Êxodo 31 Estudo: Bezalel e Aoliabe

Tendo dado a Moisés as instruções para a construção do santuário, bem como as instruções para o seu serviço (caps. 25-30), o SENHOR designou agora os artesãos que deviam fazer o trabalho de construção (Êxodo 31:1-11).

Bezalel foi designado por Deus para ter supervisão geral do projeto e Aoliabe (31:6) seria seu assistente. Um era da tribo de Judá e o outro da tribo de Dã. Ambos eram artesãos habilidosos (vv. 3,6) por dom divino, o que era verdade para todos os artesãos designados para o projeto.

Bezalel tinha numerosas habilidades; ele poderia trabalhar bem com metais preciosos e também fazer alvenaria e marcenaria.

Nos versículos 7–9, os artigos a serem feitos pelos artesãos são listados. No verso 10, as vestes tecidas, não mencionadas anteriormente, são incluídas nas outras vestes sagradas. Alguns pensam que essas roupas tecidas eram roupas de baixo para o inverno. Os artesãos também deveriam fazer o óleo (30: 22–33) e incenso (30: 34–38). (1)

Esboço de Êxodo 31:

31. 1 – 11: Bezalel e Aoliabe

31.12 – 18: Ordem referente ao sábado

 

Êxodo 31. 1 – 11: Bezalel e Aoliabe

1 Disse então o Senhor a Moisés:

2 Eu escolhi Bezalel, filho de Uri, filho de Hur, da tribo de Judá,

3 e o enchi do Espírito de Deus, dando-lhe destreza, habilidade e plena capacidade artística

4 para desenhar e executar trabalhos em ouro, prata e bronze,

5 para talhar e esculpir pedras, para entalhar madeira e executar todo tipo de obra artesanal.

6 Além disso, designei Aoliabe, filho de Aisamaque, da tribo de Dã, para auxiliá-lo. Também capacitei todos os artesãos para que executem tudo o que lhe ordenei:

7 a Tenda do Encontro, a arca da aliança e a tampa que está sobre ela, e todos os outros utensílios da tenda —

8 a mesa com os seus utensílios, o candelabro de ouro puro e os seus utensílios, o altar do incenso,

9 o altar do holocausto com os seus utensílios, a bacia com a sua base —

10 as vestes litúrgicas, tanto as vestes sagradas para Arão, o sacerdote, como as vestes para os seus filhos, quando servirem como sacerdotes,

11 e o óleo para as unções e o incenso aromático para o Lugar Santo. Tudo deve ser feito exatamente como eu lhe ordenei.

Êxodo 31.12 – 18: Ordem referente ao sábado

12 Disse ainda o Senhor a Moisés:

13 Diga aos israelitas que guardem os meus sábados. Isso será um sinal entre mim e vocês, geração após geração, a fim de que saibam que eu sou o Senhor, que os santifica.

14 Guardem o sábado, pois para vocês é santo. Aquele que o profanar terá que ser executado; quem fizer algum trabalho nesse dia será eliminado do meio do seu povo.

15 Em seis dias qualquer trabalho poderá ser feito, mas o sétimo dia é o sábado, o dia de descanso, consagrado ao Senhor. Quem fizer algum trabalho no sábado terá que ser executado.

16 Os israelitas terão que guardar o sábado, eles e os seus descendentes, como uma aliança perpétua.

17 Isso será um sinal perpétuo entre mim e os israelitas, pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, e no sétimo dia ele não trabalhou e descansou.

18 Quando o Senhor terminou de falar com Moisés no monte Sinai, deu-lhe as duas tábuas da aliança, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus.

 

Referências:

Hannah, J. D. (1985). Exodus. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 154–155). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here