Gálatas 1 Estudo: Abandono ao Verdadeiro Evangelho

Em Gálatas 1, Paulo começa a revelar o propósito da carta: combater os falsos ensinos dos mestres judaicos, que estavam perturbando a ordem entre os cristãos da Galácia. 

Paulo chama a atenção, sobre o fato dos Gálatas terem se desviado do evangelho anunciado por ele, cuja autoridade é atestada pelo Espírito Santo através dos frutos de seu ministério e também pelo apóstolos.

Ele fundamenta o valor da sua pregação, também no milagre de sua conversão: “Vocês ouviram qual foi o meu procedimento no judaísmo”. Paulo foi grande perseguidor do Evangelho e passou a defendê-lo após um encontro fantástico com Cristo.

Esboço de Gálatas 1:

1.1 – 5: Saudação

1.6 – 10: Gálatas abandonam o verdadeiro Evangelho

1. 11 – 24: A origem do Evangelho anunciado por Paulo

 

O erro dos Gálatas

Os problemas espirituais dos Gálatas eram muito mais graves que os da Igreja em Corinto. Embora fosse uma comunidade carnal e dividida, Paulo faz questão de elogiar os coríntios por algumas de suas virtudes.

Não se vê isso, nesta carta!

Nisso fica evidente que a urgência com que eles precisavam de arrependimento e seu comportamento moral diante de Cristo, eram extremamente reprováveis.

Deserção da verdade

O fato é que os Gálatas estavam abandoando o verdadeiro evangelho. Assim com um soldado desertor abandona sua tropa na guerra, eles estavam se afastando da verdade de Cristo (Gálatas 1:6,7).

Isso deixou o apóstolo chocado, ainda mais porque estava acontecendo de maneira muito rápida, principalmente após a chegada dos falso mestres, depois que ele (Paulo) partiu.

Os gálatas não estavam abandonando pontos de vista teológicos, era um abandono a graça de Cristo, ao evangelho anunciado pelos apóstolos. Eles o estavam trocando por um evangelho que junto a fé, acrescenta o trabalho, como determinante para a salvação.

Os judaizantes tentavam de todas as formas perverter o ensino da graça de Cristo. Paulo é enfático ao dizer que, mesmo um anjo anunciando outro evangelho diferente do que é pregado pelos apóstolos, deve ser considerado maldito (Gálatas 1:8).

O apóstolo apela para este exemplo, pois é algo considerado completamente impossível de acontecer. Visto que os anjos de Deus confirmam as obras de Cristo.

Devemos tomar cuidado

Há muitas denominações e muitas pessoas anunciando o evangelho. Precisamos, mais do que nunca tomar o cuidado de examinar as Escrituras para não acabar caindo em uma armadilha do Diabo.

É nossa obrigação investir tempo em oração e no exame da Palavra de Deus, visto que a salvação é individual, cada um dará conta de si mesmo. Não poderemos argumentar que fomos enganados.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here