Gênesis 9 Estudo: Deus Abençoa Noé e Seus Filhos

Deus ordenou que Noé fosse frutífero e aumentasse em número, a ponto de encher a terra (Gênesis 9:1–4) exatamente como Ele havia dito a Adão (1:28). E Noé, como Adão, deveria ter domínio sobre os animais (9:2; cf. 1:26, 28). Também ambos receberam comida para comer (9:3; ver. 1:29; 2:16) com uma proibição (9:5–6; ver. 2:17).

Com o novo começo de Noé veio um pacto. Era necessário agora ter um pacto com obrigações para a humanidade e uma promessa de Deus (Gênesis 9:5–7). Por causa da destruição da vida pelo Dilúvio, as pessoas podem começar a pensar que Deus não enxerga a vida humana como preciosa.

Esta aliança mostra que a vida é sagrada e que o homem não deve destruir o próximo, que é feito à imagem de Deus.

Em essência, então, essa aliança foi estabelecida para garantir a estabilidade da natureza. Ajudou a garantir a ordem do mundo. As pessoas também aprenderiam que a lei humana era necessária para a estabilidade da vida e que a maldade não deveria continuar sem controle como antes. Então o governo humano foi trazido (1).

Esboço de Gênesis 9:

9.1 – 7: Deus abençoa Noé e seus filhos

9.8 – 11: A aliança de Deus

9.12 – 17: A aliança e o arco-íris

9.18 – 25: Noé amaldiçoa Cam

9.26 – 29: Noé abençoa Sem e Jafé 

 

Gênesis 9.1 – 7: Deus abençoa Noé e seus filhos

1 Deus abençoou Noé e seus filhos, dizendo-lhes: Sejam férteis, multipliquem-se e encham a terra.

2 Todos os animais da terra tremerão de medo diante de vocês: os animais selvagens, as aves do céu, as criaturas que se movem rente ao chão e os peixes do mar; eles estão entregues em suas mãos.

3 Tudo o que vive e se move servirá de alimento para vocês. Assim como lhes dei os vegetais, agora lhes dou todas as coisas.

4 Mas não comam carne com sangue, que é vida.

5 A todo aquele que derramar sangue, tanto homem como animal, pedirei contas; a cada um pedirei contas da vida do seu próximo.

6 Quem derramar sangue do homem, pelo homem seu sangue será derramado; porque à imagem de Deus foi o homem criado.

7 “Mas vocês, sejam férteis e multipliquem-se; espalhem-se pela terra e proliferem nela”.

Gênesis 9.8 – 11: A aliança de Deus

8 Então disse Deus a Noé e a seus filhos, que estavam com ele:

9 Vou estabelecer a minha aliança com vocês e com os seus futuros descendentes,

10 e com todo ser vivo que está com vocês: as aves, os rebanhos domésticos e os animais selvagens, todos os que saíram da arca com vocês, todos os seres vivos da terra.

11 Estabeleço uma aliança com vocês: Nunca mais será ceifada nenhuma forma de vida pelas águas de um dilúvio; nunca mais haverá dilúvio para destruir a terra.

Gênesis 9.12 – 17: A aliança e o arco-íris

12 E Deus prosseguiu: Este é o sinal da aliança que estou fazendo entre mim e vocês e com todos os seres vivos que estão com vocês, para todas as gerações futuras:

13 o meu arco que coloquei nas nuvens. Será o sinal da minha aliança com a terra.

14 Quando eu trouxer nuvens sobre a terra e nelas aparecer o arco-íris,

15 então me lembrarei da minha aliança com vocês e com os seres vivos de todas as espécies. Nunca mais as águas se tornarão um dilúvio para destruir toda forma de vida.

16 Toda vez que o arco-íris estiver nas nuvens, olharei para ele e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres vivos de todas as espécies que vivem na terra.

17 Concluindo, disse Deus a Noé: “Esse é o sinal da aliança que estabeleci entre mim e toda forma de vida que há sobre a terra”.

Gênesis 9.18 – 25: Noé amaldiçoa Cam

18 Os filhos de Noé que saíram da arca foram Sem, Cam e Jafé. Cam é o pai de Canaã.

19 Esses foram os três filhos de Noé; a partir deles toda a terra foi povoada.

20 Noé, que era agricultor, foi o primeiro a plantar uma vinha.

21 Bebeu do vinho, embriagou-se e ficou nu dentro da sua tenda.

22 Cam, pai de Canaã, viu a nudez do pai e foi contar aos dois irmãos que estavam do lado de fora.

23 Mas Sem e Jafé pegaram a capa, levantaram-na sobre os ombros e, andando de costas para não verem a nudez do pai, cobriram-no.

24 Quando Noé acordou do efeito do vinho e descobriu o que seu filho caçula lhe havia feito,

25 disse: “Maldito seja Canaã! Escravo de escravos será para os seus irmãos”.

Gênesis 9.26 – 29: Noé abençoa Sem e Jafé

26 Disse ainda: Bendito seja o Senhor, o Deus de Sem! E seja Canaã seu escravo.

27 Amplie Deus o território de Jafé; habite ele nas tendas de Sem, e seja Canaã seu escravo.

28 Depois do Dilúvio Noé viveu trezentos e cinquenta anos.

29 Viveu ao todo novecentos e cinquenta anos e morreu.

 

Referências:

Ross, A. P. (1985). Genesis. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 40). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here