Êxodo - Bíblia de Estudo Online

O capítulo de Êxodo 1, começa narrando o fato de que morreram José, seus irmãos e a geração de egípcios que conhecia, respeitava e amava a José e ao povo de Israel, e o rei que está no trono, neste contexto passou a temer o crescimento do povo israelita, pois estavam se tornando mais numerosos que os egípcios (v.1-7).

A ideia deste rei, foi subjugar o povo com a escravidão, para isso, colocou supervisores sobre eles que os oprimiam continuamente de maneira severa. A ponto, de tornar amarga, a vida os israelitas.

Contudo, mais oprimidos eram, mais numerosos se tornavam, por causa da boa mão do Senhor sobre suas vidas (v.8-14).

Há muitas coisas que nos acontecem que tem esse objetivo: amargar a nossa vida, parar nosso crescimento, tirar o nosso foco de Deus. Mas essas situações não terão sucesso se o nosso foco e a nossa fé, estiver no nosso Deus.

Ele é o escudo que nos protege, o lugar onde nos escondemos e é quem fortalece a nossa alma. Por isso, que mesmo em meio as mais severas opressões, somos capazes de continuar crescendo.

Os Meninos Devem Morrer

Percebendo que mesmo debaixo de opressão os filhos de Israel continuavam crescendo, o plano de Faraó se tornou ainda mais diabólico.

Ele ordenou às parteiras egípcias que quando as israelitas dessem à luz a um menino, este deveria ser morto, mas se fosse menina poderia viver.

Temendo a Deus, as parteiras não o obedeceram, e o Senhor foi generoso com elas.

Por mais que existam situações em que nos sentimos sozinhos, Deus sempre levanta pessoas para nos ajudar. Seu cuidado e amor, alcançam todas as áreas da nossa vida e toda necessidade real, será suprida, não importa o que seja.

Esboço de Êxodo 1:

1.1 – 7: Oprimidos no Egito

1.8 – 14: Sujeitos a escravidão

1.15 – 19: Ordem às parteiras

1.20 – 22: A bondade de Deus

 

Êxodo 1.1 – 7: Oprimidos no Egito

1 São estes, pois, os nomes dos filhos de Israel que entraram com Jacó no Egito, cada um com a sua respectiva família:

2 Rúben, Simeão, Levi e Judá;

3 Issacar, Zebulom e Benjamim;

4 Dã, Naftali, Gade e Aser.

5 Ao todo, os descendentes de Jacó eram setenta; José, porém, já estava no Egito.

6 Ora, morreram José, todos os seus irmãos e toda aquela geração.

7 Os israelitas, porém, eram férteis, proliferaram, tornaram-se numerosos e fortaleceram-se muito, tanto que encheram o país.

Êxodo 1.8 – 14: Sujeitos a escravidão

8 Então subiu ao trono do Egito um novo rei, que nada sabia sobre José.

9 Disse ele ao seu povo: Vejam! O povo israelita é agora numeroso e mais forte que nós.

10 Temos que agir com astúcia, para que não se tornem ainda mais numerosos e, no caso de guerra, aliem-se aos nossos inimigos, lutem contra nós e fujam do país.

11 Estabeleceram, pois, sobre eles chefes de trabalhos forçados, para os oprimir com tare­fas pesadas. E assim os israelitas construíram para o faraó as cidades-celeiros de Pitom e Ramessés.

12 Todavia, quanto mais eram oprimi­dos, mais numerosos se tornavam e mais se espalhavam. Por isso os egípcios passaram a temer os israelitas,

13 e os sujeitaram a cruel escravidão.

14 Tornaram-lhes a vida amarga, impondo-lhes a árdua tarefa de preparar o barro e fazer tijolos, e executar todo tipo de trabalho agrícola; em tudo os egípcios os sujeitavam a cruel escravidão.

Êxodo 1.15 – 19: Ordem às parteiras

15 O rei do Egito ordenou às parteiras dos hebreus, que se chamavam Sifrá e Puá:

16 “Quando vocês ajudarem as hebréias a dar à luz, verifiquem se é menino. Se for, matem-no; se for menina, deixem-na viver”.

17 Todavia, as parteiras temeram a Deus e não obedeceram às ordens do rei do Egito; deixaram viver os meninos.

18 En­tão o rei do Egito convocou as parteiras e lhes perguntou: “Por que vocês fizeram isso? Por que deixaram viver os meninos?”

19 Responderam as parteiras ao faraó: “As mulheres hebréias não são como as egípcias. São cheias de vigor e dão à luz antes de chegarem as parteiras”.

Êxodo 1.20 – 22: A bondade de Deus

20 Deus foi bondoso com as parteiras; e o povo ia se tornando ainda mais numeroso, cada vez mais forte.

21 Visto que as parteiras temeram a Deus, ele concedeu-lhes que tivessem suas próprias famílias.

22 Por isso o faraó ordenou a todo o seu povo: “Lancem ao Nilo todo menino recém-nascido, mas deixem viver as meninas”.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here