Bíblia de Estudo Online

Ezequiel 11 Estudo: Fim da Primeira Visão

Em Ezequiel 11, o Senhor Deus revela a Ezequiel quem são os principais responsáveis por tramar o mal em Israel. Deus os conhece e sabe seus nomes.

Não há ninguém que faça planos malignos, seja contra a nação, cidade, casa ou mesmo algo pessoal e não seja visto pelo Senhor Deus.

Ele julgará cada um e o juízo é iminente. Devemos orar e pedir ao Senhor que frustre os planos malignos e estabeleça o Seu Reino e a Sua vontade aqui na Terra como no céu. (Ver Ezequiel 10 Estudo)

Em Ezequiel 11 veremos:

Ezequiel 11.1 – 3: Aqueles que tramam o mal

Ezequiel 11.4 – 12: Israel e a panela de carne

Ezequiel 11.13 – 16: Ezequiel profetiza

Ezequiel 11.17 – 21: Promessa de restauração

Ezequiel 11.22 – 25: Fim da primeira visão

 

Ezequiel 11.1 – 3: Aqueles que tramam o mal

1 Então o Espírito me ergueu e me levou para a porta do templo do Senhor que dá para o oriente. Ali, à entrada da porta, havia vinte e cinco homens, e vi entre eles Jazanias, filho de Azur, e Pelatias, filho de Benaia, líderes do povo.

2 O Senhor me disse: Filho do homem, estes são os homens que estão tramando o mal e dando maus conselhos nesta cidade.

3 Eles dizem: “Não está chegando o tempo de construir casas? Esta cidade é uma panela, e nós somos a carne dentro dela”.

Ezequiel 11.4 – 12: Israel e a panela de carne

4 Portanto, profetize contra eles; profetize, filho do homem.

5 Então o Espírito do Senhor veio sobre mim e mandou-me dizer: Assim diz o Senhor: É isso que vocês estão dizendo, ó nação de Israel, mas eu sei em que vocês estão pensando.

6 Vocês mataram muita gente nesta cidade e encheram as suas ruas de cadáveres.

7 Portanto, assim diz o Soberano, o Senhor: Os corpos que vocês jogaram nas ruas são a carne, e esta cidade é a panela, mas eu os expulsarei dela.

8 Vocês têm medo da espada, e a espada é o que trarei contra vocês. Palavra do Soberano, o Senhor.

9 Eu os expulsarei da cidade e os entregarei nas mãos de estrangeiros e os castigarei.

10 Vocês cairão à espada, e eu os julgarei nas fronteiras de Israel. Então vocês saberão que eu sou o Senhor.

11 Esta cidade não será uma panela para vocês, nem vocês serão carne dentro dela; eu os julgarei nas fronteiras de Israel.

12 E vocês saberão que eu sou o Senhor, pois vocês não agiram segundo os meus decretos nem obedeceram às minhas leis, mas se conformaram aos padrões das nações ao seu redor.

Ezequiel 11.13 – 16: Ezequiel profetiza

13 Ora, enquanto eu estava profetizando, Pelatias, filho de Benaia, morreu. Então prostrei-me com o rosto em terra, e clamei em alta voz: “Ah! Soberano Senhor! Destruirás totalmente o remanescente de Israel?”

14 Esta palavra do Senhor veio a mim:

15 Filho do homem, seus irmãos, sim, seus irmãos que são seus parentes consanguíneos e toda a nação de Israel, são aqueles de quem o povo de Jerusalém tem dito: “Eles estão longe do Senhor. É a nós que esta terra foi dada, para ser nossa propriedade”.

16 Portanto diga: Assim diz o Soberano, o Senhor: Embora eu os tenha mandado para terras muito distantes entre os povos e os tenha espalhado entre as nações, por breve período tenho sido um santuário para eles nas terras para onde foram.

Ezequiel 11.17 – 21: Promessa de restauração

17 Portanto, diga: Assim diz o Soberano, o Senhor: Eu os ajuntarei dentre as nações e os trarei de volta das terras para onde vocês foram espalhados, e lhes devolverei a terra de Israel.

18 Eles voltarão para ela e retirarão todas as suas imagens repugnantes e os seus ídolos detestáveis.

19 Darei a eles um coração não dividido e porei um novo espírito dentro deles; retirarei deles o coração de pedra e lhes darei um coração de carne.

20 Então agirão segundo os meus decretos e serão cuidadosos em obedecer às minhas leis. Eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus.

21 Mas, quanto àqueles cujo coração está afeiçoado às suas imagens repugnantes e aos seus ídolos detestáveis, farei cair sobre a sua cabeça aquilo que eles têm feito. Palavra do Soberano, o Senhor.

Ezequiel 11.22 – 25: Fim da primeira visão

22 Então os querubins, com as rodas ao lado, estenderam as asas, e a glória do Deus de Israel estava sobre eles.

23 A glória do Senhor se levantou da cidade e parou sobre o monte que fica a leste dela.

24 Então o Espírito de Deus ergueu-me e em visão levou-me aos que estavam exilados na Babilônia. Findou-se então a visão que eu havia tido,

25 e contei aos exilados tudo o que o Senhor tinha me mostrado.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.