Gálatas - Bíblia de Estudo Online

Em Gálatas 2, Paulo fala sobre os motivos de sua ida a Jerusalém com Barnabé e Tito. Após isso, conta como foi o encontro com os apóstolos e as recomendações que recebeu.

Houve também, um momento de tensão entre Paulo e Pedro. O motivo foi a circuncisão. A partir disso Paulo explica que ninguém pode ser justificado pela Lei.

A morte de Jesus na cruz é o único meio de justificação e a fé nesse sangue derramado, é o único meio aceito por Deus.

Esboço de Gálatas 2:

2.1 – 5: Paulo e sua viagem a Jerusalém com Barnabé

2. 6 – 10: O encontro de Paulo com os apóstolos

2. 11 – 14: Paulo repreende a Pedro

2.15 – 21: Ninguém pode ser justificado pela Lei

 

O contraste

Quando Paulo visitou Jerusalém, Pedro o recebeu em comunhão e amor, mas depois quando Pedro visitou Antioquia, Paulo o confrontou por causa de seu comportamento dúbio.

É importante notar neste episódio, que Pedro andou com o Senhor Jesus, mas mesmo isso sendo algo notável, não foi para Paulo motivo de super-respeitar o apóstolo (Gálatas 2:11)

O problema

Chegando em Antioquia, Pedro foi surpreendido pela boa comunhão existente entre cristãos judeus e cristãos gentios. Eles comiam juntos e conversavam, sem se preocupar com os ritos da lei judaica.

Por um tempo, Pedro também se sentiu à vontade para participar desta unidade, mas tudo desmoronou quando os cristãos de Jerusalém chegaram a cidade.

Eles pertenciam aos grupo de cristãos que defendiam a circuncisão, e influenciado pela presença deles, Pedro começou a si afastar da comunhão com os cristãos gentios. 

A atitude de Pedro, como testemunha ocular de Jesus e apóstolo comissionado gerava muitos resultados espirituais no corpo de Cristo. Com sua atitude, ele estava dizendo que havia tipos diferentes de redenção, uma para os judeus e outra para os gentios, o que é grave (Gálatas 2:12).

O exemplo e atitude de Pedro, acabou atraindo ao erro até mesmo a um outro grande representante de Cristo, Barnabé (Gálatas 2:13).

A atitude Paulo

Indignado, Paulo não mediu esforços para repreender a Pedro, e o fez publicamente, para que toda a Igreja soubesse que Jesus não compactua com esse tipo de comportamento.

Paulo defende mais uma vez de forma enérgica, que todos, judeus e gentios, são salvos mediante a fé em Jesus Cristo, e isto é garantido por meio de sua morte e ressurreição, não pela prática de obras legalistas.

Em nossos dias

Devemos estar atentos para não cometer o mesmo erro que Pedro. Em nossa nação há muitas denominações grupos cristãos. cada um carregado de muitos comportamentos.

O cuidado que devemos ter, é para não negarmos a morte e ressurreição de Jesus e a inclusão de qualquer ser humano na comunhão do corpo, com base em pre-conceitos que não estão fundamentados na Palavra de Deus, mas no entendimento humano.

3 COMENTÁRIOS

  1. Obrigada Diego pelos estudos.
    Estou lendo a bíblia e correndo para os seus estudos,
    Estou sendo melhor esclarecida através deles(estudos)
    Deus continue te usando.
    Maire Ruth

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here