Josué - Bíblia de Estudo Online

Chegou o tempo de sorteio e a tribo de Judá, recebendo a primeira porção, reuniu-se em Gilgal (Josué 14:6–9). Antes que os lotes fossem lançados, Calebe, um “grande ancião de Israel”, adiantou-se para lembrar Josué de uma promessa que o Senhor fizera a ele 45 anos antes: “Eu darei a ele e a seus descendentes a terra em que ele pisou. porque ele seguiu o SENHOR de todo coração”(Dt 1:36).

A vida de Calebe estava desaparecendo e ele deve fazer uma escolha. O que ele ainda queria?

Em um discurso notável para Josué, ele reviu os pontos altos de sua vida e fez seu pedido. Sua breve autobiografia destacou os eventos em Cades-Barnéia, durante as peregrinações no deserto e a conquista.

Calebe é introduzido nesta passagem como o filho de Jefoné, o quenezita. De acordo com Gênesis 15:19 os quenezitas eram uma tribo de Canaã nos dias de Abraão. A família de Calebe estava originalmente fora do pacto e da comunidade de Israel, assim como Heber, o queneu (Juízes 4:17), Rute, a moabita (Rute 1: 1-5), Urias o hitita (2Sm 11: 3, 6, 24) e outros.

É evidente que os quenezitas, pelo menos em parte, se juntaram à tribo de Judá antes do Êxodo. Portanto, a fé deles não era hereditária, mas era fruto da convicção. E Calebe demonstrou essa fé ao longo de sua longa vida.

Estando de pé diante do general Josué, seu velho amigo e companheiro espião (Números 14: 6), Calebe (Josué 14:10), de 85 anos, contou a história daquele dia que nunca se esquecerá, 45 anos antes (v. 10), quando os dois ficaram sozinhos contra os outros 10 espiões e a turba covarde.

Pois Moisés enviou 12 espias para Canaã (Nm 13:2); 2 deles eram Calebe e Josué (Nm 13: 6,8). Quando os espiões retornaram, 10 deles elogiaram a terra em si, mas com medo concluíram que Israel não poderia conquistá-la (Nm 13:27-29, 31-33).

Calebe, no entanto, ousou discordar (Nm 13:30), e quando os medos do povo ameaçaram trazer a rebelião nacional, Josué juntou-se ao seu colega pedindo às pessoas que confiassem em Deus para a vitória (Números 14: 6-9).

Para a liderança de Calebe contra os espias e as pessoas incrédulas, Deus o escolheu como bênção e prometeu-lhe uma recompensa especial (Números 14:24; Dt 1:36).

Um exemplo de fé

O testemunho de Calebe (Josué 14: 6-12) foi simples. Ele havia falado naquele dia memorável de acordo com suas convicções. Ele não minimizou os problemas – os gigantes e as cidades fortificadas – mas ele ampliou a Deus.

Para ele, Deus era maior que o maior problema. Calebe tinha fé no poder de Deus. Não foi isso que os outros espiões fizeram. Eles ampliaram os problemas e, assim, minimizaram Deus. Mas Calebe não seguiria a multidão.

Ele não considerou uma vez sacrificar suas próprias convicções para fazer com que a maioria relatasse unanimidade. Em vez disso, ele seguiu o Senhor seu Deus de todo o coração (cf. verso 14). (1)

Esboço de Josué 14:

14.1 – 5: Repartição de Canaã

14.6 – 15: O pedido de Calebe 

 

Josué 14.1 – 5: Repartição de Canaã

1 Foram estas as terras que os israelitas receberam por herança em Canaã, e que o sacerdote Eleazar, Josué, filho de Num, e os chefes dos clãs das tribos dos israelitas repartiram entre eles.

2 A divisão da herança foi decidida por sorteio entre as nove tribos e meia, como o Senhor tinha ordenado por meio de Moisés,

3 pois Moisés já tinha dado herança às duas tribos e meia a leste do Jordão. Mas aos levitas não dera herança entre os demais.

4 Os filhos de José formaram as duas tribos de Manassés e Efraim. Os levitas não receberam porção alguma da terra; receberam apenas cidades onde viver, com pastagens para os seus rebanhos.

5 Os israelitas dividiram a terra conforme o Senhor tinha ordenado a Moisés.

Josué 14.6 – 15: O pedido de Calebe

6 Os homens de Judá vieram a Josué em Gilgal, e Calebe, filho do quenezeu Jefoné, lhe disse: Você sabe o que o Senhor disse a Moisés, homem de Deus, em Cades-Barnéia, sobre mim e sobre você.

7 Eu tinha quarenta anos quando Moisés, servo do Senhor, enviou-me de Cades-Barnéia para espionar a terra. Eu lhe dei um relatório digno de confiança,

8 mas os meus irmãos israelitas que foram comigo fizeram o povo desanimar-se de medo. Eu, porém, fui inteiramente fiel ao Senhor, o meu Deus.

9 Por isso naquele dia Moisés me jurou: “Certamente a terra em que você pisou será uma herança perpétua para você e para os seus descendentes, porquanto você foi inteiramente fiel ao Senhor, o meu Deus”.

10 Pois bem, o Senhor manteve-me vivo, como prometeu. E foi há quarenta e cinco anos que ele disse isso a Moisés, quando Israel caminhava pelo deserto. Por isso aqui estou hoje, com oitenta e cinco anos de idade!

11 Ainda estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; tenho agora tanto vigor para ir à guerra como tinha naquela época.

12 Dê-me, pois, a região montanhosa que naquela ocasião o Senhor me prometeu. Na época, você ficou sabendo que os enaquins lá viviam com suas cidades grandes e fortificadas; mas, se o Senhor estiver comigo, eu os expulsarei de lá, como ele prometeu.

13 Então Josué abençoou Calebe, filho de Jefoné, e lhe deu Hebrom por herança.

14 Por isso, até hoje, Hebrom pertence aos descendentes de Calebe, filho do quenezeu Jefoné, pois ele foi inteiramente fiel ao Senhor, o Deus de Israel.

15 Hebrom era chamada Quiriate-Arba, em homenagem a Arba, o maior dos enaquins. E a terra teve descanso da guerra.

 

Referências:

Campbell, D. K. (1985). Joshua. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 356–357). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here