Bíblia de Estudo Online

Filipenses Estudo: Carta de Paulo aos Filipenses

Filipenses é uma das cartas mais íntimas do apóstolo Paulo. Originalmente destinada à Igreja de Filipos, a carta aos filipenses faz parte do cânon bíblico desde os primeiros anos da Igreja de Jesus Cristo.

Paulo fundou a Igreja de Filipos em sua segunda viagem missionária. Esta igreja foi o “marco-zero” das Igrejas na Europa, ou seja, onde tudo começou (Atos 16).

Filipos era uma pequena cidade, fundada pelo rei Filipe da Macedônia, pai do famoso Alexandre, o Grande.

Filipenses – Propósitos

Ainda que o propósito original de Paulo, nesta carta aos filipenses, seja demonstrar gratidão de maneira formal e enérgica pela generosidade demonstrada ao seu ministério, ele aproveita para cumprir algumas funções importantes:

  1. Fazer um relato geral das circunstâncias (1.12 – 26; 4. 10 -19);
  2. Encorajar a Igreja em Filipos e outras que viriam a ler esse depoimento a se manterem firmes e inabaláveis, mesmo diante das mais severas perseguições. Paulo os encoraja, a se alegrarem nos sofrimentos por amor a fé em Jesus Cristo.
  3. Estimulá-los a desenvolver relacionamentos fraternais sérios e permanentes a partir de um caráter humilde, dispostos a estabelecer um indestrutível senso de unidade (2.1 – 11; 4.2 – 5)
  4. Formalizar a recomendação ministerial dos jovens servos Timóteo e Epafrodito à Igreja em Filipos, (2.19 – 30).
  5. Advertir os filipenses e demais igrejas contra judaizantes (legalistas), antinomistas (libertinos) e místicos (defensores de uma espécie de espiritismo judaico), que tentavam se infiltrar entre os irmãos para corromper a sã doutrina cristã.

Filipenses – Primeira publicação

O contexto histórico mostra que a carta aos filipenses foi escrita por Paulo, enquanto ele estava preso. Alguns acreditam que em Éfeso, outros em Cesaréia.

As hipóteses mais aceitas mostram que Paulo estava preso em Roma, por volta de 61 d.C., quando escreveu e enviou esta carta aos cristãos de Filipos.

Essa conclusão histórica, só é possível quando analisada de acordo com Atos 28.14 – 31, quando o apóstolo Paulo cumpriu prisão domiciliar. Portanto, Paulo não escreveu aos filipenses quando estava em uma masmorra ou calabouço como aconteceu em Mamertima – onde ficou detido e escreveu a segunda carta a Timóteo – mas em uma casa alugada, sob a vigilância integral de um guarda especial de oficiais romanos (1.13).

Esboço geral

  1. Saudação e ação de graças, e orações pelos amados filipenses (1.3 – 11)
  2. A maior razão de Paulo para continuar vivo é Jesus Cristo (1.2 – 4.1)
  • Essa é a motivação para pregar sempre e a todos (1.12,13)
  • Mesmo preso Paulo ensina e evangeliza em Roma (1.14)
  • A atitude de Paulo reflete o Espírito de Jesus Cristo (1.15 – 18)
  • Querer estar com Jesus Cristo, mas viver pelos irmãos (1.19 – 26)
  • Todo o sentido da vida reside em Jesus Cristo (1.27 – 2.30)
  • Um estilo de vida de acordo com o Evangelho (1.27 – 30)
  • Agir como Jesus agiria em cada situação (2.1 – 18)
  • Timóteo e Epafrodito são exemplos de servos (2.19 – 30)
  • Não há nada que se compare a conhecer a Jesus Cristo (3.1 – 11)
  • É sempre preciso crescer e amadurecer mais (3.12 – 16)
  • Inimigos da Cruz x Amigos de Jesus (3. 17 – 4.1)
  1. Exortações finais (4.2 – 23)
  • Chamado à unidade cristã e à concórdia (4.2 – 9)
  • Testemunho final e ação de graças (4.10 – 20)
  • Saudação final e bênção apostólica (4.21 – 23)

Filipenses 1: Alegria pelos Irmãos e o Sofrimento

Filipenses 2: O exemplo de Jesus Cristo

Filipenses 3: Vale a pena Perder Tudo por Jesus Cristo

Filipenses 4: É Possível Vencer Qualquer Dificuldade em Jesus Cristo

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.