, pois Deus pode estar alterando a rota das coisas, respondendo a orações, lhe favorecendo e você nem está percebendo.
  7. Ester era uma mulher extremamente inteligente;
  8. Muito cedo ela aprendeu a definir as vozes de mentoria em sua vida e se sujeitava a elas;
  9. Seguia os conselhos de Mardoqueu e ouviu as sugestões de Hegai;
  10. Ester era agradável a todos que conviviam com ela. Você é uma pessoa agradável?;
  11. Precisamos agir como ela, definir quais as vozes de mentoria da nossa vida é determinante para que vivamos o melhor de Deus;
  12. Se por algum motivo ela fosse rebelde, desobediente a essas vozes, nada do que ela viveu, teria se tornado realidade.

Ester 2.16 – 20: Ester é coroada rainha

  1. Ao ver Ester o rei ficou encantado, e gostou dela mais do que qualquer outra mulher;
  2. Como consequência, ela foi coroada como rainha em lugar de Vasti;
  3. Mesmo rainha, ela se manteve submissa aos conselhos de Mardoqueu, não deixou de enxerga-lo como uma voz de autoridade sobre sua vida;
  4. Ester possuía um coração sincero, bondoso, e mesmo tendo se tornado rainha, não rejeitou as pessoas humildes do passado.
  5. Que grande lição!

Ester 2.21 – 23: Mardoqueu e a conspiração contra o rei

  1. À porta do palácio real, Mardoqueu ouviu dois oficiais planejando para assassinar o rei Xerxes;
  2. Ele rapidamente contou a Ester, que repassou a informação;
  3. Tendo investigado, Xerxes descobriu que era verdade. Os oficiais foram condenados a morte e o caso foi acrescentado as crônicas do reino;
  4. Deus está à todo momento criando situações para nos abençoar, se estivermos conectados com Seu Espírito, saberemos discernir estas situações;
  5. Muitos crentes deixam de receber belas bençãos do Senhor, porque não sabem se posicionar em situações como essa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jesus e a Bíblia © 2020. Todos os direitos reservados.

});