Bíblia de Estudo Online

Isaías 64 Estudo: O Deus Que Trabalha

Em Isaías 64, o profeta exalta a Deus, porque nunca se ouviu falar em um deus como ele. Um Deus que age, por aqueles que esperam nele. Isaías destaca que o Senhor Deus tem prazer naqueles que praticam a justiça. Estes desfrutam do favor do Senhor.

Contudo, Isaías vê que não há ninguém que busque a Deus. A justiça não passa de trapos imundos, ou seja, é frágil e falha. O profeta ora, suplicando que o Senhor Deus tenha misericórdia e gere no povo um coração arrependido, diferente. Um coração que o deseje sinceramente.

Esboço de Isaías 64:

Isaías 64.1 – 5: O Deus que trabalha

Isaías 64.6 – 12: Ninguém clama

 

Manifesta-te!

“Desde os tempos antigos ninguém ouviu, nenhum ouvido percebeu, e olho nenhum viu outro Deus, além de ti, que trabalha para aqueles que nele esperam”. (Isaías 64:4)

A petição era para que Deus se manifestasse maravilhosamente a eles, naquele momento. A situação deles foi representada no encerramento do capítulo anterior como muito triste e muito difícil, e neste caso era hora de clamar.

“Socorre, Senhor; ó, que Deus manifeste o seu zelo e a sua força!” Eles haviam rogado (cap.63.15) que Deus olhasse desde os céus. Aqui eles rogam que Ele desça para os livrar, assim como havia dito (Êxodo 3.8).

Eles desejam que Deus, em sua providência, se manifeste tanto a eles como a favor deles. Quando Deus opera algum livramento extraordinário pelo seu povo, é dito que Ele resplandece, e se mostra forte.

Assim, aqui, eles oraram para que Ele fendesse os céus e descesse, como quando livrou Davi. E é dito que o precioso Senhor abaixou os céus e desceu (SaImos 18.9) para manifestar o seu poder, justiça, e bondade de um modo extraordinário, para que todos pudessem notá-los e reconhecê-los.

Por essa razão, o povo de Deus deseja e ora pedindo que eles mesmos tenham a satisfação de vê-lo – embora Ele tenha o seu caminho no mar – e que outros também possam ser levados a vê-lo quando o seu caminho estiver nas nuvens.

Notório

Isto é aplicável à segunda vinda de Cristo, quando o próprio Senhor descerá do céu com um forte alarido. Vem, Senhor Jesus, vem sem demora. Eles desejavam que Ele derrotasse toda a oposição, e que isso pudesse ser feito para lhes dar passagem em sua gloriosa presença.

Eles queriam que os montes se derretessem diante da face do Senhor, que o fogo da sua ira pudesse queimar tão violentamente contra os seus inimigos.

De forma que até mesmo os montes mais rochosos se derretessem diante dele como o metal na fornalha, que se torna líquido e é lançado dentro da forma que o operador quiser; é assim que esse fogo derretedor é capaz de queimar (Isaías 64.2).

Que as coisas sejam colocadas “em fermentação”, a fim de que haja uma gloriosa revolução a favor da igreja, assim como o fogo faz ferver as águas.

Alguns pensam que aqui haja uma alusão aos vulcões ou montanhas flamejantes, os quais às vezes lançam correntes sulfurosas quando fazem os rios e os mares adjacentes ferverem.

Talvez eles tenham sido deixados como indicações (que devem ser cuidadosamente consideradas) do poder da ira e da repreensão de Deus – exemplos do grande incêndio final.

Nome Glorioso

Eles desejam que isso possa levar, em grande medida, à glória e à honra de Deus, tornando o seu glorioso nome conhecido, não só dos seus amigos (eles o conheciam antes, e confiavam em seu poder), mas igualmente aos seus adversários.

Assim, todos poderiam conhecê-lo e tremer em sua presença, dizendo com os homens de Bete-Semes: Quem é capaz de resistir diante deste santo Senhor e Deus? Quem conhece o poder da sua ira?

Observe que, mais cedo ou mais tarde, Deus fará notório o seu nome aos seus adversários, forçando-os a tremer em sua gloriosa presença. Sim, estes que não viriam nem adorariam em sua excelsa presença.

Se o nome de Deus não for uma fortaleza para nós, à qual possamos correr e ficar seguros, será uma fortaleza contra nós, fora do nosso alcance, e assim não poderemos correr para ela em busca da segurança de que precisamos.

Chegará o dia em que as nações tremerão na presença de Deus, mesmo que sejam numerosas e fortes. (Henry, Matthew, Comentário de Atos a Apocalipse)

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Oswaldo Barbosa Cruz disse:

    Querido irmão Diego.Posso lhe afirmar que este foi o primeiro grande presente que eu e minha familia ganhamos ja no ano de 2018 Agradeço ao maravilhoso e Altissimo Sr Jesus Cristo por ter colocado no cantinho direito da tela do meu computador uma pequena mensagem de Izaias 64 ,Estudo “O QUE DEUS TRABALHA” Comecei a ver conteudo dos estudos e me deparei com uma OBRA PRIMA chamada “LIBERAR O PERDÃO. Chamei minha esposa,meu filho e uma visinha e fizemos o nosso primeiro Culto do ano MUITO OBRIGADO, JA SOMOS SEUS ALUNOS INCONDICIONAL ! Aleluia.Aleluia, Aleluia JESUS AMADO, MUITO OBRIGADO.(Moramos em Porto Real- Rio de Janeiro.Somos membros da Igreja evangelica “TERRA SANTA” da Assembleia de Deus. MIL ABRAÇOS NA PAZ DO SENHOR.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.