Êxodo - Bíblia de Estudo Online

Em Êxodo 15, do outro lado Mar Vermelho, Moisés e os israelitas entoaram louvores ao Senhor, exaltando Sua majestade e o Seu poder. De fato, todos eles, mas principalmente Moisés tinham muitos motivos de demonstrar gratidão ao Senhor, porque depois de estar perto de ter um fim frustrante em Midiã, sua vida é renovada com uma vocação maravilhosa por parte de Deus.

O mesmo acontece conosco. Se seguirmos o chamado e a vocação do Senhor em nossas vidas, viveremos coisas realmente incríveis. Experiências que jamais viveríamos em uma vida dirigida por nós mesmos.

As Águas de Mara e Elim

Passado o êxtase da travessia do Mar Vermelho, Moisés começou a conduzir o povo pelo deserto rumo a Terra Prometida, e no caminho chegaram em Mara, onde estavam sedentos e as águas eram impróprias para consumo.

Com isso, o povo não perdeu tempo e reclamou muito, sobre como conseguiriam saciar a sede. Nesse momento, Moisés orou ao Senhor e Deus fez com que saísse água de um arbusto e todos eles foram saciados.

Em seguida, o Senhor os advertiu de que a fé e a obediência seriam recompensados com a prosperidade, ao passo que a incredulidade e a desobediência seriam punidas.

Foi nesta ocasião que Ele se apresentou a eles como Jeová Rafa, “o Senhor que o cura”.

Esboço de Êxodo 15:

15.1 – 5: O cântico dos israelitas

15.6 – 10: Deus derrubou o inimigo

15.11 – 19: Quem é semelhante a Ti?

15.20,21: Miriã a profetisa

15.22 – 26: As águas de Mara

15.27: Chegada a Elim

 

Êxodo 15.1 – 5: O cântico dos israelitas

1 Então Moisés e os israelitas entoaram este cântico ao Senhor: Cantarei ao Senhor, pois triunfou gloriosamente. Lançou ao mar o cavaloe o seu cavaleiro!

2 O Senhor é a minha força e a minha canção; ele é a minha salvação! Ele é o meu Deus e eu o louvarei, é o Deus de meu pai, e eu o exaltarei!

3 O Senhor é guerreiro, o seu nome é Senhor.

4 Ele lançou ao mar os carros de guerra e o exército do faraó. Os seus melhores oficiais afogaram-se no mar Vermelho.

5 Águas profundas os encobriram; como pedra desceram ao fundo.

Êxodo 15.6 – 10: Deus derrubou o inimigo

6 Senhor, a tua mão direita foi majestosa em poder. Senhor, a tua mão direita despedaçou o inimigo.

7 Em teu triunfo grandioso, derrubaste os teus adversários. Enviaste o teu furor flamejante, que os consumiu como palha.

8 Pelo forte sopro das tuas narinas as águas se amontoaram. As águas turbulentas firmaram-se como muralha; as águas profundas congelaram-se no coração do mar.

9 O inimigo se gloriava: “Eu os perseguirei e os alcançarei, dividirei o despojo e os devorarei. Com a espada na mão, eu os destruirei”.

10 Mas enviaste o teu sopro, e o mar os encobriu. Afundaram como chumbo nas águas volumosas.

Êxodo 15.11 – 19: Quem é semelhante a Ti?

11 Quem entre os deuses é semelhante a ti, Senhor? Quem é semelhante a ti? Majestoso em santidade, terrível em feitos gloriosos, autor de maravilhas?

12 Estendes a tua mão direita e a terra os engole.

13 Com o teu amor conduzes o povo que resgataste; com a tua força tu o levas à tua santa habitação.

14 As nações ouvem e estremecem; angústia se apoderado povo da Filístia.

15 Os chefes de Edom ficam aterrorizados, os poderosos de Moabe são tomados de tremor, o povo de Canaã esmorece;

16 terror e medo caem sobre eles; pelo poder do teu braço ficam paralisados como pedra, até que passe o teu povo, ó Senhor, até que passe o povo que tu compraste.

17 Tu o farás entrar e o plantarás no monte da tua herança, no lugar, ó Senhor, que fizeste para a tua habitação, no santuário, ó Senhor, que as tuas mãos estabeleceram.

18 O Senhor reinará eternamente.

19 Quando os cavalos, os carros de guerra e os cavaleiros do faraó entraram no mar, o Senhor fez que as águas do mar se voltassem sobre eles, mas os israelitas atravessaram o mar pisando em terra seca.

Êxodo 15.20,21: Miriã a profetisa

20 Então Miriã, a profetisa, irmã de Arão, pegou um tamborim e todas as mulheres a seguiram, tocando tamborins e dançando.

21 E Miriã lhes respondia, cantando: “Cantem ao Senhor, pois triunfou gloriosamente. Lançou ao mar o cavalo e o seu cavaleiro”.

Êxodo 15.22 – 26: As águas de Mara

22 Depois Moisés conduziu Israel desde o mar Vermelho até o deserto de Sur. Durante três dias caminharam no deserto sem encontrar água.

23 Então chegaram a Mara, mas não puderam beber das águas de lá porque eram amargas. Esta é a razão porque o lugar chama-se Mara.

24 E o povo começou a reclamar a Moisés, dizendo: “Que beberemos?”

25 Moisés clamou ao Senhor, e este lhe indicou um arbusto. Ele o lançou na água, e esta se tornou boa. Em Mara o Senhor lhes deu leis e ordenanças, e os colocou à prova,

26 dizendo-lhes: “Se vocês derem atenção ao Senhor, o seu Deus, e fizerem o que ele aprova, se derem ouvidos aos seus mandamentos e obedecerem a todos os seus decretos, não trarei sobre vocês nenhuma das doenças que eu trouxe sobre os egípcios, pois eu sou o Senhor que os cura”.

Êxodo 15.27: Chegada a Elim

27 Depois chegaram a Elim, onde havia doze fontes de água e setenta palmeiras; e acamparam junto àquelas águas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here