Jó 5 Estudo: Não Sofremos à Toa

Elifaz negou qualquer possibilidade de anjos (santos) intervirem em nome de Jó porque os anjos não são confiáveis ​​(4:18). Elifaz interpretou o lamento de Jó (capítulo 3) como o ressentimento de um tolo e a inveja de um simplório que mataria e não curaria (Jó 5:1–7).

Elifaz falava impiedosamente de Jó como um tolo que começara a prosperar (criando raízes), mas foi de repente amaldiçoado (cf. 4:9-19) por Deus e, portanto, perdeu seus filhos e sua riqueza – um lembrete sombrio e cruel das calamidades de Jó.

De acordo com Elifaz, o homem nasce para o problema (‘āmāl; provavelmente uma alusão às palavras de Jó em 3:10) tão certamente quanto faíscas de fogo aberto voam para cima. “faíscas” é literalmente “filhos de Réspé”, talvez uma alusão poética ao deus ugarítico do raio, da pestilência e das chamas.

À luz de sua visão de causa e efeito do pecado, Elifaz aconselhou Jó a apelar a Deus porque Ele é majestoso, poderoso (v. 9) e benevolente, enviando chuva para as colheitas (v. 10); Ele encoraja e ajuda o abatido e entristecido (v. 11), frustra o astucioso (vv. 12-14) e entrega os necessitados e os pobres (Jó 5:15-16). Salvar o necessitado da espada em sua boca significa livrá-lo da calúnia (cf. verso 21).

Embora esse conselho não fosse errado por si mesmo, Elifaz presumiu erroneamente que Jó havia pecado deliberadamente. (1)

Esboço de Jó 5:

5.1 – 5: As consequências do ressentimento

5.6 – 16: Não sofremos à toa

5.17 – 27: Não despreze a disciplina

 

Jó 5.1 – 5: As consequências do ressentimento

1 Clame, se quiser, mas quem o ouvirá? Para qual dos seres celestes você se voltará?

2 O ressentimento mata o insensato, e a inveja destrói o tolo.

3 Eu mesmo já vi um insensato lançar raízes, mas de repente a sua casa foi amaldiçoada.

4 Seus filhos longe estão de desfrutar segurança, maltratados nos tribunais, não há quem os defenda.

5 Os famintos devoram a sua colheita, tirando-a até do meio dos espinhos, e os sedentos sugam a sua riqueza.

Jó 5.6 – 16: Não sofremos à toa

6 Pois o sofrimento não brota do pó, e as dificuldades não nascem do chão.

7 No entanto, o homem nasce para as dificuldades tão certamente como as fagulhas voam para cima.

8 Mas, se fosse comigo, eu apelaria para Deus; apresentaria a ele a minha causa.

9 Ele realiza maravilhas insondáveis, milagres que não se pode contar.

10 Derrama chuva sobre a terra, e envia água sobre os campos.

11 Os humildes, ele os exalta, e traz os que pranteiam a um lugar de segurança.

12 Ele frustra os planos dos astutos, para que fracassem as mãos deles.

13 Apanha os sábios na astúcia deles, e as maquinações dos astutos são malogradas por sua precipitação.

14 As trevas vêm sobre eles em pleno dia; ao meio-dia eles tateiam como se fosse noite.

15 Ele salva o oprimido da espada que trazem na boca; salva-o das garras dos poderosos.

16 Por isso os pobres têm esperança, e a injustiça cala a própria boca.

Jó 5.17 – 27: Não despreze a disciplina

17 Como é feliz o homem a quem Deus corrige; portanto, não despreze a disciplina do Todo-poderoso.

18 Pois ele fere, mas trata do ferido; ele machuca, mas suas mãos também curam.

19 De seis desgraças ele o livrará; em sete delas você nada sofrerá.

20 Na fome ele o livrará da morte, e na guerra o livrará do golpe da espada.

21 Você será protegido do açoite da língua, e não precisará ter medo quando a destruição chegar.

22 Você rirá da destruição e da fome, e não precisará temer as feras da terra.

23 Pois fará aliança com as pedras do campo, e os animais selvagens estarão em paz com você.

24 Você saberá que a sua tenda é segura; contará os bens da sua morada e de nada achará falta.

25 Você saberá que os seus filhos serão muitos, e que os seus descendentes serão como a relva da terra.

26 Você irá para a sepultura em pleno vigor, como um feixe recolhido no devido tempo.

27 “Verificamos isso e vimos que é verdade. Portanto, ouça e aplique isso à sua vida”.

 

Referências:

Zuck, R. B. (1985). Job. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 726). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here