Jó - Bíblia de Estudo Online

Em Jó 40 vemos que após algumas perguntas e declarações o Senhor Deus dá ao seu servo a oportunidade de falar. Ou seja, aquilo que Jó mais passou a desejar desde que a aflição veio sobre a sua vida, finalmente chegou.

Ele podia perguntar a Deus e conversar com Ele sobre o porquê de tudo aquilo, mas não conseguiu.

Quando chegou sua hora de falar diante de Deus, Jó declarou sobre si mesmo, que era um homem vil. Envergonhado, ele diz que colocaria à mão sobre a boca, pois não tinha palavras para argumentar com o Senhor.

Que lindo!

Os amigos de Jó tentaram de todas as formas, fazer com que ele reconhecesse que era um pecador, mas bastou a presença de Deus para convencê-lo de iniquidade.

Diante de Deus, Jó percebeu o quanto era pequeno e o quanto Ele era realmente grande. Algo semelhante aconteceu com o profeta Isaías, quando ele viu a glória do Senhor (Isaías 6).

A glória do Senhor nos convence de quem realmente somos, tira as máscaras, a aparência e tudo o que nos ilude.

Esboço de Jó 40:

40.1 – 5: Jó reconhece sua indignidade

40.6 – 14: A firme justiça de Deus

40.15 – 24: Descrição do Beemote 

 

Jó 40.1 – 5: Jó reconhece sua indignidade

1 Disse ainda o Senhor a Jó:

2 “Aquele que contende com o Todo-poderoso poderá repreendê-lo? Que responda a Deus aquele que o acusa!”

3 Então Jó respondeu ao Senhor:

4 Sou indigno; como posso responder-te? Ponho a mão sobre a minha boca.

5 Falei uma vez, mas não tenho resposta; sim, duas vezes, mas não direi mais nada.

Jó 40.6 – 14: A firme justiça de Deus

6 Depois, o Senhor falou a Jó do meio da tempestade:

7 Prepare-se como simples homem que é; eu lhe farei perguntas, e você me responderá.

8 Você vai pôr em dúvida a minha justiça? Vai condenar-me para justificar-se?

9 Seu braço é como o de Deus, e sua voz pode trovejar como a dele?

10 Adorne-se, então, de esplendor e glória, e vista-se de majestade e honra.

11 Derrame a fúria da sua ira, olhe para todo orgulhoso e lance-o por terra,

12 olhe para todo orgulhoso e humilhe-o, esmague os ímpios onde estiverem.

13 Enterre-os todos juntos no pó; encubra os rostos deles no túmulo.

14 Então admitirei que a sua mão direita pode salvá-lo.

Jó 40.15 – 24: Descrição do Beemote

15 Veja o Beemote que criei quando criei você e que come capim como o boi.

16 Que força ele tem em seus lombos! Que poder nos músculos do seu ventre!

17 Sua cauda balança como o cedro; os nervos de suas coxas são firmemente entrelaçados.

18 Seus ossos são canos de bronze, seus membros são varas de ferro.

19 Ele ocupa o primeiro lugar entre as obras de Deus. No entanto, o seu Criador pode chegar a ele com sua espada.

20 Os montes lhe oferecem tudo o que produzem, e todos os animais selvagens brincam por perto.

21 Sob os lotos se deita, oculto entre os juncos do brejo.

22 Os lotos o escondem à sua sombra; os salgueiros junto ao regato o cercam.

23 Quando o rio se enfurece, ele não se abala; mesmo que o Jordão encrespe as ondas contra a sua boca, ele se mantém calmo.

24 Poderá alguém capturá-lo pelos olhos, ou prendê-lo em armadilha e enganchá-lo pelo nariz?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here