Jeremias - Bíblia de Estudo Online

Em Jeremias 1, vemos o chamado do profeta Jeremias. Escolhido no ventre de sua mãe, o profeta deveria ser a voz de Deus no meio de uma geração que não queria dar ouvidos a Deus.

Ainda criança ao ouvir o chamado, o profeta se sente incapaz de realizá-lo, como a maioria de nós. Contudo, o Senhor Deus que chama é o mesmo que capacita e promete que estará com o seu servo.

Assim é conosco, normalmente o Senhor nos chama para realizar tarefas muito maiores do que nós. É nisto que Sua glória é revelada. Se o poder de Deus está conosco, somos capazes de realizar qualquer feito, não importa qual o seu tamanho.

Jeremias deveria anunciar ao povo que uma grande ameaça estava vindo do norte contra Judá e Jerusalém. Porém, o seu grande desafio era convencer o povo disso.

Esboço de Jeremias 1:

1.1 – 10: O Chamado de Jeremias

1.11 – 16: A ameaça dos caldeus

1.17 – 19: Cidade fortificada

 

A designação precoce de Jeremias para o trabalho e ofício de um profeta, que Deus lhe anuncia como uma razão para a sua utilização, tão cedo, nessa atividade (v.v 4,5). A palavra do Senhor veio a ele com uma garantia satisfatória de que era a Palavra do Senhor e não uma ilusão.

O Chamado de Jeremias

Em Jeremias 1, o Senhor o ordenou como um profeta para as nações, ou contra as nações, a nação dos judeus em primeiro lugar, que era agora contada entre as nações, por terem aprendido as suas obras e se misturado com seus povos em suas idolatrias, porque do contrário não teria sido contada com elas (Nm 23.9).

No entanto, ele foi dado por profeta, não só para os judeus, mas para as nações vizinhas, às quais ele deveria enviar jugos (cap. 27.2,3) e às quais deveria fazer beber do cálice do furor do Senhor (cap. 25.17).

Também em seus escritos, ele ainda é um profeta para as nações (para a nossa nação entre as demais), para lhes dizer quais são os juízos nacionais que podem ser esperados devido aos pecados nacionais. Seria bom para as nações se elas aceitassem Jeremias como seu profeta, e prestassem atenção aos escritos que ele lhes deixou.

Antes de Nascer

Antes de Jeremias nascer, o Senhor Deus, em seu conselho eterno, o havia designado para ser profeta. Que Jeremias soubesse que Aquele que lhe deu a sua incumbência é o mesmo que lhe deu a sua existência, que o formou no ventre e que o tirou da madre, e que, portanto, era o seu dono por direito e poderia empregá-lo e fazer dele o uso que bem quisesse.

Esta incumbência lhe havia sido dada visando o cumprimento do propósito que Deus havia estabelecido em seu próprio coração a respeito de Jeremias, antes de o profeta nascer: “Eu te conheci. E… te santifiquei”, isto é, “Eu determinei que fosses um profeta e te separei para o oficio”.

Assim também o apóstolo Paulo fala de si mesmo, dizendo que Deus o havia separado desde o ventre de sua mãe para ser cristão e apóstolo (G1 1.15). 

O grande Criador sabe que uso fazer de cada homem antes de formá-lo. Ele fez a todos para si mesmo, e do mesmo pedaço de barro Ele cria “um vaso para honra e outro para desonra”, como bem quer (Rm 9.21).

Deus chamará cada homem para aquilo a que Ele os criou. Porque os seus propósitos e desígnios não podem ser frustrados. Todas as obras de Deus são conhecidas por Ele com antecedência, e o seu conhecimento é infalível e o seu propósito imutável. 

Conhecido de Deus

Há um propósito e providência de Deus específicos relacionados aos seus profetas e ministros. Eles são, por um conselho especial, criados para o seu trabalho, e são preparados para aquilo a que foram criados: “Eu te conheci. E… te santifiquei”.

Deus, quando forma o espírito do homem dentro dele, destina-o para aquilo a que o formou, e o molda para isso. A sua modesta recusa em aceitar essa posição de honra (v. 6).

Embora Deus o tivesse predestinado para isso, foi uma novidade para Jeremias, e uma grande surpresa, ouvir que ele deveria ser um profeta para as nações. Não sabemos qual o propósito que Deus tem para nós, mas Ele sabe.

Alguém poderia pensar que Jeremias tomaria o chamado com avidez como um cargo honorável, pois era exatamente isso. Mas ele se opõe ao chamado, como um trabalho para o qual ele não está qualificado: “Ah! Senhor Jeová! Eis que não sei falar” a grandes homens e a multidões, como devem fazer os profetas.

Não sei falar elegante nem fluentemente, não sei expressar bem as coisas, como uma mensagem de Deus merece e precisa ser expressa. Não sei falar com autoridade, nem posso esperar que me deem ouvidos, porque sou uma criança e a minha voz será desprezada.

Humildade é Importante

Observe que cabe a nós, quando temos qualquer obra a fazer para Deus, sentirmos temor, para que a obra não seja mal administrada, e para que não seja prejudicada pela nossa fraqueza e despreparo.

Cabe a nós, igualmente, termos pensamentos modestos em relação a nós mesmos, e não termos um excesso de confiança em nossa própria suficiência. Aqueles que são jovens devem considerar que são jovens, devem temer, como Eliú, e não se arriscar além daquilo que está ao seu alcance.

10 COMENTÁRIOS

  1. A paz!!! Como é bom ter um estudo assim. Sou deficiente auditiva, e sofri um câncer de mama há uns 4 anos atrás, e pela honra e glória do Senhor Jesus, estou curada. E tenho muita vontade de aprender e poder explicar a palavra. Se puder me manda estudo por meu e-mail.

    Deus abençoe muito.
    Márcia Cristina

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here