Em Jó 42, vemos o cumprimento das palavras de Salomão: “Melhor é o fim das coisas do que o princípio delas,” Eclesiastes 7.8. Foi assim aqui na história de Jó; no anoitecer houve luz.

Encontramos três coisas neste livro que, eu confesso, me perturbaram muito; mas achamos todas as três injustiças corrigidas, totalmente corrigidas, neste capítulo, todas as coisas colocadas nos seus devidos lugares.

Foi uma grande aflição para nós vermos que um homem tão santo quanto Jó ficou tão impaciente, irritado e desassossegado consigo mesmo, e especialmente ouvi-lo discutir com Deus e se dirigir a Ele com palavras impróprias.

Mas, embora ele caia assim, ele não é totalmente rejeitado, pois aqui recupera a sua calma, se recompõe e corrige o seu pensamento novamente através do arrependimento, sente muito por ter dito coisas erradas, retira o que disse, e se humilha perante Deus (v.v. 1-6).

Foi igualmente uma grande aflição para nós vermos Jó e seus amigos com tantas divergências, não só divergindo em suas opiniões, mas dizendo uns aos outros, muitas palavras duras, e passando censuras severas uns para os outros, embora eles fossem todos muito sábios e muito bons.

Mas aqui vemos estas injustiças corrigidas igualmente, as diferenças entre eles felizmente ajustadas, a discussão resolvida, todas as reflexões irritantes que haviam feito uns dos outros perdoadas e esquecidas, e todos se juntando em sacrifícios e orações, mutuamente aceitos por Deus (v.v. 7-9).

Foi uma aflição para nós vermos que um homem de piedade e utilidade tão eminentes quanto Jó foi tão injustamente afligido, sofreu tanto, ficou tão doente, tão pobre, foi tão acusado, tão desprezado, e feito o próprio centro de todas as calamidades da vida humana.

Mas aqui nós temos esta injustiça corrigida também; Jó é curado de todas as suas enfermidades, mais honrado e amado do que nunca, enriquecido com o dobro de bens que tinha antes, cercado de todos os confortos da vida, e como um grande exemplo de abundância como tinha tido de aflição e paciência (v.v. 10-17).

Tudo isto está escrito para o nosso aprendizado, para que nós, quando estivermos sob estes e outros motivos semelhantes de desânimo que viermos a enfrentar, pela paciência e consolação desta escritura possamos ter esperança. (Henry, Matthew, Comentário dos Livros Poéticos)

Esboço de Jó 42:

Jó 42.1 – 6: Humilhação e arrependimento de Jó

Jó 42.7 – 9: Deus justifica Jó

Jó 42.10 – 15: Restituição dobrada na vida de Jó

Jó 42.16,17: A morte de Jó 

 

Jó 42.1 – 6: Humilhação e arrependimento de Jó

1 Então Jó respondeu ao Senhor:

2 Sei que podes fazer todas as coisas; nenhum dos teus planos pode ser frustrado.

3 Tu perguntaste: “Quem é esse que obscurece o meu conselho sem conhecimento?” Certo é que falei de coisas que eu não entendia, coisas tão maravilhosas que eu não poderia saber.

4 Tu disseste: “Agora escute, e eu falarei; vou fazer-lhe perguntas, e você me responderá”.

5 Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram.

6 Por isso menosprezo a mim mesmo e me arrependo no pó e na cinza.

Jó 42.7 – 9: Deus justifica Jó

7 Depois que o Senhor disse essas pala­vras a Jó, disse também a Elifaz, de Temã: Estou indignado com você e com os seus dois amigos, pois vocês não falaram o que é certo a meu respeito, como fez meu servo Jó.

8 Vão agora até meu servo Jó, levem sete novilhos e sete carneiros, e com eles apresentem holocaustos em favor de vocês mesmos. Meu servo Jó orará por vocês; eu aceitarei a oração dele e não lhes farei o que vocês merecem pela loucura que cometeram. Vocês não falaram o que é certo a meu respeito, como fez meu servo Jó.

9 Então Elifaz, de Temã, Bildade, de Suá, e Zofar, de Naamate, fizeram o que o Senhor lhes ordenara; e o Senhor aceitou a oração de Jó.

Jó 42.10 – 15: Restituição dobrada na vida de Jó

10 Depois que Jó orou por seus amigos, o Senhor o tornou novamente próspero e lhe deu em dobro tudo o que tinha antes.

11 Todos os seus irmãos e irmãs, e todos os que o haviam conhecido anteriormente vieram comer com ele em sua casa. Eles o consolaram e o confortaram por todas as tribulações que o Senhor tinha trazido sobre ele, e cada um lhe deu uma peça de prata e um anel de ouro.

12 O Senhor abençoou o final da vida de Jó mais do que o início. Ele teve catorze mil ovelhas, seis mil camelos, mil juntas de boi e mil jumentos.

13 Também teve ainda sete filhos e três filhas.

14 À primeira filha deu o nome de Jemima, à segunda o de Quézia e à terceira o de Quéren-Hapuque.

15 Em parte alguma daquela terra havia mulheres tão bonitas como as filhas de Jó, e seu pai lhes deu herança junto com os seus irmãos.

Jó 42.16,17: A morte de Jó

16 Depois disso Jó viveu cento e quarenta anos; viu seus filhos e os descendentes deles até a quarta geração.

17 E então morreu, em idade muito avançada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here