Em Isaías 65, o Senhor Deus revela que não será invocado apenas pelos israelitas. Os povos de todas as nações lhe invocarão e serão ouvidos por Ele.

O Senhor mostra a Isaías que tratará o justo como servo, e o abençoará. O contrário acontecerá com o perverso, ele não desfrutará das bênçãos especiais de Deus, mas terá uma vida de muitas dores.

Ele encerra falando novamente sobre a realidade da manifestação da Jerusalém celestial. Ele diz que são: “novos céus e nova terra”. Ali haverá plenitude de satisfação, paz, vida e alegria.

Esboço de Isaías 65:

Isaías 65.1 – 7: Achado por quem não procurava

Isaías 65.8 – 12: Dois tratamentos

Isaías 65.13 – 16: O Deus da verdade

Isaías 65.17 – 25: Novos céus e nova terra

 

Acessibilidade Espiritual

“Fiz-me acessível aos que não perguntavam por mim; fui achado pelos que não me procuravam. A uma nação que não clamava pelo meu nome eu disse: Eis-me aqui, eis-me aqui”. (Isaías 65:1)

É predito aqui que os gentios, que haviam estado distantes, seriam trazidos para perto. Paulo interpreta esse versículo da seguinte forma: “Fui achado pelos que me não buscavam, fui manifestado aos que por mim não perguntavam”.

Observe a maravilhosa e abençoada mudança que lhes ocorreu e como ficaram surpresos com ela. Aqueles que por muito tempo tinham estado sem Deus no mundo, seriam agora estimulados a buscá-lo.

Aqueles que não haviam dito: “Onde está Deus, que me fez?”, começariam agora a perguntar por Ele. Nem eles, nem seus pais, foram chamados pelo seu nome, mas viviam sem oração ou oravam às pedras e aos pedaços de madeira, obra de mãos de homens.

Mas agora eles serão batizados e chamados pelo nome do Senhor (Atos 2.21). Com que prazer o grande Deus fala aqui de ser buscado, e como Ele se gloria nisso, especialmente por aqueles que no passado não haviam perguntado por Ele! Porque há alegria no céu pelos pecadores que se arrependem.

A Bênção de Deus

Deus antecipará as suas orações com as suas bênçãos: “…fui achado por aqueles que me não buscavam”. Este feliz conhecimento e reciprocidade entre Deus e os gentios começaria por iniciativa de Deus.

Eles passaram a conhecer a Deus porque eram conhecidos dele (Gálatas 4.9), passaram a buscar a Deus e a achá-lo, porque foram buscados e achados por Ele primeiro.

Embora em uma comunhão posterior Deus seja achado por aqueles que o buscam (Provérbios 8.17), na primeira conversão Ele é achado por aqueles que não o buscam; por isso “nós o amamos porque ele nos amou primeiro”.

O desígnio da generosidade da providência comum em relação a eles é que eles “buscassem ao Senhor, se, porventura, tateando, o pudessem achar” (Atos 17.27). Mas eles não o buscaram; Ele era um Deus desconhecido para eles, ainda assim foi achado por eles.

Olhe Para Mim

Deus ofereceu as vantagens de uma revelação divina para aqueles que jamais haviam feito uma confissão de fé: “… eu disse: Eis-me aqui” (dei-lhes uma visão de mim mesmo, e os convidei a usufruírem a consolação e o benefício dessa bênção).

“… o um povo que se não chamava do meu nome”, como os judeus tinham feito por muitos anos. Quando os apóstolos viajavam de um lugar para outro, pregando o Evangelho, esta era a essência do que eles pregavam:

“Olhai para Deus, olhai para Ele, convertei-vos a Ele, fixai nele os olhos das vossas mentes, conhecei-o, admirai-o, adorai-o; tirai os olhos dos ídolos que fizestes, e olhai para o Deus vivo que vos fez”.

Através deles Cristo disse: Olhai para mim, olhai para mim com um olhar de fé; olhai para mim e sereis salvos. E isto foi dito para aqueles que há muito tempo foram Lo-Ami, e Lo-Ruama (Oséias 1.8,9): “Não éreis povo… não tínheis alcançado misericórdia” (Romanos 9.25,26; 1 Pedro 2.10). (Henry, Matthew, Comentário dos Livros Proféticos)

Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » QUERO SER UM INSCRITO!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here