Filipenses - Bíblia de Estudo Online

Em Filipenses 1, Paulo saúda a Igreja e deixa claro o seu amor pelos irmãos. Expressa alegria pela participação deles em seu sofrimento e os encoraja a perseverar em Jesus Cristo.

Esboço de Filipenses 1:

1.1-3: Saudação

1.4 – 11: Ação de graças e súplicas

1.12 – 18: O Sofrer e o avanço do Evangelho

1.19 – 26: A bênção de viver em Jesus Cristo

1.27 – 30: A unidade dos crentes em Jesus Cristo

 

Filipenses 1.4 – 11: Ação de graças e súplicas

Paulo nutria grande alegria pelos filipenses. Esta satisfação era fruto da forma como a Igreja, recebia suas palavras e as colocava em prática.

O apóstolo entendia que isso era a operação do Espírito Santo, entre os filipenses. De maneira que nem mesmo prisões e sofrimentos os distanciavam.

O profundo amor de Paulo pelos filipenses produzia saudades intensas, o que o levava a orar por eles. Orava para que eles continuassem crescendo e dando glória a Deus.

Filipenses 1.12 – 18: O Sofrer e o avanço do Evangelho

Quando escreveu a carta aos filipenses, o apóstolo Paulo estava preso em Roma. O cárcere romano era frio, sujo e completamente desconfortável. Pode-se dizer que circunstancialmente ele estava vivendo o pior momento de sua vida.

Ao invés de reclamar, Paulo diz que o que lhe acontece têm servido para o crescimento do Evangelho.

De fato, nesse período muitos soldados romanos passaram a crer em Jesus  e muitos cristãos motivados pela vida de Paulo, passaram a anunciar corajosamente o Evangelho.

Embora alguns, não tivessem a intenção correta, pregavam denegrindo a imagem de Paulo. Ele cheio do Espírito Santo, prefere observar o lado bom da vida: “O importante é que de qualquer forma, seja por motivos falsos ou verdadeiros, Cristo está sendo pregado, e por isso me alegro”.

Filipenses 1.19 – 26: A bênção de viver em Jesus Cristo

As palavras de Paulo neste trecho de filipenses 1, demonstra sua convicção na salvação em Jesus. A palavra grega utilizada é soteria, que significa: libertação de pecados e suas consequências.

Ele possuía fé para ser liberto da prisão, mas caso não fosse, tinha sua alma segura em Deus.

Paulo tinha ciência de que a execução era algo possível, e isto gerava a expectativa de estar definitivamente com Cristo, no entanto, o cuidado com a Igreja o deixava dividido.

Filipenses 1.27 – 30: A unidade dos crentes em Jesus Cristo

Paulo recomenda que os filipenses que cidadania e cristianismo andem lado a lado. A pregação deles deveria ser com palavras e com vida. Ou seja, ele recomenda que os filipenses tenham um modo de viver digno de Jesus.

A vida cristã é constituída de fé, alegrias e sofrimentos. O Senhor Jesus não negou a presença das aflições (João 16.33).

O sofrimento é parte do privilégio de crer em Cristo. É algo que o nosso Senhor enfrentou (Mateus 5.11,12; Atos 5.41; Tiago 1.2; I Pedro 4.14), e nos capacita a enfrentar.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here