Gênesis - Bíblia de Estudo Online

Ao final do capítulo anterior, vemos o relato da morte de Jacó, logo após terminar de abençoar e instruir seus filhos. Assim, Gênesis 50 começa com o choro de José, que se lançando sobre seu pai, expressou sua dor.

Tal como Jacó havia pedido, José fez. Ordenou que o seu corpo fosse embalsamado e passado quarenta dias de luto, foi levado de volta a Canaã e sepultado ali.

Aprendemos que precisamos passar por todas as fases da vida, sem negar suas sensações. José estava triste, portanto chorou. Devemos fazer o mesmo, pelo tempo necessário. Só assim, somos capazes de seguir em frente.

O Temor dos Irmãos de José

Após a morte de Jacó, seus irmão lhe enviaram um pedido de perdão, que segundo eles foi o próprio Israel que fez (v.17). Tendo ouvido suas palavras, José chorou.

Quando estavam diante deles, José os tranquilizou. Em suas palavras, ele mostrou que entendia a traição deles no passado, como algo necessário para o cumprimento do bom propósito de Deus para sua vida e para toda a descendência de Jacó.

Além disso, Deus havia restituído José de tudo o que lhe foi tirado. Não havia amargura, rancor ou ódio em seu coração. Ele tinha recebido o favor de Deus, liderava o Egito e tinha esposa e filhos, os quais o Senhor já havia abençoado com promessas maravilhosas.

A atitude de José deve ser a nossa. Devemos deixar as marcas do passado, para trás. Liberar perdão, viver livre, procurar enxergar o propósito de Deus, estas devem ser as nossas atitudes sempre. Assim não apenas a nossa alma, mas todo o nosso corpo viverá bem e saudável.

A Morte de José

José viveu cento e dez anos e viu até a terceira geração de seus filhos. Antes de morrer, o Senhor lhe mostrou que tiraria Israel do Egito, com isso ele pediu que quando isso acontecesse, seus ossos fossem levados com eles.

Jurando, eles garantiram que isso seria feito.

Assim, descansou o último patriarca da Aliança de Deus com Abraão. José é um exemplo de crente maravilhoso, que ainda hoje nos inspira profundamente.

Esboço de Gênesis 50:

50.1 – 6: O choro de José

50.7 – 14: O sepultamento de Jacó

50.15 – 18: O receio dos irmãos de José

50.19 – 21: O perdão de José

50.22 – 26: A morte de José 

 

Gênesis 50.1 – 6: O choro de José

1 José atirou-se sobre seu pai, chorou sobre ele e o beijou.

2 Em seguida deu ordens aos médicos, que estavam ao seu serviço, que embalsamassem seu pai Israel. E eles o embalsamaram.

3 Levaram quarenta dias completos, pois esse era o tempo para o embalsamamento. E os egípcios choraram sua morte setenta dias.

4 Passados os dias de luto, José disse à corte do faraó: Se posso contar com a bondade de vocês, falem com o faraó em meu favor. Digam-lhe que

5 meu pai fez-me prestar-lhe o seguinte juramento: “Estou à beira da morte; sepulte-me no túmulo que preparei para mim na terra de Canaã”. Agora, pois, peçam-lhe que me permita partir e sepultar meu pai; logo depois voltarei.

6 Respondeu o faraó: “Vá e faça o sepultamento de seu pai como este o fez jurar”.

Gênesis 50.7 – 14: O sepultamento de Jacó

7 Então José partiu para sepultar seu pai. Com ele foram todos os conselheiros do faraó, as autoridades da sua corte e todas as autoridades do Egito,

8 e, além deles, todos os da família de José, os seus irmãos e todos os da casa de seu pai. Somente as crianças, as ovelhas e os bois foram deixados em Gósen.

9 Carruagens e cavaleiros também o acompanharam. A comitiva era imensa.

10 Chegando à eira de Atade, perto do Jordão, lamentaram-se em alta voz, com grande amargura; e ali José guardou sete dias de pranto pela morte do seu pai.

11 Quando os cananeus que lá habitavam viram aquele pranto na eira de Atade, disseram: “Os egípcios estão celebrando uma cerimônia de luto solene”. Por essa razão, aquele lugar, próximo ao Jordão, foi chamado Abel-Mizraim.

12 Assim fizeram os filhos de Jacó o que este lhes havia ordenado:

13 Levaram-no à terra de Canaã e o sepultaram na caverna do campo de Macpela, perto de Manre, que, com o campo, Abraão tinha comprado de Efrom, o hitita, para que lhe servisse de propriedade para sepultura.

14 Depois de sepultar seu pai, José voltou ao Egito, com os seus irmãos e com todos os demais que o tinham acompanhado.

Gênesis 50.15 – 18: O receio dos irmãos de José

15 Vendo os irmãos de José que seu pai havia morrido, disseram: “E se José tiver rancor contra nós e resolver retribuir todo o mal que lhe causamos?”

16 Então mandaram um recado a José, dizendo: Antes de morrer, teu pai nos ordenou

17 que te disséssemos o seguinte: “Peço-lhe que perdoe os erros e pecados de seus irmãos que o trataram com tanta maldade!” Agora, pois, perdoa os pecados dos servos do Deus do teu pai. Quando recebeu o recado, José chorou.

18 Depois vieram seus irmãos, prostraram-se diante dele e disseram: “Aqui estamos. Somos teus escravos!”

Gênesis 50.19 – 21: O perdão de José

19 José, porém, lhes disse: Não tenham medo. Estaria eu no lugar de Deus?

20 Vocês planejaram o mal contra mim, mas Deus o tornou em bem, para que hoje fosse preservada a vida de muitos.

21 Por isso, não tenham medo. Eu sustentarei vocês e seus filhos. E assim os tranquilizou e lhes falou amavelmente.

Gênesis 50.22 – 26: A morte de José

22 José permaneceu no Egito, com toda a família de seu pai. Viveu cento e dez anos

23 e viu a terceira geração dos filhos de Efraim. Além disso, recebeu como seus os filhos de Maquir, filho de Manassés.

24 Antes de morrer José disse a seus irmãos: “Estou à beira da morte. Mas Deus certamente virá em auxílio de vocês e os tirará desta terra, levando-os para a terra que prometeu com juramento a Abraão, a Isaque e a Jacó”.

25 E José fez que os filhos de Israel lhe prestassem um juramento, dizendo-lhes: “Quando Deus intervier em favor de vocês, levem os meus ossos daqui”.

26 Morreu José com a idade de cento e dez anos. E, depois de embalsamado, foi colocado num sarcófago no Egito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here