Gênesis - Bíblia de Estudo Online

Em Gênesis 34:1-4, vemos o triste relato de abuso de Siquém a Diná, filha de Jacó e Lia. Após o fato, a Bíblia diz que ele se apaixonou e desejou casar com ela. Para isso, ele foi até o seu pai, contou o caso e pediu-lhe que conversasse com Jacó sobre o ocorrido.

A ira dos filhos de Jacó se ascendeu e mesmo com toda a disposição de Hamor, Siquém e os habitantes da região, em se submeter a uma acordo, eles não esqueceram.

A Decisão de Simeão e Levi

Os siquemitas aceitaram a circuncisão como prova de boa vontade e reparação do erro a Diná, além disso, eles queriam fazer aliança permanente com Israel.

Contudo, três dias depois da circuncisão, enquanto eles ainda estavam fracos por causa do procedimento, Simeão e Levi, atacaram a cidade e mataram todos os homens, inclusive Hamor e Siquém.

Depois disso, pegaram Diná e fugiram.

Os outros filhos de Jacó, passaram em seguida pela cidade para roubar seus bens e o gado.

Grandes Consequências

Todas as nossas escolhas tem uma variedade enorme de consequências, certamente Siquém não pensou nisso quando violentou Diná. Simeão e Levi, da mesma forma. Quando decidiram mentir e assassinar homens indefesos, eles não atentaram para o futuro.

O que aconteceu é que por causa disso, Jacó amaldiçoou (Gênesis 49:5-7, e posteriormente na Terra Prometida, eles perderam as terras que lhe foram dadas por herança.

Antes de agir, precisamos refletir sobre as nossas motivações e as possíveis consequências de nossas atitudes.

Seja no trânsito, no casamento, no ambiente de estudo ou trabalho, pense bem antes de tomar qualquer decisão, pois as consequências podem ser intragáveis.

Esboço de Gênesis 34:

34.1 – 5: Diná é desonrada

34.6 – 17: A malícia dos filhos de Jacó

34.18 – 29: A maldade dos filhos de Jacó

34.30,31: A tristeza de Jacó 

 

Gênesis 34.1 – 5: Diná é desonrada

1 Certa vez, Diná, a filha que Lia dera a Jacó, saiu para conhecer as mulheres daquela terra.

2 Siquém, filho de Hamor, o heveu, governador daquela região, viu-a, agarrou-a e a violentou.

3 Mas o seu coração foi atraído por Diná, filha de Jacó, e ele amou a moça e falou-lhe com ternura.

4 Por isso Siquém foi dizer a seu pai Hamor: “Consiga-me aquela moça para que seja minha mulher”.

5 Quando Jacó soube que sua filha Diná tinha sido desonrada, seus filhos estavam no campo, com os rebanhos; por isso esperou calado até que regressassem.

Gênesis 34.6 – 17: A malícia dos filhos de Jacó

6 Então Hamor, pai de Siquém, foi conversar com Jacó.

7 Quando os filhos de Jacó voltaram do campo e souberam de tudo, ficaram profundamente entristecidos e irados, porque Siquém tinha cometido um ato vergonhoso em Israel, ao deitar-se com a filha de Jacó — coisa que não se faz.

8 Mas Hamor lhes disse: Meu filho Siquém apaixonou-se pela filha de vocês. Por favor, entreguem-na a ele para que seja sua mulher.

9 Casem-se entre nós; dêem-nos suas filhas e tomem para si as nossas.

10 Estabeleçam-se entre nós. A terra está aberta para vocês: habitem-na, façam comércio nela e adquiram propriedades.

11 Então Siquém disse ao pai e aos irmãos de Diná: Concedam-me este favor, e eu lhes darei o que me pedirem.

12 Aumentem quanto quiserem o preço e o presente pela noiva, e pagarei o que me pedirem. Tão somente me dêem a moça por mulher.

13 Os filhos de Jacó, porém, responderam com falsidade a Siquém e a seu pai Hamor, por ter Siquém desonrado Diná, a irmã deles.

14 Disseram: Não podemos fazer isso; jamais entregaremos nossa irmã a um homem que não seja circuncidado. Seria uma vergonha para nós.

15 Daremos nosso consentimento a vocês com uma condição: que vocês se tornem como nós, circuncidando todos os do sexo masculino.

16 Só então lhes daremos as nossas filhas e poderemos casar-nos com as suas. Nós nos estabeleceremos entre vocês e seremos um só povo.

17 Mas se não aceitarem circuncidar-se, tomaremos nossa irmã e partiremos.

Gênesis 34.18 – 29: A maldade dos filhos de Jacó

18 A proposta deles pareceu boa a Hamor e a seu filho Siquém.

19 O jovem, que era o mais respeitado de todos os da casa de seu pai, não demorou em cumprir o que pediram, porque realmente gostava da filha de Jacó.

20 Assim Hamor e seu filho Siquém dirigiram-se à porta da cidade para conversar com os seus concidadãos. E disseram:

21 Esses homens são de paz. Permitam que eles habitem em nossa terra e façam comércio entre nós; a terra tem bastante lugar para eles. Poderemos casar com as suas filhas, e eles com as nossas.

22 Mas eles só consentirão em viver conosco como um só povo sob a condição de que todos os nossos homens sejam circuncidados, como eles.

23 Lembrem-se de que os seus rebanhos, os seus bens e todos os seus outros animais passarão a ser nossos. Aceitemos então a condição para que se estabeleçam em nosso meio.

24 Todos os que saíram para reunir-se à porta da cidade concordaram com Hamor e com seu filho Siquém, e todos os homens e meninos da cidade foram circuncidados.

25 Três dias depois, quando ainda sofriam dores, dois filhos de Jacó, Simeão e Levi, irmãos de Diná, pegaram suas espadas e atacaram a cidade desprevenida, matando todos os homens.

26 Mataram ao fio da espada Hamor e seu filho Siquém, tiraram Diná da casa de Siquém e partiram.

27 Vieram então os outros filhos de Jacó e, passando pelos corpos, saquearam a cidade onde sua irmã tinha sido desonrada.

28 Apoderaram-se das ovelhas, dos bois e dos jumentos, e de tudo o que havia na cidade e no campo.

29 Levaram as mulheres e as crianças, e saquearam todos os bens e tudo o que havia nas casas.

Gênesis 34.30,31: A tristeza de Jacó

30 Então Jacó disse a Simeão e a Levi: “Vocês me puseram em grandes apuros, atraindo sobre mim o ódio dos cananeus e dos ferezeus, habitantes desta terra. Somos poucos, e se eles juntarem suas forças e nos atacarem, eu e a minha família seremos destruídos”.

31 Mas eles responderam: “Está certo ele tratar nossa irmã como uma prostituta?”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here