Temos agora diante de nós a história da nação judaica no livro de Josué e naqueles que o seguem até o término do livro de Ester.

Estes livros, até o término dos livros de Reis, os autores judaicos chamam de o primeiro livro dos profetas, para trazê-los para dentro da divisão dos livros do Antigo Testamento: a Lei, os Profetas e os Chetubim, ou Hagiógrafos, Lucas 24.44.

Pelo que tudo indica, embora as diversas histórias fossem escritas quando os acontecimentos ainda estavam frescos na memória, e escritas debaixo da mesma orientação divina, elas foram compiladas na forma como as conhecemos hoje por outro compilador, muito mais tarde, provavelmente todas pelo mesmo compilador, ou aproximadamente na mesma época.

As bases para essa conjetura são porque os escritos antigos com frequência são conhecidos como o Livro de Jasher (capítulo 10.13 e 2 Samuel 1.18), as Crônicas dos Reis de Israel e Judá, e os livros de Gade, Natã e Ido.

Porque os dias em que as coisas ocorreram se referem por vezes a tempos bem remotos, como em 1 Samuel 9.9: ao profeta de hoje antigamente se chamava vidente.

E porque com frequência lemos de coisas que permanecem até ao dia de hoje, como pedras (capítulo 4.9; 7.26; 8.29; 10.27; 1 Samuel 6.18), nomes de lugares (capítulo 5.9; 7.26; Juízes 1.26; 15.19; 18.12; 2 Reis 14.7), direitos e posses (Juízes 1.21; 1 Samuel 27.6), usos e costumes (1 Samuel 5.5; 2 Reis 17.14), cujas frases foram acrescentadas à história pelos compiladores inspirados para a confirmação e ilustração disso para os leitores da sua própria época.

E, se alguém pode oferecer uma mera conjetura, não é improvável que os livros históricos, até o término de Reis, tenham sido compilados pelo profeta Jeremias, pouco antes do cativeiro.

Porque se diz que Ziclague (1 Samuel 27.6) pertence aos reis de Judá (o que começou depois de Salomão e terminou no cativeiro) até ao dia de hoje. E é ainda mais provável que aqueles que seguem tenham sido compilados pelo escriba Esdras, algum tempo depois do cativeiro.

A Inspiração do Livro de Josué

De qualquer modo, embora não tenhamos clareza com relação aos seus autores, não temos dúvida com relação à sua autoridade. Eles faziam parte dos oráculos de Deus, que estavam comprometidos com os judeus, e foram assim recebidos e referidos pelo nosso Salvador e os apóstolos.

Nos cinco livros de Moisés, tivemos um relato realmente completo do surgimento, do avanço e da constituição da igreja do Antigo Testamento, a família da qual ela surgiu, a promessa, a grande personalidade pela qual foi incorporada, os milagres que a fundamentaram, e as leis e ordenanças pelas quais a deveriam governar.

De tudo isso, formaríamos um conceito e expectativa do seu caráter e estado muito diferentes do que encontramos nessa história. Uma nação que tinha estatutos e julgamentos tão justos, alguém poderia pensar, deveria ser muito santa.

E uma nação que recebeu promessas tão ricas deveria ser muito bem-aventurada. Porém, ai! Uma grande parte da história é um retrato melancólico dos seus pecados e misérias.

Porque a lei não tornou nada perfeito, mas isso deveria ocorrer ao ser introduzida uma melhor esperança. E, no entanto, se comparamos a história da igreja cristã com sua constituição, encontraremos a mesma causa de espanto, em decorrência de seus muitos erros e corrupções.

Porque também o evangelho não torna nada perfeito neste mundo, mas continua nos deixando na expectativa de uma melhor esperança no estado futuro.

Capítulos de Josué:

Capítulo 1: Josué é Instruído e Encorajado

Capítulo 2: Os Dois Espias e Raabe

Capítulo 3: A Travessia do Jordão

Capítulo 4: O Senhor Exalta Josué

Capítulo 5: Cessação do Maná de Israel

Capítulo 6: A Destruição de Jericó

Capítulo 7: O Pecado de Acã e Suas Consequências

Capítulo 8: A Destruição de Ai Por Israel

Capítulo 9: A Malícia dos Gibeonitas

Capítulo 10: O Sol e a Lua “ficam parados”

Capítulo 11: As Vitórias de Josué

Capítulo 12: As Conquistas de Israel

Capítulo 13: A Repartição de Canãa

Capítulo 14: O Pedido de Calebe a Josué

Capítulo 15: A Herança de Calebe

Capítulo 16: A Herança dos Filhos de José

Capítulo 17: Um Povo Numeroso em Israel

Capítulo 18: Josué Reprova a Hesitação das Tribos

Capítulo 19: A Porção Das Tribos

Capítulo 20: As Cidades Refúgio de Israel

Capítulo 21: A Cidade dos Levitas

Capítulo 22: O Altar dos Rubenitas

Capítulo 23: Dediquem-se a Amar o Senhor

Capítulo 24: Eu e Minha Família Serviremos ao Senhor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here