Bíblia de Estudo Online

Gálatas 4 Estudo: Filhos da Escravidão e da Liberdade

Em Gálatas 4, Paulo fala sobre a nossa adoção em Jesus Cristo. Ele esclarece o fato, de que anteriormente estávamos debaixo da autoridade da lei, por causa da ausência da redenção.

A graça de Deus que se manifestou em Jesus Cristo é muito superior a lei de Moisés. Por isso, não devemos voltar aos fracos rudimentos da lei.

Neste ponto, Paulo é muito franco com os Gálatas. E lhes mostra que em Jesus Cristo somos filhos de Sara e não de Agar (Ver Gálatas 3).

Gálatas 4.1 – 7: De escravos a filhos de Deus

1 Digo porém que, enquanto o herdeiro é menor de idade, em nada difere de um escravo, embora seja dono de tudo.

2 No entanto, ele está sujeito a guardiães e administradores até o tempo determinado por seu pai.

3 Assim também nós, quando éramos menores, estávamos escravizados aos princípios elementares do mundo.

4 Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo da Lei,

5 a fim de redimir os que estavam sob a Lei, para que recebêssemos a adoção de filhos.

6 E, porque vocês são filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho ao coração de vocês, e ele clama: “Aba, Pai”.

7 Assim, você já não é mais escravo, mas filho; e, por ser filho, Deus também o tornou herdeiro.

Gálatas 4.8 – 12: Não devemos voltar aos rudimentos fracos da lei

8 Antes, quando vocês não conheciam a Deus, eram escravos daqueles que, por natureza, não são deuses.

9 Mas agora, conhecendo a Deus, ou melhor, sendo por ele conhecidos, como é que estão voltando àqueles mesmos princípios elementares, fracos e sem poder? Querem ser escravizados por eles outra vez?

10 Vocês estão observando dias especiais, meses, ocasiões específicas e anos!

11 Temo que os meus esforços por vocês tenham sido inúteis.

12 Eu lhes suplico, irmãos, que se tornem como eu, pois eu me tornei como vocês. Em nada vocês me ofenderam;

Gálatas 4.13 – 15: A enfermidade na visão de Paulo

13 como sabem, foi por causa de uma doença que lhes preguei o evangelho pela primeira vez.

14 Embora a minha doença lhes tenha sido uma provação, vocês não me trataram com desprezo ou desdém; ao contrário, receberam-me como se eu fosse um anjo de Deus, como o próprio Cristo Jesus.

15 Que aconteceu com a alegria de vocês? Tenho certeza que, se fosse possível, vocês teriam arrancado os próprios olhos para dá-los a mim.

Gálatas 4.16 – 20: A franqueza de Paulo

16 Tornei-me inimigo de vocês por lhes dizer a verdade?

17 Os que fazem tanto esforço para agradá-los não agem bem, mas querem isolá-los a fim de que vocês também mostrem zelo por eles.

18 É bom sempre ser zeloso pelo bem, e não apenas quando estou presente.

19 Meus filhos, novamente estou sofrendo dores de parto por sua causa, até que Cristo seja formado em vocês.

20 Eu gostaria de estar com vocês agora e mudar o meu tom de voz, pois estou perplexo quanto a vocês.

Gálatas 4.21 – 31: Não somos filhos de Agar, mas de Sara

21 Digam-me vocês, os que querem estar debaixo da Lei: Acaso vocês não ouvem a Lei?

22 Pois está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava e outro da livre.

23 O filho da escrava nasceu de modo natural, mas o filho da livre nasceu mediante promessa.

24 Isto é usado aqui como uma ilustração; estas mulheres representam duas alianças. Uma aliança procede do monte Sinai e gera filhos para a escravidão: esta é Hagar.

25 Hagar representa o monte Sinai, na Arábia, e corresponde à atual cidade de Jerusalém, que está escravizada com os seus filhos.

26 Mas a Jerusalém do alto é livre, e é a nossa mãe.

27 Pois está escrito: “Regozije-se, ó estéril, você que nunca teve um filho; grite de alegria, você que nunca esteve em trabalho de parto; porque mais são os filhos da mulher abandonada do que os daquela que tem marido”.

28 Vocês, irmãos, são filhos da promessa, como Isaque.

29 Naquele tempo, o filho nascido de modo natural perseguiu o filho nascido segundo o Espírito. O mesmo acontece agora.

30 Mas o que diz a Escritura? “Mande embora a escrava e o seu filho, porque o filho da escrava jamais será herdeiro com o filho da livre”.

31 Portanto, irmãos, não somos filhos da escrava, mas da livre.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.