Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

Jó 35 Estudo: Eliú Acusa Jó de Ignorância

Em Jó 35, como Jó ainda estava em silêncio, Eliú prossegue, e aqui, pela terceira vez, se dedica a mostrar a Jó que ele tinha falado de maneira inapropriada, e deveria retirar o que havia dito.

Aqui, ele acusa Jó de três afirmações inapropriadas, e responde a elas distintamente. Ele tinha descrito a religião como algo indiferente e não benéfico, que Deus impôs por sua própria causa, e não pela nossa.

Eliú evidencia o oposto (v.v. 1-8). Ele tinha se queixado de que Deus era surdo aos clamores dos oprimidos, e aqui Eliú justifica Deus em relação a esta acusação (v.v. 9-13).

Ele tinha perdido a esperança do retorno da benevolência de Deus a ele, porque ela já tardava há muito tempo, mas Eliú lhe mostra a verdadeira causa da demora (v.v. 14-16). (Henry, Matthew, Comentário dos Livros Poéticos)

Esboço de Jó 35:

Jó 35.1 – 8: Qual a vantagem?

Jó 35.9 – 13: Não há quem pergunte

Jó 35.14 – 16: Eliú acusa Jó de ignorância

 

Jó 35.1 – 8: Qual a vantagem?

1 Eliú prosseguiu:

2 Você acha que isso é justo? Pois você diz: “Serei absolvido por Deus”.

3 Contudo, você lhe pergunta: “Que vantagem tenho eu, e o que ganho, se não pecar?”

4 Desejo responder-lhe, a você e aos seus amigos que estão com você.

5 Olhe para os céus e veja; mire as nuvens, tão elevadas.

6 Se você pecar, em que isso o afetará? Se os seus pecados forem muitos, que é que isso lhe fará?

7 Se você for justo, o que lhe dará? Ou o que ele receberá de sua mão?

8 A sua impiedade só afeta aos homens, seus semelhantes, e a sua justiça, aos filhos dos homens.

Jó 35.9 – 13: Não há quem pergunte

9 Os homens se lamentam sob fardos de opressão; imploram que os libertem do braço dos poderosos.

10 Mas não há quem pergunte: “Onde está Deus, o meu Criador, que de noite faz surgirem cânticos,

11 que nos ensina mais que aos animais da terra e nos faz mais sábios que as aves dos céus?”

12 Quando clamam, ele não responde, por causa da arrogância dos ímpios.

13 Aliás, Deus não escuta a vã súplica que fazem; o Todo-poderoso não lhes dá atenção.

Jó 35.14 – 16: Eliú acusa Jó de ignorância

14 Pois muito menos escutará quando você disser que não o vê, que a sua causa está diante dele e que você tem que esperar por ele.

15 Mais que isso, que a sua ira jamais castiga e que ele não dá a mínima atenção à iniquidade.

16 Assim é que Jó abre a sua boca para dizer palavras vãs; em sua ignorância ele multiplica palavras.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});

O jesuseabiblia.com tem uma nova Política de Privacidade e Cookies Saiba mais.