Josué - Bíblia de Estudo Online

O propósito do livro de Josué é dar um relato oficial do cumprimento histórico da promessa do Senhor aos patriarcas de dar a Israel a terra de Canaã pela guerra santa.

Uma “guerra santa” era um conflito com conotações religiosas, e não com uma motivação política de defesa ou expansão. Isso pode ser visto tanto na abertura (1:2-6) quanto no resumo final (21:43).

Especificamente, a conquista de Canaã sob a liderança de Josué baseou-se no aliança Abraâmica. Deus, tendo lidado com todas as nações, fez de Abraão o centro de seus propósitos e determinado a alcançar o mundo perdido através da semente de Abraão.

O Senhor fez um contrato ou aliança com Abraão, prometendo incondicionalmente dar uma terra, uma posteridade e uma bênção espiritual ao patriarca e seus descendentes (Gn 12:2–3).

Logo depois Deus disse que Ele estava dando a terra para Israel para sempre (cf. Gn 13:15). Os limites da terra foram então dados a Abraão (Gn 15: 18-21). Mais tarde, Deus afirmou que os legítimos herdeiros da Terra Prometida eram Isaque e seus descendentes (Gn 17: 19-21).

O cumprimento da promessa

Assim, o Livro de Josué registra o cumprimento da promessa patriarcal quando Israel se apropriou da terra prometida a ela por seu fiel Deus, séculos antes.

Que a nação foi posteriormente despojada reflete não sobre o caráter de Deus, mas sobre a inconstância de um povo que tomou as bênçãos divinas como garantidas, caiu na adoração dos deuses de seus vizinhos e, portanto, ficou sob o castigo de que Deus os advertiu (cf. Deuteronômio 28: 15-68).

Mas Israel deve possuir a terra para sempre de acordo com a promessa, algo que aguarda o retorno do Messias e a redenção de Israel. De acordo com o profeta Isaías, o Messias será um “segundo Josué”, que “restaurará a terra e (…) realocará suas heranças desoladas” (Isaías 49: 8).

Paulo ensinou que os eventos do Êxodo e da Conquista são significativos para os cristãos, pois esses eventos possuem significado como tipos (cf. 1Co 10: 1-11). A forma grega do nome “Josué” (“Yahweh salva” ou “Yahweh é salvação”) é “Jesus”.

Quando Josué liderou Israel para a vitória sobre seus inimigos e para a posse da Terra Prometida, e como ele intercedeu pela nação depois que ele pecou e foi derrotado, o mesmo acontece com Jesus.

Ele traz o povo de Deus para um descanso prometido (Hebreus 4:8-9); intercede pelos seus continuamente (Rm 8:34; Hb 7:25); e permite que eles derrotem seus inimigos (Rm 8:37; Hebreus 2: 14-15). (1)

Capítulos de Josué:

Capítulo 1: Josué é Instruído e Encorajado

Capítulo 2: Os Dois Espias e Raabe

Capítulo 3: A Travessia do Jordão

Capítulo 4: O Senhor Exalta Josué

Capítulo 5: Cessação do Maná de Israel

Capítulo 6: A Destruição de Jericó

Capítulo 7: O Pecado de Acã e Suas Consequências

Capítulo 8: A Destruição de Ai Por Israel

Capítulo 9: A Malícia dos Gibeonitas

Capítulo 10: O Sol e a Lua “ficam parados”

Capítulo 11: As Vitórias de Josué

Capítulo 12: As Conquistas de Israel

Capítulo 13: A Repartição de Canãa

Capítulo 14: O Pedido de Calebe a Josué

Capítulo 15: A Herança de Calebe

Capítulo 16: A Herança dos Filhos de José

Capítulo 17: Um Povo Numeroso em Israel

Capítulo 18: Josué Reprova a Hesitação das Tribos

Capítulo 19: A Porção Das Tribos

Capítulo 20: As Cidades Refúgio de Israel

Capítulo 21: A Cidade dos Levitas

Capítulo 22: O Altar dos Rubenitas

Capítulo 23: Dediquem-se a Amar o Senhor

Capítulo 24: Eu e Minha Família Serviremos ao Senhor

 

Referências:

Campbell, D. K. (1985). Joshua. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 326). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here