marca_final-01

Gálatas 5 Estudo: Obras da Carne e Frutos do Espírito

Em Gálatas 6 o apóstolo Paulo aborda o importante tema da carne e do Espírito, e nos exorta a viver pelo Espírito, já que quem segue o curso da carne morrerá.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Em Gálatas 5, Paulo defende de forma enérgica a liberdade que foi dada aos cristãos em Cristo. Ele ensina que não importa o que aconteça devemos permanecer debaixo da graça de Deus.

No entanto, adverte que essa liberdade não pode ser pretexto para a prática do pecado. A liberdade em Jesus Cristo deve ser dirigida pelo Espírito Santo, devemos ser guiados por ele.

Por fim, de forma bem didática ele faz uma lista, apresentando quais são as obras da carne e quais são os frutos do Espírito.

Gálatas 5 e a oposição da carne

Em Gálatas 5.19-26 Paulo admoesta os crentes gálatas a viver no Espírito, para que os desejos da carne não venham a tornar-se satisfeitos.

Ele prova que os desejos do Espírito e os desejos da carne se opõem de modo direto um ao outro.

Aquele que é dirigido pelo Espírito não está mais sob o jugo que leva à sujeição da carne.

Como apontado em Gálatas 5.19, o serviço de amor ao qual os crentes gálatas foram admoestados a realizar não era banal amor ou pensamento humano. Era amor divino.

Para atingir esse tipo de amor era preciso viver numa intimidade indispensável com Deus, explicado neste cenário como andar no Espírito.

Andai no Espírito

Paulo aplica uma ordem nova, contudo associada ao contexto: “Digo, no entanto: Andai em Espírito (Gálatas 5.16). A palavra grega traduzida por “andai” (peripateo) é palavra usual no Novo Testamento.

Nos Evangelhos Sinóticos é utilizado especialmente em entendimento exato; no Evangelho de João, Apocalipse e Atos possui usualmente o significado exato.

Nos escritos de Paulo constantemente é utilizado com aspecto alegórico, significando “ viver ” ou “portar-se”, “conduzir-se”. Para andar nessa vida de amor, os gálatas têm de agir pelo 15 Espírito.

Neste cenário, Espírito (pneuma) não se refere ao espírito humano nem sequer ao Espírito divino do ponto de vista separado um do outro, porém ao Espírito de Deus quando Ele habita o espírito do ser humano.

O homem interior do fiel tem de estar sob a energia motivadora e capacitadora do Espírito Santo. Isso está em oposição absoluta com a vida fora de Cristo, que era motivada pelos desejos da carne.

Esta vida recém-adquirida vivida permanentemente na dependência do Espírito é possibilitada pela manifestação da carência particular a Deus.

Gálatas 5 e o novo nascimento

Antes de viver em tamanha intimidade, o indivíduo tem de primeiro experimentar a conversão. Esta é a dupla inquietação de Paulo.

O apóstolo preferiu mencionar a exigente disciplina do viver pelo Espírito: E não cumprireis a concupiscência da carne (v. v 16).

No momento em que o homem de fé vive e anda pelo Espírito, duas mudanças acontecem:

  1. a) A concupiscência não é satisfeita.
  2. b) A vida do fiel reproduz o fruto do Espírito.

Como confirmação de sua explicação, Paulo sublinha a hostilidade completa e absoluta entre a carne e o Espírito (Gálatas 5.17).

Paulo usa o versículo 17 para fundamentar a exposição feita no versículo precedente.

Os desejos da carne não serão satisfeitos se o fiel viver pelo Espírito, visto que a vida pelo Espírito é completamente oposta a forma de vida pela carne.

1 COMENTÁRIO

  1. Glória Deus continue abençoando vcs ótimo capítulo nos ensina muito sobre a liberdade q o senhor Jesus Cristo nos libertou o cuidado com as doutrinas humanas para q possamos viver o evangelho puro e simples e mais importante verdadeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jesus e a Bíblia © 2020. Todos os direitos reservados.

});