Início Bíblia de Estudo Online Filemom 1 Estudo: Paulo Intercede por Onésimo

Filemom 1 Estudo: Paulo Intercede por Onésimo

Filemon - Bíblia de Estudo Online

Em Filemom 1, Paulo dá uma grande lição de amor. Ele intercede pela vida de Onésimo, um cristão escravo que fugiu de seu senhor. A pena para tal crime era a morte. Paulo gerou tanto a Filemom, quanto a Onésimo em Cristo e por isso os considera como filhos amados.

Filemom era um bom cristão. Havia uma parte da igreja que se reunia continuamente em sua casa, além disso ele demonstrava grande generosidade com irmãos.

Paulo ora para que a comunhão entre eles seja plenamente restabelecida e faz uma amorosa intercessão para resolver os problemas. Para isso, ele utiliza parte de seu prestígio e autoridade, certo de que Filemom lhe obedecerá.

Esboço de Filemom 1:

Filemom 1.1 – 5: Saudação

Filemom 1.6 – 8: Oração pela comunhão

Filemom 1.9 – 16: Paulo intercede pela vida de Onésimo

Filemom 1.17 – 21: Paulo utiliza seu prestígio e autoridade

Filemom 1.22 – 25: Recomendações finais

 

O Prisioneiro de Cristo

“Por isso, mesmo tendo em Cristo plena liberdade para mandar que você cumpra o seu dever, prefiro fazer um apelo com base no amor. Eu, Paulo, já velho, e agora também prisioneiro de Cristo Jesus, apelo em favor de meu filho Onésimo, que gerei enquanto estava preso”. (Filemom 1.8-10)

Os remetentes: Paulo, o principal, que se chama “…prisioneiro de Jesus Cristo”. Ser um simples prisioneiro não é nenhum consolo ou honra; mas um prisioneiro como Paulo era, por causa da fé e pregação do evangelho, se tornava uma verdadeira glória. O que era adequado para comover Filemom com um pedido feito por um prisioneiro tão ilustre.

Um pedido feito por um sofredor de Cristo e do seu evangelho seria certamente considerado de maneira muito especial por um crente e ministro de Cristo, especialmente quando reforçado pelo pedido de um obreiro eminente da igreja, como Timóteo.

Este último era, às vezes, chamado por Paulo de seu filho na fé, mas agora, muito provavelmente, mais maduro, é chamado de seu irmão. O que poderia ser negado a dois peticionários como esses?

Paulo não é negligente em servir a um pobre convertido. Ele procura toda a ajuda adicional possível nessa situação.

Os Destinatários

Filemom e Afia, e com eles Arquipo e a igreja na casa de Filemom. Este, o senhor de Onésimo, era o principal, a quem a carta é dirigida, o cabeça da família, em quem estavam a autoridade e o poder de incluir ou excluir, e que era o dono de Onésimo.

Ao amado Filemom, nosso cooperador. Ele era um bom homem e provavelmente um ministro, e, por esses dois motivos, amado por Paulo. Ser amigo do bem é um aspecto importante de um bom ministro (Tito 1.8).

Eles devem ser amigos de uma forma especial daqueles que trabalham com eles na obra do evangelho e que são fiéis nisso.

O chamado geral como cristãos une aqueles que são cristãos; mas, se além de cristão ele também é ministro, esse amor será ainda maior.

Paulo, no grau mais elevado do ministério, não somente chama Timóteo, um evangelista, de irmão, mas a Filemom, um pastor comum, de amado cooperador.

Esse é um exemplo de humildade e condescendência, e de um respeito afetuoso, mesmo das pessoas que ocupam as posições mais elevadas na igreja, para com aqueles que são trabalhadores e receberam o mesmo chamado especial.

Filemom e Afia

Filemom está unido com Afia, provavelmente sua companheira de trabalho e mulher. Tendo uma preocupação com os afazeres domésticos, o apóstolo se dirige a ela também.

Ela também foi prejudicada e injuriada por Onésimo, e, portanto, adequadamente mencionada numa carta em que se busca a reconciliação e o perdão.

Justiça e prudência dirigiram Paulo a mencioná-la especificamente. Ela poderia ser útil para alcançar bom êxito na sua escrita. Ela é colocada antes de Arquipo, como alguém mais preocupado, com um interesse maior nessa questão. (Henry, Matthew, Comentário de Atos a Apocalipse) 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here