Evangelho Segundo João - Bíblia de Estudo Online

O capítulo de João 13, é marcante. Isto porque a partir de João 13.1, até o capítulo 17.26, temos a descrição da última noite e das últimas instruções de Jesus aos seus discípulos antes de se entregar para o sacrifício voluntário na cruz em nosso lugar.

Ainda como as imagens nítidas em sua mente 60 anos após o acontecimento de tudo, João descreve com riqueza alguns detalhes que Mateus, Marcos e Lucas não relataram.

A atitude de Jesus em lavar os pés de seus discípulos, por exemplo, é algo que todo cristão deve ter nítido em sua mente. Sendo Senhor e Deus, Ele se curva diante de seus discípulos como servo deles e lava seus pés marcados pelo tempo, pela poeira e pelo esforço.

Em breve, aqueles pés o representariam todo o mundo, e o Mestre faz questão de dizer o quanto nos ama através dessa atitude.

Foi aqui que Ele instituiu a Santa Ceia e deu instruções sobre como o memorial deveria ser celebrado e os instruiu ao amor fraternal, uns com os outros.

Esboço de João 13:

13.1 – 9: A prática da humildade

13.10 – 11: O ensino sobre a santificação

13.12 – 20: O desafio da humildade

13.21 – 27: A indicação do traidor

13.28 – 30: A falta de entendimento dos discípulos

13.31 – 35: O ensino sobre o novo mandamento

13.36 – 38: A negação de Pedro pré-anunciada

João 13.1 – 9: A prática da humildade

1 Um pouco antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que havia chegado o tempo em que deixaria este mundo e iria para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.

2 Estava sendo servido o jantar, e o Diabo já havia induzido Judas Iscariotes, filho de Simão, a trair Jesus.

3 Jesus sabia que o Pai havia colocado todas as coisas debaixo do seu poder, e que viera de Deus e estava voltando para Deus;

4 assim, levantou-se da mesa, tirou sua capa e colocou uma toalha em volta da cintura.

5 Depois disso, derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos seus discípulos, enxugando-os com a toalha que estava em sua cintura.

6 Chegou-se a Simão Pedro, que lhe disse: “Senhor, vais lavar os meus pés?”

7 Respondeu Jesus: “Você não compreende agora o que estou lhe fazendo; mais tarde, porém, entenderá”.

8 Disse Pedro: “Não; nunca lavarás os meus pés!”. Jesus respondeu: “Se eu não os lavar, você não terá parte comigo”.

9 Respondeu Simão Pedro: “Então, Senhor, não apenas os meus pés, mas também as minhas mãos e a minha cabeça!”

João 13.10 – 11: O ensino sobre a santificação

10 Respondeu Jesus: “Quem já se banhou precisa apenas lavar os pés; todo o seu corpo está limpo. Vocês estão limpos, mas nem todos”.

11 Pois ele sabia quem iria traí-lo, e por isso disse que nem todos estavam limpos.

João 13.12 – 20: O desafio da humildade

12 Quando terminou de lavar-lhes os pés, Jesus tornou a vestir sua capa e voltou ao seu lugar. Então lhes perguntou: Vocês entendem o que lhes fiz?

13 Vocês me chamam “Mestre” e “Senhor”, e com razão, pois eu o sou.

14 Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros.

15 Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz.

16 Digo-lhes verdadeiramente que nenhum escravo é maior do que o seu senhor, como também nenhum mensageiro é maior do que aquele que o enviou.

17 Agora que vocês sabem estas coisas, felizes serão se as praticarem.

18 Não estou me referindo a todos vocês; conheço os que escolhi. Mas isto acontece para que se cumpra a Escritura: “Aquele que partilhava do meu pão voltou-se contra mim”.

19 Estou lhes dizendo antes que aconteça, a fim de que, quando acontecer, vocês creiam que Eu Sou.

20 Eu lhes garanto: Quem receber aquele que eu enviar, estará me recebendo; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou.

João 13.21 – 27: A indicação do traidor

21 Depois de dizer isso, Jesus perturbou-se em espírito e declarou: “Digo-lhes que certamente um de vocês me trairá”.

22 Seus discípulos olharam uns para os outros, sem saber a quem ele se referia.

23 Um deles, o discípulo a quem Jesus amava, estava reclinado ao lado dele.

24 Simão Pedro fez sinais para esse discípulo, como a dizer: “Pergunte-lhe a quem ele está se referindo”.

25 Inclinando-se esse discípulo para Jesus, perguntou-lhe: “Senhor, quem é?”

26 Respondeu Jesus: “Aquele a quem eu der este pedaço de pão molhado no prato”. Então, molhando o pedaço de pão, deu-o a Judas Iscariotes, filho de Simão.

27 Tão logo Judas comeu o pão, Satanás entrou nele. “O que você está para fazer, faça depressa”, disse-lhe Jesus.

João 13.28 – 30: A falta de entendimento dos discípulos

28 Mas ninguém à mesa entendeu por que Jesus lhe disse isso.

29 Visto que Judas era o encarregado do dinheiro, alguns pensaram que Jesus estava lhe dizendo que comprasse o necessário para a festa, ou que desse algo aos pobres.

30 Assim que comeu o pão, Judas saiu. E era noite.

João 13.31 – 35: O ensino sobre o novo mandamento

31 Depois que Judas saiu, Jesus disse: Agora o Filho do homem é glorificado, e Deus é glorificado nele.

32 Se Deus é glorificado nele, Deus também glorificará o Filho nele mesmo, e o glorificará em breve.

33 Meus filhinhos, vou estar com vocês apenas mais um pouco. Vocês procurarão por mim e, como eu disse aos judeus, agora lhes digo: Para onde eu vou, vocês não podem ir.

34 Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros.

35 Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros.

João 13.36 – 38: A negação de Pedro pré-anunciada

36 Simão Pedro lhe perguntou: “Senhor, para onde vais?” Jesus respondeu: “Para onde vou, vocês não podem seguir-me agora, mas me seguirão mais tarde”.

37 Pedro perguntou: “Senhor, por que não posso seguir-te agora? Darei a minha vida por ti!”

38 Então Jesus respondeu: Você dará a vida por mim? Asseguro-lhe que, antes que o galo cante, você me negará três vezes!

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here